Grávidas passam a poder ter acompanhante nas consultas e parto

Coronavírus Pandemia Saúde Dgs Serviço Nacional De Saúde Gravidez

27/10/2021 18:36:00

As grávidas vão poder ter um acompanhante durante as consultas, urgências e internamento. A norma ‘Covid-19: Gravidez e Parto’ da Direção-Geral da Saúde, atualizada esta quarta-feira, dita que “deve ser garantido, se a grávida o desejar, a presença de um acompanhante na vigilância pré-natal (consultas e ecografias), atendimento no Serviço de Urgência, internamento e acompanhamento no parto”.

A autoridade de saúde refere ainda que “as unidades hospitalares devem assegurar as condições necessárias para garantir a presença de um acompanhante durante o trabalho de parto”.O acompanhante deve realizar um questionário clínico e epidemiológico, mas se tiver o esquema vacinal completo há mais de 14 dias fica isento da realização de testes de rastreio para SARS-CoV-2.

A norma estabelece que o acompanhante “deve ser apenas um, sem possibilidade de troca” e que “deve cumprir as regras de higienização de mãos, etiqueta respiratória, distanciamento físico, utilização de máscara cirúrgica, e as demais regras da unidade hospitalar e orientações dos profissionais de saúde”. Deve ainda “evitar o contacto com todos os outros utentes internados”, além de ter limites nas “entradas e saídas, de forma a diminuir a possibilidade de transmissão da infeção”. headtopics.com

Sociedade Recreativa. Um Tartufo em São Bento

No caso da presença do acompanhante “não puder ser garantida de forma segura, podem ser consideradas medidas excecionais de restrição de acompanhantes, desde que sejam proporcionadas e fundamentadas no risco de infeção por SARS-CoV-2”, sendo que “estas situações devem ser devidamente explicadas aos acompanhantes".

Já no caso de mulheres grávidas infetadas com covid-19, “pode ser considerada a restrição da presença de acompanhante, sempre que as condições existentes não assegurem a diminuição da propagação da infeção por SARS-CoV-2 a pessoas que possam vir a estar envolvidas nos cuidados ao recém-nascido no seio familiar”.

Ver Comentários

Consulte Mais informação: Jornal SOL »

Serviços de saúde têm de permitir presença de acompanhantes de grávidasUma norma da Direção Geral da Saúde passa também a permitir acompanhante vacinado a assistir ao parto sem ter a necessidade de fazer teste à covid-19.

Serviços de saúde têm de permitir presença de acompanhantes de grávidasOs serviços de saúde devem permitir a presença dos acompanhantes de grávidas nas consultas, urgências e internamento, segundo uma norma da DGS, que isenta quem tem a vacinação completa de realizar o teste à covid-19 para assistir ao parto. Deeemooorooou!!

Rainha Isabel II cancela presença em conferência climática devido a conselho médicoA Rainha britânica Isabel II cancelou a presença na conferência climática COP26 na próxima semana após ter recebido conselho médico para descansar. Ohh diaboo

Uns querem, outros nãoO centro-direita e a direita entendem-se quando chega a hora de formar governo, na esquerda e centro-esquerda, só o PS é que se assume como um partido de poder.

À procura de alimentos saudáveisMartim Cabral e a nutricionista Mariana Abecasis passam um dia no mercado à procura de produtos saudáveis e que integram a tão aclamada dieta mediterrânica.

Sp. Braga perdeu mais de 11 mil sócios em 2020/21Clube explica quebra com a redução do poder de compra das famílias devido à Covid-19 ou se calhar os adetos se cansam de ver a equipa a perder 18 pontos todas as epocas perante ou 3 grandes Em breve será o sexto grande