Covid-19: Microsoft Portugal fecha temporariamente escritório na primeira semana de janeiro

Covid-19: Microsoft Portugal fecha temporariamente escritório na primeira semana de janeiro

04/12/2021 12:38:00

Covid-19: Microsoft Portugal fecha temporariamente escritório na primeira semana de janeiro

A Zurich Portugal mantém o regime de teletrabalho e a NTT Data Portugal o modelo híbrido e flexível.

Os números da vacinação em Portugal e no MundoA Microsoft Portugal vai fechar temporariamente o escritório na primeira semana de janeiro, período imposto de teletrabalho, enquanto a Zurich Portugal mantém o regime de teletrabalho e a NTT Data Portugal o modelo híbrido e flexível.

Encontrado corpo de Amélie Battle Bastos, adolescente de 16 anos desaparecida no Porto

"A Microsoft manteve-se, ao longo dos últimos meses, em regime híbrido e flexível, privilegiando o trabalho remoto, mas permitindo aos colaboradores visitar o escritório quando necessário, respeitando medidas de segurança, designadamente: marcação de lugar, utilização de máscara em espaços comuns e salas de reunião, reforço de medidas de desinfeção e implementando políticas de distanciamento social", disse à Lusa fonte oficial, quanto questionada sobre o tema.

A tecnológica"mantém as medidas referidas para este período, fechando temporariamente o escritório entre 02 e 09 de janeiro de 2022, em cumprimento do determinado pelo executivo, que impôs o teletrabalho na chamada 'semana de contenção de contactos'", salienta a mesma fonte. headtopics.com

"Os colaboradores da Microsoft estão inteiramente capacitados para a execução das suas funções de forma remota e flexível, pelo que priorizamos o bem-estar e a segurança de todos, cumprindo cabalmente as recomendações do Governo de Portugal", rematou.

'Era o que faltava'. Costa recusa pedir desculpas a David Neeleman

No caso da Zurich Portugal, o diretor de recursos humanos, Nuno Oliveira, adiantou que grande parte dos"500 colaboradores estão em teletrabalho desde março de 2020, antes mesmo da covid-19 ser reconhecida como pandemia pela Organização Mundial de Saúde, e assim se vão manter".

Esta foi a forma"que encontrámos para manter as nossas pessoas protegidas e também um dos nossos contributos para a contenção dos contágios por covid-19" e o que"fizemos ao longo destes quase dois anos foi garantir estruturas de suporte que ajudassem a criar as condições essenciais de trabalho na casa de cada um dos nossos colaboradores, o que envolveu disponibilizarmos material de escritório, equipamento informático, entre outras medidas diversas", acrescentou.

Além disso,"porque nos comprometemos com a saúde mental e bem-estar dos nossos colaboradores, ao longo deste período temos desenvolvido várias iniciativas, desde eventos virtuais internos para que as equipas possam estar juntas, 'workshops' que vão desde aulas de culinária a ergonomia em casa, sessões de meditação e, entre muitas outras, sessões de ginástica funcional", exemplificou. headtopics.com

Tony Carreira está infetado com Covid-19

Para o ano,"quando a pandemia permitir, regressaremos aos escritórios com um modelo de trabalho híbrido e uma recomendação geral de estarmos, em média, dois dias por semana no escritório e três dias em casa, privilegiando alguma flexibilidade".

O responsável adianta que atualmente estão a transformar o edifício sede em Lisboa com o objetivo de o adaptar ao seu modelo de trabalho híbrido."Esta nova realidade do modelo híbrido e do escritório reabilitado, baseada nas práticas mais avançadas de sustentabilidade, digitalização, mobilidade e diversidade e inclusão, vai permitir-nos melhorar a experiência e bem-estar das nossas pessoas, ao mesmo tempo que diminuímos a nossa pegada carbónica organizacional e, assim, contribuímos para o desenvolvimento sustentável do planeta", referiu.

Sobre o mesmo tema, fonte oficial da NTT Data Portugal salientou que a empresa"tem estabelecido um modelo de trabalho flexível, híbrido e dinâmico, assente na confiança e responsabilidade de cada um, pelo que não se antecipam alterações de maior com as recentes medidas anunciadas para controlar a pandemia".

Consulte Mais informação: SIC Notícias »

O debate entre António Costa e Inês de Sousa Real na íntegra - CNN Portugal

CNN Portugal. O novo canal de informação, com uma cultura multiplataforma, propõe-se a acompanhar, em tempo real e em diversos meios, os acontecimentos que marcam o país e o mundo.

Portugal testou na terça-feira o maior número de pessoas à Covid-19 num só diaPortugal bateu o recorde do maior número de testes diários à Covid-19 desde o início da pandemia. Esta terça-feira, dia 30 de novembro, foram realizados cerca de 117 mil testes à Covid-19. Estes dados não incluem os autotestes. Espectaculo a encherem o cx ao laboratorios com testes que nao servem prara nada apenas para criar o caos!

Portugal regista mais 2.898 casos positivos e 13 mortes por Covid-19Nas últimas 24 horas, foram admitidas mais 75 pessoas em enfermaria, num total de 916. Nos cuidados intensivos foram colocados mais 12 doentes (128 no total).

Covid-19: 1345576 pessoas já receberam a dose de reforço em PortugalMais de 82 mil pessoas foram vacinadas contra a gripe e covid-19 nas últimas 24 horas, cerca de 63 mil das quais com a dose de reforço contra o coronavírus, anunciou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS) Já vou na terceira.

Covid-19: Certificados digitais de Angola são reconhecidos em Portugal e outros paísesOs certificados digitais de vacinação emitidos em Angola são reconhecidos e válidos em Portugal e em todos os países do mundo, disse esta sexta-feira o ministro de Estado e chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, Francisco Furtado.

Covid-19: identificados 34 casos da variante Ómicron em PortugalTodos os casos relatados são assintomáticos ou causam sintomas ligeiros de covid-19. 😂😂😂 e vocês já o teste para ele 🤡

Covid-19: Identificados 34 casos da variante Ómicron em Portugal, segundo o relatório das “linhas vermelhas”Portugal regista 34 casos associados à variante Ómicron do coronavírus, todos assintomáticos ou com sintomas ligeiros de Covid-19, indicam as “linhas vermelhas” da pandemia divulgadas esta sexta-feira.