Ventiladores

Ventiladores

Há 30 ventiladores avariados no Algarve e ninguém pede o reembolso

Há 30 ventiladores avariados no Algarve e ninguém pede o reembolso

22/01/2021 12:11:00

Há 30 ventiladores avariados no Algarve e ninguém pede o reembolso

A administração do Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) disse à Lusa que cabe ao Algarve Biomedical Center (ABC) pedir o reembolso dos 30 ventiladores avariados, mas esta entidade descarta responsabilidades e remete o processo para o CHUA.

"O ABC é um 50% do CHUA e 50% da Universidade do Algarve, duas entidades públicas respeitadas e sabendo que houve um dano, em que ele interferiu nesse dano, só tem que resolver o assunto e rápido" afirmou à Lusa Paulo Neves, vogal executivo do conselho de administração do CHUA.

Bora ser chupista como a Irlanda! Sporting e Rúben Amorim acusados de fraude pela Liga Infecciologista teme cenário de caos hospitalar em vários pontos do Brasil

O responsável defende que"quem negociou, conhece o fabricante, o intermediário e lhes pagou", deve"executar as garantias se aquilo que comprou, estiver deficiente"."Não estou a ver como é que nós, que não temos a fatura, que não conhecemos o fabricante e nem o intermediário, vamos perseguir a quem não pagámos, não tem sentido", sustentou.

O presidente do ABC, Nuno Marques, tem outra posição, afirmando que deverá ser o CHUA a solicitar o reembolso já que é"o legitimo dono dos equipamentos", sustentando que"não pode ser outra entidade a pedir reembolso" de aparelhos da qual não é dona. headtopics.com

"Nós não somos o proprietário, não temos qualquer legitimidade legal para interferir no processo", defendeuPUBO responsável revelou desconhecer qualquer deliberação sobre um pedido de reembolso e adiantou que a fatura foi emitida em nome do ABC mas"está no CHUA" desde a doação e"assim que é doado qualquer equipamento, passa o outro a ser o dono".

Nuno Marques frisou que após o ABC se ter"disponibilizado para dar apoio" e enviar ao CHUA os contactos do fornecedor e apenas tomou conhecimento que os técnicos da empresa vieram a Portugal e trabalharam nos ventiladores, mas a partir dai desconhece"qual a evolução do processo".

Como entidade financiadora a AMAL revelou à Lusa que, em análise com o CHUA e o ABC"entenderam que se se deve pedir a devolução do dinheiro" adiantando o seu presidente que"vai ser criada um comissão com um membro de cada entidade"."Já conversei com eles e eles sabem dessa nossa posição", afirmou António Pina.

O autarca revelou que se pretende apurar"qual é a entidade que está em melhores condições para pedir a devolução", sendo que AMAL"não será", já que"os municípios doaram o dinheiro". headtopics.com

Músico canta a sua experiência como vítima de violência doméstica Acusação de fraude pode valer suspensão de seis anos a Rúben Amorim Cofina desistiu, mas ainda tem OPA sobre 5% da TVI por resolver

"Será uma das duas. Trata-se de uma questão jurídica e é preciso ter a certeza".Quanto ao destino da verba a ser devolvida, o autarca apontou que a intenção dos municípios é que venham a ser usada para"suprir outras necessidades do CHUA".

A AMAL doou ao ABC 2 milhões de euros para aquisição de material médico diverso e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), sendo 1300 mil euros destinado aos 30 ventiladores dos ventiladores. Consulte Mais informação: Jornal de Notícias »

Eu reparo a 100 euros cada Ninguém...? Acho que sim mas o problema é quem pode o fazer .