Empresa de Leiria produz 10 mil kits de proteção individual por dia

01/04/2020 21:21:00

Empresa de Leiria produz 10 mil kits de proteção individual por dia

Empresa de Leiria produz 10 mil kits de proteção individual por dia

A Plasgal produziu uma bata que é composta por proteções de braços, pernas, pés e mãos.

Paulo Almeida alocou parte da sua equipa a este projeto, estando 21 pessoas a trabalhar, divididas por três turnos."Assumi o compromisso de cobrar ao Município apenas o preço do custo do material de transformação. É a minha forma de contribuir neste contexto de pandemia. Ajudamos como podemos. Todos os outros encargos são assumidos por nós".

Com cerca de 100 trabalhadores, Paulo Almeida continua a produzir, embora desconheça o futuro."Temos clientes parados. Avaliamos a situação a cada dia. Tudo faremos para que não seja necessário entrar em ‘lay off', mas não posso garantir que isso não venha a acontecer. Vai depender da resposta do mercado".

Consulte Mais informação:
SIC Notícias »

Associação de Carnaval de Sines vai produzir equipamentos de proteção individualSociedade - Associação de Carnaval de Sines vai produzir equipamentos de proteção individual

Universidade de Lisboa vai fazer mais de mil testes por diaReitor acredita que capacidade de produção duplicará. Investigadores criaram kit com reagentes portugueses.

IADE desenvolve equipamento de prote\u00e7\u00e3o individual de combate \u00e0 Covid-19

Rússia envia avião com equipamento médico e de proteção individual para os Estados Unidos combaterem coronavírusMundo - Rússia envia avião com equipamento médico e de proteção individual para os Estados Unidos...

SNS24 está a atender mais de 18 mil chamadas por diaO Secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, afirmou esta quarta-feira que a linha SNS24 está a atender mais de 18 mil chamadas por dia, sendo que, antes da pandemia, dava resposta a cinco mil chamadas.

Fernando Alonso doa 300 mil máscaras e outro material de proteção contra a Covid-19Antigo campeão de F1 é embaixador da UNICEF.

"Usámos polietileno de baixa densidade, por forma a ter um equipamento flexível para as pessoas se movimentarem, resistente para não se rasgar e impermeável".Joaquim Bernardo 19:38 A Associação de Carnaval de Sines vai iniciar esta semana a produção de equipamentos de proteção individual para apoio ao Hospital do Litoral Alentejano, aos Bombeiros de Sines e Proteção Civil, para fazer face à pandemia de covid-19.A Universidade de Lisboa vai fabricar cerca de mil testes por dia para despistar o novo coronavírus até ao final da semana, anunciou o reitor na segunda-feira.Jornal Económico com PC Guia 31 Março 2020, 21:00 A universidade desenvolveu de raiz um projecto de design e produção de viseiras que contribuem para a protecção e minimização da propagação do vírus.

Paulo Almeida alocou parte da sua equipa a este projeto, estando 21 pessoas a trabalhar, divididas por três turnos. "Assumi o compromisso de cobrar ao Município apenas o preço do custo do material de transformação.500 euros, suportado pela instituição", explicou Rui Encarnação. É a minha forma de contribuir neste contexto de pandemia. A confirmarem-se estas previsões, a UL vai conseguir fabricar diariamente cerca 1600 testes, mais de 11 mil por semana se os laboratórios funcionarem todos os dias. Ajudamos como podemos. Os voluntários"vão receber as caixas com o material em casa" e"cada um deles vai ficar encarregue de uma tarefa, sejam os cortes dos moldes, a costura, a colocação dos elásticos ou das bainhas, para conseguirmos uma linha de montagem mais rápida", concluiu Rui Encarnação. Todos os outros encargos são assumidos por nós". Dada a necessidade de haver uma maior disponibilização deste material de protecção, o IADE, em parceria com a Ondagrafe, tem já em desenvolvimento mais 600 viseiras, perfazendo assim um total de 960 viseiras que serão doadas aos Hospitais Beatriz Ângelo, Santa Maria, Amadora Sintra e Estefânia.

Com cerca de 100 trabalhadores, Paulo Almeida continua a produzir, embora desconheça o futuro. Desde ontem que os testes do IMM estão a ser usados na operação conjunta dos ministérios da Segurança Social (MTSSS) e da Ciência (MCTES) para testarem idosos em lares dos concelhos de Lisboa, Aveiro, Évora e Guarda. "Temos clientes parados. Avaliamos a situação a cada dia. Tudo faremos para que não seja necessário entrar em ‘lay off', mas não posso garantir que isso não venha a acontecer. "O objetivo é conseguir cobrir o país com estas iniciativas, mobilizando os laboratórios universitários", disse António Costa, revelando que"há múltiplas iniciativas em curso". Vai depender da resposta do mercado".

O diretor-geral da Plasgal espera conseguir"minimizar" o impacto da covid-19, estando consciente de que as"dificuldades serão muitas". "Também espero que o país consiga ultrapassar esta fase com o menor impacto possível, sabendo que ele existirá sempre", rematou. O IMM encontrou cá uma empresa que produz os reagentes - mais barato e acessível. Pandemia já matou mais de 43 mil pessoas em todo o mundo O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 828.000 pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 41.000. Mas a pessoa pode já estar infetada e o sistema imunitário ainda não ter reagido.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia. O continente europeu , com mais de 458.000 infetados e mais de 30.000 mortos, é aquele onde se regista atualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 12.428 mortos em 105.

792 mil casos confirmados até terça-feira. 187 mortes e 8.251 casos de Covid-19 em Portugal A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta quarta-feira a existência de 187 mortes e 8.251 casos de Covid-19 em Portugal. O número de óbitos subiu de 160 para 187, enquanto o número de infetados aumentou de 7.

443 para 8.251, mais relação a ontem, o que representa um aumento de 10,9%. Há, ao todo, 43 casos recuperados a registar, um número que se manteve intacto nos últimos sete boletins divulgados pela DGS. .