Educação, Ensino Superior, Ensino Politécnico, Finlândia, Sociedade

Educação, Ensino Superior

Demola Global. A cooperação educativa que vem do frio escandinavo

Demola Global. A cooperação educativa que vem do frio escandinavo

24/09/2021 09:08:00

Demola Global. A cooperação educativa que vem do frio escandinavo

Estrela destacada dos rankings mundiais, a Finlândia aposta na cooperação com outros países. O DN falou com Ville Skinnari, o ministro finlandês, que trouxe a Portugal o programa Demola Global.

© Rita Chantre / Global ImagensInsiste muito na importância do trabalho de equipa e lá para o final da conversa explicará que essa foi uma das lições que trouxe do mundo do desporto, já que foi jogador profissional de hóquei no gelo. Ville Skinnari, ministro para o Desenvolvimento da Cooperação e Comércio Externo da Finlândia, veio esta semana a Portugal para um conjunto de encontros governamentais, mas sobretudo para formalizar a cooperação educativa entre os dois países, nomeadamente ao nível do Ensino Politécnico, através do programa finlandês Demola Global, que chega agora ao nosso país.

Uma ''governação insustentável'' e uma Esquerda ''que ainda quer mais benesses'' OE2022. António Costa pede nova maioria estável, reforçada e duradoura Primeiro-ministro do Luxemburgo fez plágio na tese universitária. Mas calma: o conteúdo de 2 das 56 páginas é original

Uma cooperação inesperada, atendendo a que falamos de países com geografias e sociedades tão diferentes? Ao DN, Ville Skinnari diz que não e foca-se nos pontos em comum:"Portugal e Finlândia são aproximadamente do mesmo tamanho, ambos com vizinhos grandes e mais poderosos. Penso que este momento, em que recomeça a vida após o desastre da pandemia, é o ideal para aprofundarmos a cooperação mútua." Na"bagagem" traz a Demola Global, plataforma educativa para o Ensino Superior que já opera em 18 países e congrega, neste momento, 50 estabelecimentos de ensino e cerca de 750 mil estudantes.

Consulte Mais informação: Diário de Notícias »

Evergrande: como o gigante chinês ameaça a economia globalÉ o segundo maior grupo imobiliário na China em termos de vendas. Emprega quase 200 mil trabalhadores mas movimenta cerca de 4 milhões de pessoas e 70 mil investidores. Estima-se que a empresa tenha dívidas superiores a 300 mil milhões de dólares, o que faz da Evergrande uma das empresas mais endivi

Uma falência que ameaça a economia globalA Evergrande tem uma dívida bem maior que o PIB anual de Portugal. A iminente falência desta gigante imobiliária chinesa ameaça transformar-se num problema grave para o mundo inteiro. Todos esperam que o governo de Pequim intervenha, para evitar uma retracção de uma economia em que o sector imobiliário vale cerca de 25% do PIB e, assim, evitar igualmente um contágio à economia global. Neste episódio, ouvimos o editor de Economia do Expresso, João Silvestre

Covid-19: Costa prepara novo alívio de restrições. UE e EUA querem atingir taxa global de vacinação de 70% até 2022Covid-19: Covid-19: Costa prepara novo alívio de restrições. UE e EUA querem atingir taxa global de vacinação de 70% até 2022

Somos o 4.º país da Europa que passa mais frio em casaBaixos salários estão na origem desta situação, segundo relatório da Confederação Europeia de Sindicatos.

Nível do mar continua a subir a ritmo alarmantePrograma Copernicus divulga esta quarta-feira o quinto relatório sobre sobre os estado dos oceanos com um dramático balanço dos efeitos do aquecimento global e derretimento de gelo na Terra