Ex-Apoiantes, Jair Bolsonaro, Brasil, Avenida Paulista, Covi-19, São Paulo, Patrícia Romano, Folha De São Paulo, Pt, Covid-19

Ex-Apoiantes, Jair Bolsonaro

Ex-apoiantes de Bolsonaro arrependidos unem-se contra presidente após marca dos 500 mil mortos por Covid-19

Gestão da pandemia leva milhares de brasileiros à rua contra presidente brasileiro.

21/06/2021 00:43:00

Mundo - Ex-apoiantes de Bolsonaro arrependidos unem-se contra presidente após marca dos 500 mil mortos por...

Gestão da pandemia leva milhares de brasileiros à rua contra presidente brasileiro.

22:43FOTO: Getty ImagesMilhares de brasileiros juntaram-se este sábado na Avenida Paulista, em São Paulo, num dos maiores atos contra a gestão do Brasil contra Jair Bolsonaro.De acordo com os meios brasileiros, os manifestantes ocuparam durante toda a tarde nove quarteirões da capital paulista, que acabou por ser bloqueada em ambos os sentidos. Entre os manifestantes estavam também cidadãos que elegeram Bolsonaro como presidente em 2018.

Marcelo, de máscara, e Bolsonaro, sem, buscam convergência contra a covid-19 Atriz Eunice Muñoz internada no hospital Brasil regista mais de 15 mil casos e aproxima-se da marca de 20 milhões de infetados

Patrícia Romano, dentista, foi uma das vozes que este sábado gritou"Fora, Bolsonaro" após uma gestão da pandemia do presidente bastante criticada.Segundo o jornalFolha de São Paulo,a dentista votou em 2018 a favor do atual presidente brasileiro por estar descontente com o governo do PT, embora esse voto tenha levado a filha Às lágrimas com a atitude da mãe."Ela nunca aceitou, sempre considerou o Bolsonaro um desastre, despreparado, um misógino", disse Patrícia ao jornal brasileiro.

Outra mulher, esta advogada, Patrícia Costa, também não esconde o arrependimento de ter escolhido Bolsonaro para presidente. A brasileira assume que também queria tirar os PT do poder e que as propostas de Bolsonaro lhe pareceram, à altura, boas. Com a marca atingida dos 500 mil mortos por Covid-19 no Brasil, Patrícia assume que se arrepende e que a maioria da população já devia estar vacinada."Eu, pessoa com nanismo, não posso mais apoiar alguém que é contra a ciência", defende. headtopics.com

Como a advogada e a dentistas, muitos outros apoiantes de Bolsonaro, mostram-se agora arrependidos pela escolha, como descreve o jornal Folha de São Paulo."Não tirem a máscara, tirem o Bolsonaro" e Bolsonaro genocida", foram algumas das palavras de ordem da manifestação.

O atraso na vacina, a postura contra a ciência e a crise financeira do Brasil estão entre os motivos de adesão ao protesto na avenida Paulista. Consulte Mais informação: Correio da Manhã »

Um cretino ,será sempre cretino.Podem arrepender-se agora mas, já morreram 500 000 pessoas.Haja consciência e acima de tudo inteligência. Que notícia mais vagabunda. O que se viu na rua foi um.monte de gente de sindicatos que estão acostumados a não trabalhar e viver do estado, a se manifestarem. Ex apoiantes de bolsonaro lol

Jornalismo marrom de 💩 São sindicalista e petista que apoiam o ladrão lula que no final da manifestação ganham 30 reais. Mostra aí a mais recente manifestação de apoio ao governo Bolsonaro e verás a diferença. Não fazam distorção dos factos.. Eles nunca se vão unir.. Principalmente com petistas.. E já agora estamos a falar do 'folha de são Paulo' ... Um jornal típico de esquerda.. Assim como 'os pingos nos is' é completamente de direita.

Apoiadores de Bolsonaro semana passada 👆 Eleitor de Bolsonaro não faz esse tipo de coisa: Até aqui os bolsominions aparecem... Esses protestos são formados por sindicatos, militantes cujos políticos de estimação são acusados de corrupção e respondem a vários processos, artistas inconformados com a perda de verba para seus shows e pelos pobres que o Lula disse que tirou da pobreza.

Se tivessem preocupados com os 500 mil, não faziam esse ajuntamento. Hahahahh, isto é lindo. Passar as notícias tendenciosas sim, passar a realidade não. Ate em motos bateram o recorde guiness. Pessoas então nem se fala.

Covid-19: Ex-diretor do Infarmed defende aposta nas farmácias para acelerar vacinaçãoO ex-presidente de Infarmed considera que o mais importante para travar a pandemia é garantir a rápida vacinação do maior número de pessoas no menor espaço de tempo e que é preciso não descartar a capacidade das farmácias

Mia Rose revela traição de ex-namorado em discoteca'Quando o confrontei, ele disse: ‘Isso nunca aconteceu’', contou a artista.

'Vacinação? É preciso não descartar a capacidade das farmácias', considera ex-presidente do Infarmed“É um aspeto importante. Não é de descartar, por princípio, e os farmacêuticos estarão com certeza preparados para entrar no processo”, disse à Lusa Helder Mota Filipe, sublinhando: “os farmacêuticos não fazem questão de estar envolvidos só por estarem envolvidos e, portanto, devem ser parte da solu

De modelo a sem-abrigo viciada em droga: o declínio da ex de estrela da série Marés VivasMundo - De modelo a sem-abrigo viciada em droga: o declínio da ex de estrela da série Marés Vivas

Farmácias poderiam ajudar a garantir vacinação “urgente do maior número de pessoas”, diz ex-presidente do InfarmedCoronavírus: Farmácias poderiam ajudar a garantir vacinação “urgente do maior número de pessoas”, diz ex-presidente do Infarmed Só abutres.... Tal como acontece em outros países como França…

Valente de Oliveira, ex-ministro do Planeamento, sobre fundos europeus: “Não se pode continuar a dar milho aos pardais”Luís Valente de Oliveira foi ministro do Planeamento e da Administração do Território durante a década de 1985-1995 e coordenou a primeira vaga dos fundos europeus que chegaram a Portugal