União Europeia, Ursula Von Der Leyen, Comissário Europeu, Elisa Ferreira

União Europeia, Ursula Von Der Leyen

Elisa Ferreira nomeada comissária europeia para Coesão e Reformas

Elisa Ferreira nomeada comissária europeia para Coesão e Reformas

10/09/2019 13:21:00

Elisa Ferreira nomeada comissária europeia para Coesão e Reformas

O executivo comunitário de Ursula von der Leyen tem um número recorde de 13 mulheres (incluindo a própria) e 14 homens. Há oito vice-presidentes. (Em atualização)

SubscreverHá oito vice-presidentes na Comissão de Von der Leyen, incluindo três vice-presidentes executivos que têm a dupla função de serem comissários e responsável por um dos três temas centrais na agenda da comissão. Assim, Frans Timmermans (Holanda) será responsável pelo Green Deal, pela ação política de resposta às alterações climáticas, enquanto Margrethe Vestager (Dinamarca) vai coordenar a Agenda Digital, além de ser comissária para a Concorrência. E Valdis Dombrovskis (Letónia) vai trabalhar numa Economia que Trabalha para as Pessoas e ser comissário dos Serviços Financeiros.

Italianos avançam que Cavani já assinou pelo Benfica com salário anual de 9 milhões de euros Ventura promete ″batalha judicial″ para poder suspender o mandato Brasil ultrapassa 100 mil mortes por Covid-19. Bolsonaro está de ''consciência tranquila''

As outras vice-presidências cabem à Espanha, República Checa, Grécia, Eslováquia e Croácia.O Reino Unido não designou nenhum comissário, dado ter prevista a sua saída do bloco europeu em 31 de outubro, na véspera da entrada em funções da nova Comissão Europeia.

No final do mês de setembro, início de outubro, deverão ter início as audições dos comissários designados perante as respetivas comissões do Parlamento Europeu, que se pronunciará sobre o colégio como um todo em 22 de outubro.

Esta éa lista dos comissários designados para o executivo comunitárioliderado pela antiga ministra da Defesa alemã, que pertence ao grupo do Partido Popular Europeu (PPE):Áustria: Johannes Hahn (PPE) -- Atual comissário responsável pelo Alargamento, foi também já comissário de Durão Barroso, com a pasta da Política Regional. Será responsável pelo Orçamento e Administração, respondendo diretamente a Ursula von der Leyen.

Bélgica: Didier Reynders (Renovar) -- Ministro dos Negócios Estrangeiros belga. Será comissário da Justiça.Bulgária: Mariya Gabriel (PPE) -- Atual comissária da Economia e Sociedade Digitais passa agora para a Inovação e Juventude.

Chipre: Stella Kyriakides (PPE) -- Deputada, antiga presidente da assembleia parlamentar do Conselho da Europa. Vai ser responsável pela pasta da Saúde.Croácia: Dubravka Suica (PPE) -- Eurodeputada e antiga autarca de Dubrovnik. Vice-presidente para Democracia e Demografia.

Dinamarca: Margrethe Vestager (Renovar) -- Atual comissária da Concorrência, foi a candidata dos Liberais ao cargo de presidente da Comissão Europeia e vai ser uma das vice-presidentes de Von der Leyen. Será comissária para a Concorrência, sendo também responsável pela Europa para a Idade Digital, responsável pela digitalização.

Elas mudaram de vida para lutar contra o plástico e ensinar os outros Explosivo de Beirute foi uma encomenda que não chegou a uma empresa portuguesa Sobreviveu à travessia do Mediterrâneo mas morreu afogado numa praia em Espanha

Eslováquia: Maros Sefcovic (S&D) -- Vice-presidente na Comissão de Jean-Claude Juncker com a pasta da União da Energia, continua a ser vice-presidente, mas das Relações Interinstitucionais.Eslovénia: Janez Lenarcic (Renovar) -- Diplomata, embaixador da Eslovénia junto da UE. Fica responsável pela pasta da Gestão de Crise.

Espanha: Josep Borrell (S&D) -- Presidente do Parlamento Europeu entre 2004 e 2006, será o Alto Representante da UE para a Política Externa. É outro dos vice-presidentes.Estónia: Kadri Simson (Renovar) -- Antiga ministra da Economia, já se encontra no atual colégio da Comissão Europeia, ao ter sido a eleita para suceder ao comissário Andrus Ansip, que depois das eleições europeias decidiu cumprir o mandato de eurodeputado. Fica com a pasta da Energia.

