Federações

Federações

Estudo mostra que só um terço dos futebolistas planeia o pós-carreira

Futebol: Estudo mostra que só um terço dos futebolistas planeia o pós-carreira

20/09/2021 20:17:00

Futebol: Estudo mostra que só um terço dos futebolistas planeia o pós-carreira

Trabalho realizado pela Universidade de Bruxelas revela grande incerteza na hora de deixar os relvados, deixando alerta à indústria do futebol. FIFPro quer jogadores mais preparados para enfrentar final de carreira.

Apenas um terço dos inquiridos manifestou confiança em relação ao que o futuro lhes reserva, sendo que 18% não sabem o que esperar. Metade da “amostra” refere ter uma ideia ou algumas pistas e interesses sobre o que fazer depois do futebol, sendo que em muitos casos o final da carreira pode ser precipitado por uma lesão, o que exige uma maior preparação para atenuar o impacto, tanto financeiro quanto emocional.

De visita a Portugal, ministro brasileiro diz que vacinar 10 milhões não é igual a 180 milhões Entregar o país às mãos da direita? Portugal deverá registar ″grande salto″ na procura turística

Um problema enfatizado pelo secretário-geral da FIFPro, que considera o estudo uma verdadeira chamada de atenção para o problema. “Este estudo é um despertar para a indústria do futebol no que diz respeito ao que é preciso fazer para ajudar a preparar as novas gerações de futebolistas, homens e mulheres, de forma a poderem estar mais bem preparados para enfrentarem o momento em que deixam de jogar”, referiu Jonas 

Baer-Hoffmann, salientando os sacrifícios feitos desde muito jovens pelos futebolistas.​“A carreira exigiu-lhes muitos sacrifícios na juventude, de forma a tornarem-se profissionais. E a indústria do futebol tem que fazer mais para apoiá-los no processo final e  headtopics.com

no pós-carreira. E não se pense que se trata apenas de questões monetárias. A saúde mental e o bem-estar é um factor essencial”, destacou, enaltecendo o trabalho realizado por muitas associações.Perante o cenário traçado pelo estudo, em que apenas um terço dos futebolistas profissionais já retirados pensou e acautelou antecipadamente (pelo menos a três anos do “adeus") o momento da “retirada”, tendo um em cada cinco iniciado o processo logo desde o início da carreira e apenas 12% depois de sofrerem uma lesão grave, o grande objectivo da FIFPro passa pela mobilização das organizações, sejam clubes (21%), federações (7%) ou instituições de ensino (19%), de forma a criarem as condições necessárias para que os futebolistas possam antecipar de uma forma sustentada o início de uma nova fase profissional.

Os números divulgados indicam que as associações são os principais responsáveis (em cerca de 70% dos casos analisados) pelo apoio prestado aos futebolistas, tendo mais de metade dos jogadores (54%) que participaram no estudo declarado não ter recebido qualquer tipo de ajuda, tanto no aspecto psicológico como na formação complementar em termos académicos.

Consulte Mais informação: Público »

Estudo abre portas a nova geração de medicamentos para combater vírus e parasitasA molécula BSS730A, estudada no âmbito do projeto Spiro4MALAIDS, apresentou 'uma atividade notável contra os diferentes vírus e parasitas testados'.

Estudo português abre portas a nova geração de medicamentos para combater vírus e parasitasInvestigadores de várias instituições científicas nacionais descobriram e testaram 'uma molécula com um perfil revolucionário.

Governo quer abrir lojas no exterior para cativar o mundo a comprar portuguêsDubai. Estudo de perceção da marca Portugal revelou que só 52% dos decisores internacionais consideraria a compra de um produto de fabrico português A China já comprou tudo. As fantásticas lojas do ' Força Portugal'...

Futebolista Ana Rute diz que estreia na seleção portuguesa é o ''concretizar de um sonho''A seleção portuguesa de futebol feminino conseguiu no domingo o primeiro triunfo no Grupo H europeu de apuramento para o Mundial de 2023, ao golear Israel por 4-0.

Dois em cada três futebolistas não sabe o que fazer após acabar a carreiraApenas 33% pode garantir ter \u0027confiança\u0027 no caminho a seguir, com 49%, dentro dos incertos, a expressar ter \u0027uma ideia\u0027, ou \u0027alguns interesses\u0027.\r\n

E tu, o que vais fazer quando deixares de jogar futebol? Dois terços dos profissionais não sabemUm estudo da FIFPro, o sindicato internacional de jogadores, concluiu que 67% dos futebolistas profissionais desconhecem o que vão fazer com a sua vida no dia em que se decidirem retirar. Entre os inquiridos no estudo, só 33% revelou ter 'confiança' no que irá fazer depois de parar de jogar