Eleições na Bielorrússia. Autoridades abrem processo-crime contra oposição

  • 📰 expresso
  • ⏱ Reading Time:
  • 41 sec. here
  • 2 min. at publisher
  • 📊 Quality Score:
  • News: 20%
  • Publisher: 73%

Portugal Manchetes Notícia

Portugal Últimas Notícias,Portugal Manchetes

A pena máxima prevista no processo aberto contra os membros do conselho, que teve a sua primeira reunião na quarta-feira, é de cinco anos de prisão

As autoridades bielorrussas anunciaram esta quinta-feira a abertura de um processo-crime ao conselho de coordenação da oposição por"minar a segurança social" ao promover novas eleições presidenciais, depois dos protestos contra os resultados da votação de 9 de agosto.

Além disso, o conselho exige"o fim da violência e da perseguição política por parte das autoridades e a abertura de uma investigação nos termos da lei", além da libertação dos presos políticos e do pagamento de indemnizações a todos os afetados. A criação do conselho de coordenação, no qual participam personalidades conhecidas da sociedade bielorrussa, como a Prémio Nobel de Literatura Svetlana Alexievich, foi anunciada pela líder da oposição bielorrussa no exílio, Svetlana Tikhanovskaia.

No poder há 26 anos, Alexander Lukashenko obteve, segundo a Comissão Eleitoral Central do país, mais de 80% dos votos no dia 09 de agosto, conquistando o seu sexto mandato.

 

Obrigado pelo seu comentário. Seu comentário será publicado após ser revisado.
Resumimos esta notícia para que você possa lê-la rapidamente. Se você se interessou pela notícia, pode ler o texto completo aqui. Consulte Mais informação:

 /  🏆 8. in PT

Portugal Últimas Notícias, Portugal Manchetes

Similar News:Você também pode ler notícias semelhantes a esta que coletamos de outras fontes de notícias.

Elei\u00e7\u00f5es na Bielorr\u00fassia: L\u00edder da oposi\u00e7\u00e3o pede \u00e0 Uni\u00e3o Europeia que rejeite resultados
Fonte: ojeconomico - 🏆 11. / 67 Consulte Mais informação »

Svetlana Tikhanovskaya pede à UE que rejeite resultados das eleições na BielorrússiaA situação na Bielorrússia será hoje abordada numa cimeira extraordinária da União Europeia.
Fonte: SICNoticias - 🏆 2. / 90 Consulte Mais informação »

UE não reconhece resultados das eleições na Bielorrússia e defende “transição democrática”Ursula von der Leyen anunciou plano de 53 milhões de euros para ajudar sociedade bielorrussa. UE condena violência e garante que não estão em causa “questões geopolíticas”, para afastar cenário de intervenção de Moscovo. . A ditadura europeista 'nao reconhece os resultados'? - Franceses e Holandeses em 2005 rejeitaram a UE por referendo Porém é-lhes imposta à força! -Irlandeses e Dinamarquezes rejeitaram a UE Porém a mafia europeista obrigou essas populaçoes a votar de novo. UE=fachos, mafia . NENHUM CIDADAO RECONHECE A UE Todas as populaçoes REFENS da UE que votaram por referendo, rejeitaram todas a UE ! Esta entidade virtual e nociva é 100% ilegitima. Esta impostura é IMPOSTA às populaçoes alvo como as outras ditaduras . Era o que mais faltava...
Fonte: Publico - 🏆 7. / 73 Consulte Mais informação »

UE não reconhece eleições na Bielorrússia e vai impor sançõesAlexander Lukashenko foi, segundo os resultados oficiais do escrutínio, reeleito para um sexto mandato com mais de 80% dos votos, mas bielorrussos contestam os dados nas ruas desde então. Presidente já deu ordem para travar as manifestações e reforçar as fronteiras. Todos os países da ex influência russa ou da ex União soviética deveriam ser obrigados para admissão na UE a declararem-se e conduzirem-se como países neutros. Imaginem por um momento bases russas com tudo em Itália, em Cuba, no México. Então que tal? A extensão?
Fonte: dntwit - 🏆 1. / 91 Consulte Mais informação »

Protestos na Bielorrússia contra presidente Lukashenko provocam mais um mortoEsta é a terceira morte desde o início dos protestos contra o resultado da eleição presidencial de 9 de agosto.
Fonte: cmjornal - 🏆 26. / 51 Consulte Mais informação »

Eleições na Bielorrússia. Líder da oposição pede à UE que rejeite resultadosA situação na Bielorrússia será abordada, esta quarta-feira, numa cimeira extraordinária da União Europeia
Fonte: expresso - 🏆 8. / 73 Consulte Mais informação »