Finlândia: Jutta Urpilainen (S&D) -- Antiga ministra das Finanças finlandesa. Comissária para as Parcerias Internacionais.França: Sylvie Goulard (Renovar) -- Antiga eurodeputada e ministra da Defesa. Comissária para o Mercado Interno, ficando também com responsabilidades na nova diretoria da Indústria da Defesa e Espaço.

Grécia: Margaritis Schinas (PPE) -- Antigo eurodeputado, foi o principal porta-voz da Comissão liderada por Jean-Claude Juncker desde 2014. Será responsável pela Proteção do Nosso Modo de Vida Europeu.Holanda: Frans Timmermans (S&D) -- Atual primeiro-vice-presidente da Comissão Juncker, com a pasta do Estado de Direito, foi o candidato dos Socialistas europeus à presidência da Comissão Europeia, e voltará a assumir uma vice-presidência. É o vice-presidente para o Green Deal, o acordo europeu para a transição económica e para as mudanças climáticas.

Hungria: László Trócsányi (PPE) -- Antigo ministro da Justiça, atualmente eurodeputado. É o responsável pela pasta da Vizinhança e Alargamento.Irlanda: Phil Hogan (PPE) -- Atual comissário europeu da Agricultura torna-se agora comissário do Comércio.

Itália: Paolo Gentiloni (S&D) -- Antigo primeiro-ministro, foi o último nome a ser apresentado a Von der Leyen, pela nova coligação no poder em Itália. Será o comissário dos Assuntos Económicos.Letónia: Valdis Dombrovskis (PPE) -- Atual vice-presidente da Comissão Juncker com a pasta do Euro. É o Comissário para os Serviços Financeiros.

'O ultra português': El País traça perfil de André Ventura e aproxima-o de Trump Três crianças e oito adultos mortos em incêndio na República Checa Covid-19. Trump reduz apoio de 600 para 400 dólares por semana para desempregados vítimas da pandemia

Lituânia: Virginijus Sinkevicius (Verdes) -- Ministro da Economia lituano, pode tornar-se dos mais jovens comissários europeus de sempre (tem 28 anos). É o comissário para o Ambiente e os Oceanos.Luxemburgo: Nicolas Schmit (S&D) -- Antigo ministro do Trabalho, é atualmente eurodeputado. Fica com a pasta do Trabalho.

Malta: Helena Dalli (S&D) -- Antiga ministra da Igualdade, será comissária dessa mesma pasta.Polónia: Janusz Wojciechowski (ECR) -- Antigo eurodeputado, é designado pelo único partido eurocético representado na Comissão (Lei e Justiça). Será comissário da Agricultura.

República Checa: Vera Jourova (Renovar) -- Atual comissária responsável pela pasta da Justiça. Vice-presidente e comissária para os Valores e Transparência.Roménia: Rovana Plumb (S&D) -- Atual ministra do Ambiente vai ser comissária para o Transporte.

Suécia: Ylva Johansson (S&D) -- Atual ministra do Emprego, vai ficar com a pasta do Interior. Consulte Mais informação: Diário de Notícias »

No partido socialista tb há gente séria e competente. Parabéns e felicidades Dra.! Reparem leitores da sentença ditatorial desta senhora estilo União Europeia: 'promete empenho CONTRA' Ou seja quem não favorece UE, está sujeito a limpeza política na sociedade portuguesa.. Vai mas é tratar da reforma dela ...

Vai reforma e os fundos para o largo do Rato, ah e para o marido uma pessoa muito honesta

Elisa Ferreira com pasta da coesão e reformas na Comissão EuropeiaO anúncio foi feito há instantes pela presidente eleita da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen

Elisa Ferreira fica com Coesão e Reformas na nova Comissão EuropeiaA presidente eleita da Comissão Europeia atribuiu a tutela das Coesão e Reformas à ainda vice-governadora do Banco de Portugal. No regresso a Bruxelas, Elisa Ferreira fica com a tutela dos fundos estruturais, o que satisfaz as pretensões do primeiro-ministro António Costa.

Elisa Ferreira fica com coesão e reformas na nova Comissão EuropeiaA presidente eleita da Comissão Europeia atribuiu a tutela das reformas e coesão à ainda vice-governadora do Banco de Portugal

UE/Comissão: Elisa Ferreira com a pasta da Coesão e Reformas - oficial

UE/Comissão: Elisa Ferreira com a pasta da Coesão e Reformas - oficial

Elisa Ferreira fica com coesão e reformas na nova Comissão EuropeiaPresidente eleita da Comissão Europeia atribuiu a tutela das reformas e coesão à ainda vice-governadora do Banco de Portugal.