Grupo tenta raptar mulher num estabelecimento comercial em Vila Real para lhe extorquir dinheiro

13/01/2022 15:48:00

Vítima conseguiu escapar e esconder-se no interior de um veículo até à chegada das autoridades.

Vila Real, Polícia Judiciária

Portugal - Grupo tenta raptar mulher num estabelecimento comercial em Vila Real para lhe extorquir dinheiro

Vítima conseguiu escapar e esconder-se no interior de um veículo até à chegada das autoridades.

Polícia JudiciáriaFOTO: Pedro Brutt PachecoA Polícia Judiciária (PJ) deteve três homens e duas mulheres por suspeitas de tentativa de rapto num estabelecimento comercial em Vila Real.O crime ocorreu esta quarta-feira, ao final da tarde, quando o grupo - mediante um plano previamente estabelecido - vigiou e perseguiu uma mulher de 39 anos, ameaçando-a e cercando-a no interior do estabelecimento.

O objetivo era capturar a mulher e transportá-la para uma habitação nas imediações da cidade"para a submeter a extorsão de uma elevada quantia de dinheiro", pode ler-se no comunicado da PJ.A vítima conseguiu fugir e esconder-se no interior de um veículo, na zona de carga, onde permaneceu até à chegada das autoridades.

Consulte Mais informação:
Correio da Manhã »

Arguido condenado por difamar e ameaçar presidente da Câmara de Vila Real - SIC NotíciasEm tribunal, o homem assumiu a autoria das publicações, mas negou intenção de fazer mal ao autarca.

PJ de Braga faz buscas na Câmara de Vila VerdeEm causa estão adjudicações feitas pelo ex-deputado Rui Silva a um empresário local.

PJ de Braga faz buscas na Câmara de Vila VerdeEm causa estão adjudicações feitas pelo ex-deputado Rui Silva a um empresário local.

Prédio em Vila Nova de Gaia 'totalmente afetado' pelas chamas

Vendas da Jerónimo Martins sobem 8,3% e grupo distribui 20 milhões aos trabalhadoresA retalhista conseguiu superar o patamar dos 20 mil milhões de euros em vendas em 2021, 'apesar da pandemia e do impacto negativo da desvalorização cambial'.

Detido homem que disparou sobre grupo de jovens em bombas de combustível em BarcelosPortugal - Detido homem que disparou sobre grupo de jovens em bombas de combustível em Barcelos

12:44 Polícia Judiciária FOTO: Pedro Brutt Pacheco A Polícia Judiciária (PJ) deteve três homens e duas mulheres por suspeitas de tentativa de rapto num estabelecimento comercial em Vila Real.O Tribunal de Vila Real condenou um homem de 57 anos pelos crimes de difamação com publicidade agravado e um crime de ameaça agravado, por publicações nas redes sociais feitas contra o presidente da câmara, Rui Santos.Fátima Vilaça Polícia Judiciária FOTO: Pedro Catarino A Polícia Judiciária de Braga realizou, esta terça-feira, buscas na Câmara de Vila Verde e na Escola Profissional Amar Terra Verde.Ativar Cookies Marketing Automation certified by Copyright © 2022.

O crime ocorreu esta quarta-feira, ao final da tarde, quando o grupo - mediante um plano previamente estabelecido - vigiou e perseguiu uma mulher de 39 anos, ameaçando-a e cercando-a no interior do estabelecimento. O objetivo era capturar a mulher e transportá-la para uma habitação nas imediações da cidade"para a submeter a extorsão de uma elevada quantia de dinheiro", pode ler-se no comunicado da PJ.625 euros, bem como ainda ao pagamento de uma indemnização de 1. A vítima conseguiu fugir e esconder-se no interior de um veículo, na zona de carga, onde permaneceu até à chegada das autoridades. Nas buscas realizadas esta terça-feira, os inspetores recolheram documentação relacionada com os atos de adjudicação em que Rui Silva foi interveniente durante o período em que esteve na Câmara de Vila Verde e na Escola profissional e que terão beneficiado o construtor. Os detidos têm idades entre os 39 e os 49, sendo que dois são empresários e os restantes não têm ocupação laboral. Em janeiro de 2020, o presidente da Câmara de Vila Real apresentou uma queixa no Ministério Público (MP) por injúrias e ameaças que lhe foram feitas , através das redes sociais, após o abate de 50 árvores na avenida Carvalho Araújo, no âmbito da obra de requalificação daquele espaço. Vão ser presentes a interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.

. Algumas das expressões usadas contra o presidente foram: “ podes esconder-te mas não vais conseguir fugir ” ou “ cada árvore que seja cortada é um dedo que te cortaremos ”. Leia também.