Fileira da casa investe dois milh\u00f5es na promo\u00e7\u00e3o internacional

03/06/2020 09:40:00

Fileira da casa investe dois milhões na promoção internacional

03 Junho 2020, 07:35Verbas destinadas às feiras internacionais serão realocadas à comunicação online e às plataformas digitais. O cluster é responsável por exportações de mais de 2,5 mil milhões de euros por ano.

Portugal com mais 13 mortes e 418 novos casos de Covid-19 ″Máscara é coisa de viado″, dizia Bolsonaro a funcionários Atriz da série ''Glee'' desaparece durante passeio de barco com o filho de 4 anos

Nos últimos cinco anos, as indústrias que integram a Fileira Casa Portuguesa realizaram mais de 950 participações em 109 feiras setoriais, contribuindo para o crescimento superior a 30% das exportações. Agora, face às restrições impostas pela pandemia às deslocações e à concentração de pessoas, a APIMA (Associação Portuguesa das Indústrias de Mobiliário e Afins) e a AICEP, que lideram a promoção internacional da fileira, desenharam uma renovação da estratégia de divulgação e posicionamento externo do cluster, que integra os setores do mobiliário, têxteis lar, iluminação, colchoaria, tapeçaria e utilidades domésticas, entre outros.

Assim, serão realocados dois milhões de euros anteriormente destinados a feiras internacionais canceladas, como a iSaloni Milano ou a ICFF New York e agora canalizado para o investimento em cinco grandes ações: três plataformas digitais internacionais (MOM, Archiproducts e BIMobject), o reforço e melhoria da comunicação e imagem e a criação de uma exposição virtual na app Furniture PT.

“Na última década, a Fileira Casa Portuguesa, através de um conjunto de certames e missões empresariais, alcançou um reconhecimento e posicionamento internacionais que não poderão ser minorados, face às limitações atuais. O mercado premiará os países e as empresas que demonstrarem maior resiliência e agilidade, pelo que acreditamos que esta redefinição da estratégia criará as condições necessárias para que o tecido empresarial nacional continue a projetar-se com qualidade e diferenciação a nível externo”, explica Joaquim Carneiro, presidente da APIMA, citado por comunicado oficial.

A plataforma MOM foi criada pela organização da Maison & Objet, uma das principais feiras setoriais do mundo, como resposta à necessidade de expositores e profissionais de divulgarem os seus produtos e estabelecerem contactos comerciais ao longo de todo o ano, diminuindo a dependência do evento presencial. Atualmente, conta com cerca de meio milhão de utilizadores registados, entre retalhistas, distribuidores, designers e empresários, que realizam mais de 2,5 milhões de visitas anuais ao website. As empresas portuguesas que pretendam aderir à MOM poderão optar por um dos três pacotes negociados pela APIMA, que variam no número de produtos expostos e destaque nas ações de marketing.

A Archiproducts é o maior canal digital mundial para os setores da arquitetura e do design, com dez mil fabricantes e mais de 2,7 milhões de profissionais inscritos. Anualmente, são registadas mais de 30 milhões de visitas, impulsionadas pelas completas campanhas de marketing que a plataforma proporciona aos expositores. A proposta da APIMA e da AICEP contempla, para as empresas portuguesas que pretendam aderir à Archiproducts, a possibilidade de exporem, a nível mundial, um total de 200 produtos, por um período de um ano.

A BIMobject é o website líder mundial em conteúdos BIM (Building Information Modeling). Esta metodologia consiste na construção de um modelo virtual, tridimensional, dos aspetos físicos e funcionais de uma construção, contendo toda a informação relativa às características de cada uma das suas componentes construtivas. Pelo realismo e profundidade da informação, esta metodologia permite uma divulgação e colaboração internacional, célere e ágil, dos produtos, conectando fabricantes a arquitetos, designers, decoradores e empresários. Com cerca de dois milhões de utilizadores, a BIMoject tem vindo a bater recordes de visitas e de downloads de materiais, durante o atual período de pandemia. A APIMA e a BIMoject estabeleceram um protocolo de colaboração para a adesão das empresas nacionais em condições muito vantajosas. A este título, as duas entidades dinamizam, na próxima quinta-feira, um webinar dedicado à apresentação do software e das valências do mesmo.

Atriz da série ''Glee'' desaparece durante passeio de barco com o filho de 4 anos Grande Lisboa tem 102 surtos de Covid-19 identificados Companheiro de equipa de João Félix surpreende na escolha do carro

As indústrias do cluster somaram, em 2018, cerca de 2,5 mil milhões de euros em exportações, o que representa 4,3% do total nacional. Em cinco anos, os projetos conjuntos de Internacionalização da APIMA já resultaram em 45 milhões de investimento na promoção externa.

Consulte Mais informação: Jornal Económico »

Universidade Europeia lan\u00e7a forma\u00e7\u00e3o inovadora em ind\u00fastria de mil milh\u00f5es

Avi\u00f5es deixam hoje de ter lota\u00e7\u00e3o reduzidaSó não me rio, porque é mais demais, a merda que andam a fazer. Vão andar milhões lado a lado! Puta que pariu isto! A merda da conversa e normas da treta. Meus senhores, estou farto de putas e filhos da puta! Toca a mexer,,, os COVID_PREGUIÇO têm que arranjar uma outra desculpa

Comiss\u00e3o Europeia defende novos impostos \u00e0s grandes empresas para financiar recupera\u00e7\u00e3o econ\u00f3mica

Sindicato dos Professores da Madeira defende realiza\u00e7\u00e3o de testes em toda a comunidade escolar

A import\u00e2ncia dos votos no estrangeiro nas pr\u00f3ximas elei\u00e7\u00f5es presidenciais

O elefante na sala ou li\u00e7\u00f5es de um coronav\u00edrus