Líderes pró-democratas de Hong Kong condenados por organizar vigília pelas vítimas de Tiananmen

Hong Kong: Líderes pró-democratas de Hong Kong condenados por organizar vigília pelas vítimas de Tiananmen

09/12/2021 14:34:00

Hong Kong: Líderes pró-democratas de Hong Kong condenados por organizar vigília pelas vítimas de Tiananmen

Três personalidades relevantes do movimento oposicionista do território foram condenadas por terem organizado e participado numa acção de homenagem aos estudantes mortos no massacre de 1989.

citando as preocupações sanitárias decorrentes da pandemia da covid-19.Para o campo pró-democrático, a decisão foi eminentemente política, e não científica, e integrou-se na tendência crescente das autoridades de Hong Kong em adoptar uma linha muito mais próxima de Pequim do que em tempos anteriores.

Varandas e o processo-crime de Pinto da Costa: «Um presidente a oferecer prostitutas a árbitros?»

Dezenas de milhares de pessoas decidiram desafiar a proibição e participaram em vigílias no Victoria Park. Desde então, participantes e organizadores têm sido detidos e julgados.A Amnistia Internacional considera as condenações dos três activistas um “ataque escandaloso aos direitos de liberdade de expressão e reunião”. “O governo de Hong Kong desprezou uma vez mais o direito internacional ao condenar activistas apenas por causa do seu envolvimento numa vigília pacífica, e com distanciamento social, por aqueles que foram mortos pelos soldados chineses a 4 de Junho de 1989”, afirmou o vice-secretário-geral da organização, Kyle Ward, num comunicado.

O desfecho do julgamento representa mais um duro golpe desferido no movimento pró-democrático de Hong Kong, que atravessa um dos períodos mais negativos desde a transferência da soberania do território para a China, em 1997.Os três condenados são personalidades muito relevantes deste sector e já eram visados noutros casos judiciais, baseados em headtopics.com

violações da lei de segurança nacional, aprovada em 2019,e que veio aprofundar as possibilidades de repressão de movimentos e acções políticas consideradas indesejáveis por Pequim.

Consulte Mais informação: Público »

O debate entre António Costa e Inês de Sousa Real na íntegra - CNN Portugal

CNN Portugal. O novo canal de informação, com uma cultura multiplataforma, propõe-se a acompanhar, em tempo real e em diversos meios, os acontecimentos que marcam o país e o mundo.

coitado do magnata Jimmy Lai, estou desolado Os políticos Tugas estão-se a borrifar. Basta qualquer criatura do PCC acenar c/ carcanhol que as nossas 'elites' aparecem sem roupa interior. E isto aplica-se a todos os políticos nacionais. Entre a esquerda e a direita, nestas coisas, nem as moscam mudam.

Democracia chinesa. Rsrs No outro dia o título era, China quer mostrar que a sua democracia é melhor que a dos outros. Agora condenam líderes pro democratas? Fiquei confuso