Jogos Olímpicos de Tóquio com público se pandemia não se agravar

Cada evento terá no máximo 10 mil espectadores.

21/06/2021 22:21:00

Jogos Olímpicos de Tóquio com público se pandemia não se agravar

Cada evento terá no máximo 10 mil espectadores.

A decisão foi tomada mesmo sendo contrária aos avisos de vários especialistas. Após uma reunião entre os responsáveis dos Jogos e o Governo japonês, o anúncio da presença de público deixou em aberto a possibilidade de recuo até 23 de julho, data do arranque, caso a pandemia volte a agravar-se.

Governo não quis luto nacional por Otelo Saraiva de Carvalho e Presidente da República concordou Obrigada, Presidente Eanes (sobre Otelo) Melanie Santos foi 22ª no primeiro título olímpico das Bermudas

Os vários locais de competição, interiores ou exteriores, vão receber 50% da lotação ou até 10 mil espetadores. Só adeptos japoneses, já que os estrangeiros não vão poder entrar no país durante os Jogos Olímpicos, que terminam a 8 de Agosto.

O público vai ter de usar máscara, não pode gritar pelos atletas e deve dirigir-se imediatamente para casa.O cancelamento ou novo adiamento dos Jogos esteve em cima da mesa, mas o Comité Olímpico Internacional e o Governo japonês mantiveram o evento, mesmo contra os apelos de uma grande fatia da população japonesa. headtopics.com

O anúncio da presença de público acontece quando foi levantado o estado de emergência também na região de Tóquio, Consulte Mais informação: SIC Notícias »

Tholos do Barro. Valorizar sepultura megalítica com cinco mil anos

Organização dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020 autoriza 10 mil espectadoresModalidades - Organização dos Jogos Olímpicos autoriza 10 mil espectadores

Jogos Olímpicos 2020: Tóquio permite entrada de 10 mil espectadores por recintoO evento desportivo, que arranca na quarta-feira, 23 de junho, vai permitir que os recintos preencham 50% da lotação com espectadores locais. Propagação do vírus e a atual estado de emergência no país, impede que seja permitida a entrada de público estrangeiro.

Tóquio 2020: Halterofilista Laurel Hubbard vai ser a primeira atleta trans a competir em Jogos OlímpicosHubbard vai integrar a equipa neozelandesa de halterofilismo. Numa declaração, a atleta de 43 anos revelou-se “grata e honrada”. Em 2018, Laurel já tinha participado nos Jogos da Commonwealth, na Austrália, competição na qual se lesionou com gravidade. Recuperada, a atleta promete honrar a chamada à comitiva da Nova Zelândia

Águas abertas: Tiago Campos alcança apuramento para os Jogos OlímpicosNatação - Águas abertas: Tiago Campos alcança apuramento para os Jogos Olímpicos

Organização dos Jogos Olímpicos autoriza 10 mil espectadoresModalidades - Organização dos Jogos Olímpicos autoriza 10 mil espectadores

Atleta neozelandesa é a primeira mulher transgénero a competir nos Jogos OlímpicosLaurel Hubbard vai representar o país pela primeira vez na categoria feminina após a transição, em 2013.