Lagarde insiste que Pacto de Estabilidade e Crescimento tem de ser atualizado

Lagarde insiste que Pacto de Estabilidade e Crescimento tem de ser atualizado

21/06/2021 22:15:00

Lagarde insiste que Pacto de Estabilidade e Crescimento tem de ser atualizado

É fundamental que a revisão do PEC por parte dos líderes europeus esteja concluída quando terminar a suspensão das regras do défice e da dívida que foram postas de lado durante a pandemia, reafirmou esta segunda-feira a presidente do Banco Central Europeu numa audiência no Parlamento Europeu. Christine Lagarde, no seu segundo 'diálogo monetário' deste ano com os eurodeputados, respondeu a Pedro Silva Pereira que a 'bazuca' europeia é fundamental para contrariar o risco de políticas de austeridade e fomentar a modernização das economias do euro

20:11"Vejo motivos para a atualização do Plano de Estabilidade e Crescimento (PEC). Idealmente essa revisão deveria estar concluída quando a cláusula de suspensão [das regras] for desativada", reafirmou esta segunda-feira Christine Lagarde, via videoconferência, perante os eurodeputados no segundo"diálogo monetário" deste ano entre o Parlamento Europeu (PE) e o Banco Central Europeu (BCE). As regras foram suspensas em março de 2020 face à pandemia da covid-19 e Bruxelas espera que só sejam reativadas em 2023. Deste modo, no entendimento de Lagarde, os governos europeus dispõem de ano e meio para se entenderem na sua revisão.

Governo não quis luto nacional por Otelo Saraiva de Carvalho e Presidente da República concordou Obrigada, Presidente Eanes (sobre Otelo) Melanie Santos foi 22ª no primeiro título olímpico das Bermudas

Apesar de o BCE e da política monetária não se envolverem na política orçamental definida pelos governos da zona euro, a presidente do BCE defendeu esta segunda-feira perante a Comissão de Assuntos Económicos e Monetários do PE que o"contexto mudou" desde que as principais regras de ouro - nomeadamente do limite de 3% para o défice orçamental e do teto de 60% para a dívida pública em relação ao Produto Interno Bruto - foram estabelecidas em 1997.

Lagarde recordou aos eurodeputados que tais regras levaram a políticas pró-cíclicas - vulgarmente conhecidas por austeridade - que agravaram a crise das dívidas soberanas há dez anos na zona do euro."As políticas [orçamentais] pró-cíclicas têm efeitos limitados" e obrigam depois os bancos centrais - no caso, o BCE - a serem"os únicos atores em cena". Na prática são os 'bombeiros' de serviço na injeção de estímulos (monetários) nas economias aflitas. O que, aliás, o BCE fez, recorde-se, desde que reduziu a taxa diretora de juros desde novembro de 2011 (após a entrada de Mario Draghi para presidente) até ao mínimo histórico de 0% em 2016 e avançou com os programas de compra de ativos desde 2014, que se mantém e foram reforçados por Lagarde com o lançamento de um programa de emergência conhecido pela sigla PEPP com um envelope financeiro de €1,85 biliões. headtopics.com

Sobre os novos limites e tetos à política orçamental dos governos que as regras de Maastricht revistas possam vir a impor a partir de 2023, Lagarde não se pronunciou."Tudo depende do debate" entre os líderes políticos europeus, rematou.

Bazuca é fundamental para contrariar austeridadeDentro da mesma lógica de evitar a tentação de novas políticas orçamentais de austeridade durante a recuperação do colapso económico provocado pela covid-19, a presidente do BCE elogiou a chamada bazuca europeia e a"rapidez" com que foi montada. Lagarde, por diversas vezes nesta sua intervenção no Parlamento, sublinhou que atualmente continua a ser indispensável um alinhamento entre as politicas monetária e orçamental no sentido do apoio às economias e que qualquer aperto dessas políticas"é prematuro".

