Legislativas: André Ventura é o ''número um'' do Chega em Lisboa

Legislativas: André Ventura é o “número um“ do Chega em Lisboa

03/12/2021 22:11:00

Legislativas: André Ventura é o “número um“ do Chega em Lisboa

O mandatário nacional do partido será o economista Pedro Arroja, que também será candidato a deputado.

Em conferência de imprensa, na sede do Chega, em Lisboa, André Ventura anuncia alguns dos cabeças de lista do seu partido às eleições legislativas de 30 de janeiro próximo, assim como os coordenadores do programa eleitoral, Mithá Ribeiro, e da juventude, Rita Matias.

Microsoft vai adquirir produtora do Candy Crush por 68,7 mil milhões de dólares

Além da candidatura de André Ventura em Lisboa, o Chega escolhe já cabeças de lista para Faro (Pedro Pinto), Santarém (Pedro Frazão), Viseu (João Tilly), Europa (José Dias Fernandes) e Fora da Europa (João Janela Baptista).

"O economista Pedro Arroja será o mandatário nacional e também candidato a deputado em lugar elegível", diz o presidente do Chega.Perante os jornalistas, André Ventura considera que a ambição do Chega nas próximas eleições legislativas é tornar-se a terceira força política nacional e"afastar António Costa do cargo de primeiro-ministro". headtopics.com

"Votar no PSD é votar no PS número dois. Nas próximas eleições, o Chega quer forçar um Governo de direita e não permitir um Bloco Central PS/PSD. Qualquer resultado acima dos 10% por parte do Chega, obrigará o futuro Governo a ter em conta as transformações que este partido quer operar na sociedade portuguesa", declara.

Infarmed investiga morte de criança de seis anos com covid-19

Para o presidente do Chega, no panorama da direita portuguesa,"CDS-PP e Iniciativa Liberal são apenas, neste momento, pontos soltos no sistema eleitoral"."Todos sabemos que esses partidos não terão grande expressão eleitoral e, por isso, serão votos perdidos. O voto no PSD, como disse, será um voto no PS. O único voto útil, o único voto que interessa, é no Chega, que será oposição a um Governo socialista", advoga.

Em termos programáticos, André Ventura diz que o Chega irá"manter o seu ADN", com bandeiras como a redução do número de deputados e de cargos políticos."Continuaremos a defender as bandeiras da redução dos impostos, a castração química de pedófilos, a prisão perpétua e a combater que haja minoria acima da lei em Portugal", completa, dizendo que o Chega apresentará candidatos em todos os círculos eleitorais nas próximas legislativas.

Mithá Ribeiro, por sua vez, diz que o programa eleitoral do Chega terá como lema"Deus, pátria, família e trabalho"."Assumimos que o Chega é o partido da família e pretender acabar com a sobreposição abusiva do Estado em relação à sociedade. Queremos criar o Ministério da Família", indica. headtopics.com

Ricardo Araújo Pereira: 'André Ventura não vem porque eu não quero'

O coordenador do programa eleitoral do Chega caracteriza depois a esquerda portuguesa"como um cadáver moral"."Vamos tratar temas como o parasitismo social, a subsidiodependência, a corrupção e a má governação a partir de uma reforma da moral social. Vamos defender a pátria da humilhação a que tem estado sujeita", destacando neste domínio questões como"a história, a identidade étnica e até racial dos portugueses".

"Não aceitamos a discriminação negativa, mas também não aceitamos a discriminação positiva que beneficia as minorias em prejuízo da maioria", acrescenta.

Consulte Mais informação: SIC Notícias »

Decisão 22: o confronto entre António Costa e André Ventura na íntegra - CNN Portugal

CNN Portugal. O novo canal de informação, com uma cultura multiplataforma, propõe-se a acompanhar, em tempo real e em diversos meios, os acontecimentos que marcam o país e o mundo.

Ele não é de Lisboa outro Santana Lopes na política

Levantada imunidade do deputado André Ventura para responder em tribunalA Comissão de Transparência e Estatuto dos Deputados aprovou um parecer relativo ao levantamento da imunidade parlamentar do deputado único do Chega, André Ventura, para poder responder na sequência de afirmações sobre o fundador do BE Fernando Rosas

Comissão parlamentar aprova levantamento de imunidade de André VenturaA Comissão de Transparência e Estatuto dos Deputados aprovou esta quinta-feira um parecer relativo ao levantamento da imunidade parlamentar do deputado único do Chega, André Ventura, para poder responder na sequência de afirmações sobre o fundador do BE Fernando Rosas.

João Ferreira em lugar não elegível dos candidatos da CDU por LisboaA coligação eleitoral entre PCP e Verdes repete os primeiros quatro candidatos a deputados pelo círculo de Lisboa, Jerónimo de Sousa, Alma Rivera, Duarte Alves e Mariana Silva. Não elegível porquê? Os sobrinhos do tio belmiro já deciram. Vale a pena ir votar, ou querem dar já os resultados?

Chega candidato em todo o país para impedir Bloco CentralAndré Ventura, líder do Chega que vai encabeçar a lista por Lisboa nas legislativas, disse esta sexta-feira que o objetivo é 'forçar um Governo de Direita' e impedir um Bloco Central que diz já existir. 'Um voto no PSD é um voto no PS', defendeu, apelando ao 'voto útil' no seu partido, que quer 'afirmar-se como terceira força política' no país. Aproveitou ainda para reclamar a demissão do ministro Eduardo Cabrita, a propósito do inquérito sobre o atropelamento mortal causado pelo carro onde seguia. Vê-se logo é mesmo só para o mafioso HITLER tem tudo controlado

Levantada imunidade do deputado André Ventura para responder em tribunalA Comissão de Transparência e Estatuto dos Deputados aprovou um parecer relativo ao levantamento da imunidade parlamentar do deputado único do Chega, André Ventura, para poder responder na sequência de afirmações sobre o fundador do BE Fernando Rosas

Fava Tonka faz “pop-up” em Lisboa e diz que é “agora ou nunca”O restaurante de Leça da Palmeira leva a sua cozinha de matriz vegetariana à capital e durante um dia ocupa o SÁLA.