Jerónimo acha que Costa caiu “na realidade” quanto à maioria

De volta à campanha Jerónimo diz que Costa caiu “na realidade” e por isso largou discurso da maioria absoluta

26/01/2022 16:31:00

De volta à campanha Jerónimo diz que Costa caiu “na realidade” e por isso largou discurso da maioria absoluta

'Acho que António Costa percebeu que esse objetivo [da maioria absoluta] estava um pouco longínquo', disse o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, que regressou esta quarta-feira à campanha.

Acho que António Costa percebeu que esse objetivo estava um pouco longínquoe, esta é que é a nota de preocupação, teve logo tendência para conversa de promessas e de trocas de apoios que não vão resolver o problema, antes pelo contrário”, sustentou.

“Cabe-nos agora a nós mostrar a inutilidade desse objetivo [a maioria absoluta]”, completou o secretário-geral do PCP, que esteve afastado da campanha para as eleições legislativas enquanto recuperava de uma operação de urgência à carótida interna esquerda, a que foi submetido há duas semanas.

Consulte Mais informação: ECO »

As crianças podem brincar com armas de plástico? E encenar conflitos? Psicóloga responde a estas e outras questões neste Dia Internacional do Brincar - CNN Portugal

CNN Portugal. O canal de informação, com uma cultura multiplataforma, que acompanha, em tempo real e em diversos meios, os acontecimentos que marcam o país e o mundo. Consulte Mais informação >>

António Costa à Renascença. A entrevista na íntegraRenascença AParComOMundoO líder do PS admite diálogo com todos menos o Chega, assume a ambição de chegar aos mil euros de salário mínimo e define meta para...

Legislativas: Rio acusa Costa de “deturpar” declarações e nega estar “refém” da...Acham correto o modelo de avaliação da Função Pública? Todos sabemos que é totalmente incorreto, é um problema profundo relacionado com a própria gestão de recursos humanos. Importa rever e reformar o SIADAP. Afinal quem governa este país? O Costa pensa que todos são vendidos como ele, que para formar governo em 2015, se pôs de joelhos para os partidos comunistas, CDU/ BE... Desde então nunca mais parou de rastejar... Falar do Kostov é lhe dar mais valor que o que ele merece.

Para o dr. Costa, os cidadãos são gadoAlberto Gonçalves comenta as palavras do primeiro-ministro em Vila do Conde Sera que o alberto arranja um adjectivo para os cidadãos de cada candidato,seria interessante ver a imparcialidade do conteúdo Quem é este asno Já pareces a campanha do Bolsonaro com tantas mentiras

António Costa: 'Ficámos a saber que se Rui Rio formasse Governo ficaria refém da extrema-direita'Vídeos - António Costa: 'Ficámos a saber que se Rui Rio formasse Governo ficaria refém da extrema-direita' Bem..

António Costa diz que tem orgulho em ser o inimigo principal do ChegaQual será o cartaz que Ventura irá fazer... 'O primeiro foi este' António Costa quer muito o crescimento do Chega à direita por isso não para de falar no partido. Enquanto se diaboliza o Chega as pessoas esquecem que há listas de espera de 4 anos para cirurgias no SNS Muito bem A. Costa

Eibar de Venâncio vence Almería de Samuel da Costa e sobe ao topoEquipas dos jogadores portugueses partilham liderança da segunda Liga espanhola

“ Acho que António Costa percebeu que esse objetivo estava um pouco longínquo e, esta é que é a nota de preocupação, teve logo tendência para conversa de promessas e de trocas de apoios que não vão resolver o problema, antes pelo contrário”, sustentou. “ Cabe-nos agora a nós mostrar a inutilidade desse objetivo [a maioria absoluta] ”, completou o secretário-geral do PCP, que esteve afastado da campanha para as eleições legislativas enquanto recuperava de uma operação de urgência à carótida interna esquerda, a que foi submetido há duas semanas. Jerónimo de Sousa diz que PCP acertou na escolha dos substitutos Jerónimo de Sousa considerou ainda que foi “uma acertada decisão” substituí-lo na campanha eleitoral por João Ferreira, João Oliveira e Bernardino Soares, acrescentando que “valeu a pena a experiência”. Questionado pelos jornalistas sobre o desempenho dos substitutos durante grande parte da campanha eleitoral, Jerónimo de Sousa disse que “foi uma acertada decisão da direção do partido meter esses dois camaradas, três [Bernardino Soares], a assumirem a tarefa de conduzirem” a ‘volta’ da CDU .