Em resposta a uma intervenção elogiosa do eurodeputado português Pedro Silva Pereira, do Grupo da Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas no Parlamento Europeu, Lagarde sublinhou que a 'bazuca' europeia - conhecida pela sigla Next Generation EU - que vai financiar os Planos de Recuperação e Resiliência (PRR) de cada país tem um duplo efeito:"no curto prazo, evitar as políticas pró-cíclicas e no longo prazo fazer a modernização das economias europeias".

Não se pronunciando sobre o concreto desses PRR, nomeadamente sobre o sentido e o equilíbrio entre investimentos e reformas, a francesa sublinhou que o decisivo é"a implementação".Neutralidade nas compras de ativos não está inscrita no mandato headtopics.com

Santos anuncia acordo com Benfica por Kaio Jorge mas atleta assina pela Juventus Pepa e a aposta na formação: «Respira-se Vitória» Registadas mais de 11 mil reações adversas à vacina contra a covid-19. Uma por cada mil administradas

Apesar de não ter fornecido conclusões ou tendências sobre o debate em curso na revisão estratégica que o BCE está a levar a cabo sobre a sua política, e que deverá concluir antes do final deste ano, Christine Lagarde abriu a porta à alteração das regras de aquisição de ativos nos programas em curso acomodando a preocupação com a intervenção do banco central na luta contra a mudança climática.

A presidente do BCE admitiu que a"neutralidade de mercado" que impede privilegiar este ou aquele ativo nas operações de mercado é algo"que não está inscrito no mandato" do banco. O que o Tratado exige que o BCE aplique os princípios de"mercado aberto e de livre concorrência e de alocação eficiente". Pelo que"podemos desviar-nos" da neutralidade.

BCE vai discutir euro digital em julhoLagarde adiantou aos eurodeputados que o BCE vai discutir uma nova fase na"exploração" do tema de um euro digital a 14 de julho. Mas sublinhou que uma divisa encriptada"pode trazer riscos se não for concebida e implementada de um modo adequado" e gerar"impactos negativos na estabilidade financeira ao induzir grandes transferências de dinheiro privado para o euro digital". Este risco para o sistema bancário é uma das preocupações da francesa:"Isto poderia aumentar o custo de financiamento dos bancos e, como consequência, as taxas de juro dos empréstimos bancários, reduzindo potencialmente o volume de crédito à economia".

Consulte Mais informação: Expresso »

Tholos do Barro. Valorizar sepultura megalítica com cinco mil anos

Presidente eleito do Irão recusa encontrar-se com BidenO presidente eleito do Irão disse, em conferência de imprensa, que não tem vontade de se encontrar com o presidente dos Estados Unidos e rejeitou acusações sobre violação de direitos humanos.

Presidente eleito do Irão recusa que a vida das pessoas seja moeda de troca no acordo nuclearNuma altura em que os diplomatas “estão optimistas” sobre a conclusão das negociações em Viena, Ebrahim Raisi voltou a insistir que o levantamento de sanções dos EUA tem de chegar primeiro.

Número de casos diários continua a crescer no Reino UnidoO Reino Unido registou cinco mortes e 10.633 novos casos de ​​​​​​​covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo os dados atualizados do Governo britânico.

Banco de Portugal alerta para aumento da interligação entre o soberano e a banca, o que é um risco para estabilidade financeiraO reconhecimento atempado do risco de crédito reduziu a rendibilidade dos bancos, diz ainda o Relatório da Estabilidade Financeira anunciado pelo Banco de Portugal.

Madeira recebe mais 46.326 vacinas contra a Covid-19A Madeira tem 64 casos ativos de coronavírus, 26 são importados e 38 de transmissão local.

Desabamento na Bélgica: Morreram quatro portugueses em AntuérpiaAs autoridades belgas confirmaram esta manhã que uma das vítimas mortais, que se julgava ser um cidadão russo, tem nacionalidade portuguesa.