Depois da Ucrânia, Rússia deve ficar com Alasca e Antártida, defende deputado

22/03/2022 22:58:00

Depois da Ucrânia, Rússia deve ficar com Alasca e Antártida, defende deputado

Depois da Ucrânia, Rússia deve ficar com Alasca e Antártida, defende deputado

O deputado, e uma espécie de porta-voz não oficial de Putin, defende também a devolução da Antártida: 'Nós descobrimos, portanto, pertence-nos'.

22 Março 2022, 16:08O deputado, e uma espécie de porta-voz não oficial de Putin, defende também a devolução da Antártida: “Nós descobrimos, portanto, pertence-nos”.Um deputado russo, e porta-voz não oficial de Vladimir Putin, defendeu que o Alaska deve ser devolvido à Rússia pelos Estados Unidos da América como forma de “reparação”.

O Alaska foi comprado pelos EUA à Rússia em 1867 por um valor de 7,2 milhões de dólares; aos preços atuais, o valor fica acima dos 125 milhões de dólares.Oleg Matveychev disse num programa televisivo russo que a Rússia devia “estar a pensar em pedir reparações pelos danos causados pelas sanções e pela guerra. Isto custa dinheiro e devíamos pedir uma devolução”.

Consulte Mais informação: Jornal Económico »

Jornal alega que foi hackeado depois de divulgar número de soldados russos mortos na UcrâniaO jornal Komsomolskaya Pravda avançou esta segunda-feira com informações do Ministério da Defesa da Rússia relativas ao número de soldados russos que morreram na guerra na Ucrânia, mas a informação durou poucos minutos no site. Agora alegam qu... De mentira em mentira até à derrota final

Visão | Lente Ucrânia: A vida depois de um míssilOs dias seguintes a uma explosão d egrandes dimensões no bairro residencial de Vitryani Hory, em Kiev, pela lente de Daniel Rodrigues

Pela Ucrânia: Yaroslava Mahuchikh sagrou-se campeã do mundo depois de fugir de Dnipro, esconder-se numa cave e de uma viagem no meio do caosCerca de 2 mil quilómetros, várias mudanças de rumo, explosões, sirenes, incêndios. Yaroslava Mahuchikh passou por tudo para conseguir ir a Belgrado competir pelo título mundial de pista coberta. Chegou, venceu e fez o hino ucraniano tocar no local onde considera também ela ter lutado para defender o seu país

Combustíveis mais baratos foram os que mais subiram. Veja os preços antes e depois da invasão da UcrâniaCNN Portugal. O canal de informação, com uma cultura multiplataforma, que acompanha, em tempo real e em diversos meios, os acontecimentos que marcam o país e o mundo. E o governo e as gasolineiras todas contentes, metem a culpa na Ucrânia e assunto resolvido....

Rafa volta a sorrir três meses depois: os golos do camisola 27 esta temporadaInfografias - Rafa volta a sorrir três meses depois: os golos do camisola 27 esta temporada

Medicamentos só chegam “vários anos depois” - SIC NotíciasCancro. A organização deficitária e o seu impacto na alocação de recursos, o acesso aos ensaios clínicos e a lentidão na aprovação de fármacos são apontados pelos peritos como falhas que prejudicam profissionais e doentes.

Redação 22 Março 2022, 16:08 O deputado, e uma espécie de porta-voz não oficial de Putin, defende também a devolução da Antártida: “Nós descobrimos, portanto, pertence-nos”.Há 27 min Capacete de soldado no meio de destroços na Ucrânia.Atualidade 22.Rita Meireles "Tal como os militares no campo de batalha, também na pista defendo o meu país, a Ucrânia, e represento-o".

Um deputado russo, e porta-voz não oficial de Vladimir Putin, defendeu que o Alaska deve ser devolvido à Rússia pelos Estados Unidos da América como forma de “reparação”. O Alaska foi comprado pelos EUA à Rússia em 1867 por um valor de 7,2 milhões de dólares; aos preços atuais, o valor fica acima dos 125 milhões de dólares. Agora alegam que foram hackeados Um jornal pró-Rússia, o Komsomolskaya Pravda, admitiu, esta segunda-feira, que morreram na Ucrânia 9. Oleg Matveychev disse num programa televisivo russo que a Rússia devia “estar a pensar em pedir reparações pelos danos causados pelas sanções e pela guerra. No dia 18 de março, a zona de Vitryani Hory foi impactada por uma forte explosão causada por um míssil russo. Isto custa dinheiro e devíamos pedir uma devolução”.153 feridos. Questionado sobre se isto devia incluir a devolução do Alaska e uma colónia russa em Fort Ross, na Califórnia, o deputado não teve dúvidas: “todas as propriedades russas” devem ser devolvidas, incluindo todas do “império soviético, da União Soviética, e da Rússia atual, que foram confiscadas pelos Estados Unidos, e por aí fora, assim como a Antártida… que nós descobrimos, portanto, pertence-nos”, disse o deputado, citado pelo “The Independent”. Percebi que a guerra tinha começado, que a Rússia estava a bombardear-nos.

Matveychev também pediu o “levantamento de todas as sanções… e a dissolução da NATO”. Na publicação original, que pode ser consultada aqui , lia-se: “De acordo com o Ministério da Defesa da Federação Russa, durante a operação especial na Ucrânia, as Forças Armadas Russas perderam 9. Muitos trataram de reaver os pertences de valor que subsistiram intactos, outros ocupavam-se em limpar os detritos causados pela explosão ou em entaipar as janelas de forma a proteger as casas. Em resposta, a senadora do Alaska, Lisa Murkowski, fez uma publicação nas redes sociais com as palavras: “Isso nunca, nunca, nunca, vai acontecer!”, uma referência a uma música de Taylor Swift. .153 pessoas ficaram feridas”.