Covid-19. Pfizer anuncia estudo para vacina contra Ómicron - Renascença

Covid-19. Pfizer anuncia estudo para vacina contra Ómicron

25/01/2022 17:00:00

Covid-19. Pfizer anuncia estudo para vacina contra Ómicron

A farmacêutica norte-americana está a trabalhar com o grupo alemão BioNTech, com quem já tinha desenvolvido a vacina contra a Covid-19. Nova vacina destina-se à população adulta entre os 18 e os 55 anos.

A aliança Pfizer-BioNTech iniciou o recrutamento para testes clínicos em adultos sobre a segurança e a resposta imunitária da vacina contra a Covid-19 direcionada especificamente para a variante Ómicron, anunciaram as duas empresas nesta terça-feira.

O líder do laboratório americano Pfizer, Albert Bourla, havia declarado no início de janeiro que o gigante farmacêutico poderia estar prestes a pedir autorização para uma nova vacina, que visa esta variante da Covid-19.Se os dados atuais indicam que as doses de reforço da vacina original protegem contra as formas graves de Ómicron, a empresa prefere agir por excesso de zelo, defendeu a responsável pelas vacinas na Pfizer, Kathrin Jansen, em comunicado.

Consulte Mais informação: Renascença »

Covid-19: Mais 45.569 casos, 30 mortes e quase 200 internamentos em 24 horas

Covid-19: Portugal com mais 45.569 novos casos e 30 óbitos nas últimas 24 horasPortugal registou nas últimas 24 horas 45 569 novos casos de infeção por covid-19 e 30 óbitos.

Covid-19: União Europeia reconhece que a pandemia aumentou a desigualdade na educaçãoNão digam... União Europeia Poderá acabar este ano

Covid-19: COI revela existência de 72 casos relacionados com Jogos Olímpicos de Inverno

Covid-19 trava Tomás HändelV. Guimarães - Covid-19 trava Tomás Händel

Autoagendamento para reforço contra a Covid-19 aberto a maiores de 30 anosAbriu este domingo o autoagendamento da 3ª dose da vacina contra a covid-19 para os maiores de 30 anos.

Pfizer e BioNTech querem produzir vacinas direcionadas às variantes da Covid-19. Foto: Andrew Kelly/Reuters A aliança Pfizer-BioNTech iniciou o recrutamento para testes clínicos em adultos sobre a segurança e a resposta imunitária da vacina contra a Covid-19 direcionada especificamente para a variante Ómicron, anunciaram as duas empresas nesta terça-feira. O líder do laboratório americano Pfizer, Albert Bourla, havia declarado no início de janeiro que o gigante farmacêutico poderia estar prestes a pedir autorização para uma nova vacina, que visa esta variante da Covid-19. Se os dados atuais indicam que as doses de reforço da vacina original protegem contra as formas graves de Ómicron, a empresa prefere agir por excesso de zelo, defendeu a responsável pelas vacinas na Pfizer, Kathrin Jansen, em comunicado. "Reconhecemos a importância de estarmos preparados no caso de esta proteção diminuir com o tempo e de ajudar a enfrentar a Ómicron e outras variantes no futuro", declarou. Para o responsável pela empresa alemã BioNTech, Ugur Sahin, a proteção da vacina inicial contra as formas leves ou moderadas da Covid-19 parece desaparecer mais rapidamente contra a Ómicron. " Este estudo realiza-se no âmbito da nossa abordagem científica, que visa conceber vacinas direcionadas para as variantes , que consigam desenvolver níveis semelhantes de proteção face à Ómicron, como para as variantes que surgiram antes, mas com uma duração de proteção mais longa", precisou. O ensaio clínico abrange 1.420 pessoas, dos 18 aos 55 anos .