Diogo Faro gostou da entrada de Daniel Bragança, bem a pegar no jogo com criatividade e a mostrar que o cabelo à beto está bem vivo

Diogo Faro gostou da entrada de Daniel Bragança, bem a pegar no jogo com criatividade e a mostrar que o cabelo à beto está bem vivo

25/09/2021 17:15:00

Diogo Faro gostou da entrada de Daniel Bragança, bem a pegar no jogo com criatividade e a mostrar que o cabelo à beto está bem vivo

Na sua análise ao Sporting - Marítimo, o humorista gostou também do jogo cheio de vigor de Matheus Nunes e desejou que nunca lhe falte a força, quase tanta como a do Chicão a tocar bombo há dias numa arruada

ADÁNEntrou mais cedo no dia de reflexão e esteve 100 minutos só a reflectir. Reflectiu imenso e não teve de defender nada.NETONada a apontar. E isso é um enorme facto a apontar.COATESÉ bom que se vá pondo a jeito e esteja preparado. É que já estávamos todos à espera do golo dele nos descontos. E se continuarmos a ter jogos destes, bem que vamos precisar dos milagres Coates.

Organização de brasileiros “indignada” com convite a ministro de Bolsonaro para conferência em Lisboa DGS prepara-se para variante agressiva no inverno Sozinhos frente ao cancro. Doentes oncológicos queixam-se de atrasos de cirurgias e falta de acompanhamento

FEDDALAchei divertido que tenha levado um amarelo só por existir. Quer dizer, estava ali sossegado a existir, e houve um jogador do Marítimo que foi a correr contra o cotovelo dele e ele é que levou amarelo. Não sabia que as regras eram assim, mas estamos sempre a aprender.

VINAGREFez 27 cruzamentos e nenhum deu em nada. Claro que não ajuda ter um avançado que não faz a mínima ideia de como é que se mete a bola lá dentro, mas o importante é continuar a tentar Consulte Mais informação: Expresso »

Quase 70% dos horários por preencher nas escolas são em Lisboa, Faro e SetúbalSó há 31 docentes por colocar a Informática para mais de 400 lugares ainda vagos no país. Diretores pedem soluções ao Governo.

Mourinho 'atira-se' ao árbitro: «Houve um tipo que decidiu ser protagonista»Treinador não gostou de ver Lozenzo Pellegrini expulso na parte final do jogo com a Udinese

Record Challenge Park: râguebi faz placagem à pandemiaIsabel Osório levou-nos ao chão com bastante facilidade mas nos pontapés até nos saímos muito bem

As palavras importam: em vez de “esquizofrénico”, diga “pessoa com esquizofrenia”Desde que fui diagnosticado com depressão e ansiedade, no início dos meus 20 anos, senti o estigma de ser considerado “anormal”. Sugiro que em vez de 'negacionista', digam 'pessoa que se nega a levar com uma vacina experimental', PODE SER? Há algum motivo para copiar as patetices woke estado-unidenses? QUERO LER O ARTIGO DO PEDRO GIRÃO

Manifesto em defesa do jornalismoO juízo das nossas escolhas editoriais não cede a manifestos intimidatórios: obedece apenas à lei, ao bem comum, à nossa consciência e às necessidades e apoio dos nossos leitores. pestefm O vosso trabalho é uma vergonha... É um insulto ao povo português O Público é um jornal de referência mas também erra. Também sofre pressões e também cede. Nem virgens ofendidas nem rebeldia. Jornalismo militante é pouco recomendável, até porque a perversão que rodeia as verdades é coisa perigosa.

Aula Magna recebe ópera ''Cavalleria Rusticana'' de Pietro Mascagni esta quinta-feiraO espetáculo, que começa às 21:00, tem entrada gratuita e está sujeito aos levantamento de bilhetes.