Educação. Governo autoriza projetos-piloto de partilha de turmas em escolas profissionais do interior

Educação. Governo autoriza projetos-piloto de partilha de turmas em escolas profissionais do interior

18/10/2021 16:11:00

Educação. Governo autoriza projetos-piloto de partilha de turmas em escolas profissionais do interior

O Governo autorizou em despacho publicado hoje a realização de projetos-piloto de partilha de turmas em algumas escolas profissionais no interior do país para promover a diversificação da oferta formativa nos territórios com baixa densidade populacional

De acordo com o despacho do gabinete do secretário de Estado Adjunto e da Saúde, que foi publicado hoje em Diário da República, o objetivo da medida é promover a diversificação da oferta educativa e formativa profissional em zonas menos populosas.

Eduardo Cabrita pediu demissão ao primeiro-ministro Ana Paula Vitorino: ″O Eduardo é um Homem com letra maiúscula″ Chega suspeita que demissão de Eduardo Cabrita foi ''uma exigência de Costa''

Desta forma, pretende-se"permitir dar resposta aos interesses dos alunos e às necessidades da economia e do mercado de trabalho dessas regiões, promover a qualidade das aprendizagens e o sucesso escolar".No âmbito dos projetos, as escolas poderão partilhar turmas entre si num regime de experiência pedagógica que dê também resposta às necessidades da economia e do mercado de trabalho dessas regiões e rentabilize os recursos humanos, técnicos e tecnológicos disponíveis.

Para isso, as escolas deverão estabelecer protocolos com vista à definição das regras de organização e funcionamento dos cursos, definir mecanismos de tutoria que permitam um acompanhamento próximo e sistemático dos alunos. headtopics.com

Os projetos-piloto começam a ser implementados já este ano letivo em escolas inseridas na Comunidade Intermunicipal Terras de Trás-os-Montes, que inclui os concelhos de Alfândega da Fé, Bragança, Macedo de Cavaleiros, Miranda do Douro, Mirandela, Mogadouro, Vila Flor, Vimioso e Vinhais.

Atualmente, estão já instituídas dinâmicas de resposta específica aos territórios de baixa densidade, que permitem diversificar o número de áreas de formação disponíveis em cada escola e em cada região.

No entanto, no texto do despacho, o gabinete do secretário de Estado nota que se tem verificado ainda assim uma redução do número de alunos nesses territórios, uma tendência que defendem exigir novas soluções."A mobilização dos atores locais, nomeadamente das escolas, das comunidades intermunicipais e das áreas metropolitanas, constitui um fator central na definição de redes de ofertas profissionalizantes coerentes, que respondam às necessidades dos territórios, ajustando as qualificações às necessidades da economia e do mercado de trabalho", sublinha o despacho.

Consulte Mais informação: Expresso »

Novo estudo sobre a origem da Covid-19 aponta para mercado de Wuhan

Receita. Sandes de Queijo desembraiadoEsta semana a chef Ana Leão partilha com os leitores do DN a sua receita de sandes de queijo desembraiado. Para fazer em casa.

Cerca de 3 mil motociclistas manifestaram-se em Lisboa contra as inspeções obrigatóriasVídeos - Cerca de 3 mil motociclistas manifestaram-se em Lisboa contra as inspeções obrigatórias

FC Porto justifica falta de comparência em jogo de basquetebol em Ovar: 'Defesa dos superiores interesses do clube'Desporto - FC Porto justifica falta de comparência em jogo de basquetebol em Ovar: 'Defesa dos superiores...

Covid-19. Mais de 40 mil pessoas protestaram contra passe sanitário em FrançaO projeto de lei que prorroga até 31 de julho a possível utilização do passaporte sanitário foi aprovado na quarta-feira em Conselho de Ministros

Motociclistas manifestam-se em Lisboa contra inspeçõesMedida imposta pelo governo entra em vigor a partir do dia 1 de janeiro. Negócios do estado 👍 estamos....alimentar estes corruptos todos custa dinheiro

Profissionais de saúde fizeram mais de 17 milhões de horas extraUm aumento exponencial em relação a 2019. Tao vivos ainda?