Inflação na China sobe para 2,3% em novembro, um máximo de 16 meses

Inflação na China sobe para 2,3% em novembro, um máximo de 16 meses

09/12/2021 12:25:00

Inflação na China sobe para 2,3% em novembro, um máximo de 16 meses

A variação de preços no consumidor acelerou em novembro para 2,3%, o nível mais alto desde agosto do ano passado, mas, mesmo assim, ainda abaixo do objetivo de controlo dos preços em 3% fixado pelo governo de Pequim. No entanto, à saída de fábrica, o disparo nos preços na produção abrandou

JornalistaA trajetória de subida da inflação na China prosseguiu em novembro, com a primeira estimativa do Gabinete Nacional de Estatísticas, publicada esta quinta-feira em Pequim, a apontar para 2,3% em novembro, uma aceleração em relação a outubro (1,5%). Trata-se da variação homóloga, ou seja, em relação mesmo mês do ano anterior.

Cantora Checa antivacinas morre depois de contrair Covid-19 intencionalmente

Aquele nível de inflação é o mais elevado desde agosto do ano passado, mas está ainda distante do objetivo de controlo de preços em 3% em 2021 fixado pelo governo de Pequim. Claramente acima desse limiar de 3% foram os disparos em novembro nos vegetais frescos (30,6%), na carne de porco (12,2%), nos transportes e comunicações (7,6%) e na educação e cultura (3%). São quatro componentes fundamentais da vida do dia a dia da população chinesa. As bolsas chinesas e de Hong Kong fecharam esta quinta-feira em terreno positivo. Os juros da dívida chinesa a 10 anos mantêm-se abaixo de 3%.

A inflação na China tem estado a acelerar desde setembro, mas recorde-se que nos dois primeiros meses do ano foi negativa, ou seja, a economia chinesa esteve em deflação (quebra de preços).Apesar da trajetória de subida nos últimos quatro meses, a inflação na China, em novembro, está muito abaixo da registada para a zona euro (4,9%) ou nos Estados Unidos (onde se antevê que a inflação atinja um pico perto de 7% em novembro, na estimativa que será publicada na sexta-feira). headtopics.com

Pressão sobre os preços na produção abrandaNo entanto, os preços na produção registaram em novembro uma subida de 12,9%, inferior ao pico de 13,5% atingido em outubro. segundo as estimativas publicadas também esta quinta-feira pelo Gabinete Nacional de Estatísticas. Os preços na produção tinham estado a subir desde junho consecutivamente até um máximo de 26 anos em outubro.

Jovem detido por crimes de abuso sexual e de pornografia de menores. Menina de 13 anos entre as vítimas

Depois deste pico, o governo de Pequim exerceu um controlo apertado sobre os preços na produção, quer nas matérias-primas, como nos custos de extração e de processamento, refere o Gabinete Nacional de Estatísticas.A título comparativo, refira-se que a variação nos preços na produção em outubro foi muito mais baixa nos Estados Unidos, Reino Unido e Japão, mas muito mais elevada em várias economias do euro (81,9% na Holanda, 34,5% na Bélgica, 31,8% em Espanha, 27,7% na Holanda, 17,5% na Alemanha, 19% em Portugal).

Prioridade: Cortar nos rácios obrigatórios para os bancosA política monetária na China afirma-se, na atual conjuntura de pandemia, como conservadora, não seguindo a matriz de gestão de programas massivos de compra de dívida do Tesouro (como nos casos da Reserva Federal norte-americana ou do Banco Central Europeu) ou mexidas significativas na taxa diretora do banco central (como os cortes repetidos que os bancos centrais de muitas economias emergentes estão a fazer este ano).

O Banco Popular da China (PBOC) cortou a taxa diretora para 3,85% em abril do ano passado (que estava acima de 4% ao longo de 2019) e não voltou a mexer nela. A prioridade na gestão da política monetária centra-se na alteração do rácio das reservas obrigatórias para os bancos. headtopics.com

Presidente da Câmara do Porto conhece acórdão do Caso Selminho na sexta-feira

Ao longo deste ano, o PBOC cortou o rácio em julho e agora, com entrada em vigor a partir de 15 de dezembro. Nos dois casos, o corte foi de 50 pontos-base (0,5 pontos percentuais). A partir de meados deste mês, o rácio terá descido para 8,4%, o que permitirá aos bancos libertar para os empréstimos à economia o equivalente a cerca de €160 mil milhões (ao câmbio atual). Nas duas operações deste ano, a libertação de liquidez será equivalente a €290 mil milhões (mais do que o PIB português em 2020).

Consulte Mais informação: Expresso »

Decisão 22: o confronto entre Catarina Martins e Cotrim Figueiredo na íntegra - CNN Portugal

CNN Portugal. O novo canal de informação, com uma cultura multiplataforma, propõe-se a acompanhar, em tempo real e em diversos meios, os acontecimentos que marcam o país e o mundo.

Covid-19: embaixada de Portugal em Maputo anuncia voos para 14 e 16 de dezembroVoos adicionais são organizados de acordo com as necessidades.

Rangel lamenta falta de esforço da direção para unir o PSDEurodeputado salientou que teve mais de 47% dos votos nas diretas de 27 de novembro.

Djokovic entre os inscritos para o Open da Austrália e Serena Williams de foraO número um do ranking mundial terá de estar totalmente vacinado para entrar na Austrália.

Queda de grua: Câmara de Vila Real deixa esgotar prazo e perde processoMunicípio de Vila Real tinha seis meses para indicar advogado em ação para tentar responsabilizar empresa por queda de grua.

Bernardo Silva bate recorde no Manchester City ao ser eleito o melhor jogadorFutebol - Bernardo Silva bate recorde no Manchester City ao ser eleito o melhor jogador 😂

Há impasse na quebra de patentes, mas avançam acordos para fábricas de vacinas em ÁfricaÉ na África do Sul que se concentram vários projectos, mas empresas procuram parceiros noutros países. Há uma tentativa de reproduzir a vacina da Moderna. Dois países, estão já confirmados, que são o Senegal e o Rwanda. A África do Sul, há muito tempo décadas que tem as suas próprias fábricas.