Covid-19. Inglaterra já com cortes no abastecimento de comida ou no metro por haver equipas inteiras em quarentena

Covid-19. Inglaterra já com cortes no abastecimento de comida ou no metro por haver equipas inteiras em quarentena

25/07/2021 00:00:00

Covid-19. Inglaterra já com cortes no abastecimento de comida ou no metro por haver equipas inteiras em quarentena

Falhas nos serviços estendem-se à polícia e transportes públicos por haver cada vez mais pessoas rastreadas por contacto com 'suspeitos' e terem de fazer isolamento. Empresas reportam que o absentismo já é de 20%, com tendência a agravar-se. Boris Johnson pressionado a deixar cair regra de 10 dias de isolamento no caso de pessoas totalmente vacinadas

.Empresas britânicas de distribuição alimentar estão a alertar que a economia no país possa paralisar ainda mais. E receiam que venha a ser adiada a data de 16 de agosto para suspender as quarentenas obrigatórias no caso de pessoas que tenham tomado as duas doses completas de vacina à covid.

Rui Costa oficializa hoje candidatura à presidência do Benfica PSG confirma que Messi está lesionado João Félix castigado com dois jogos

As empresas alimentares estão a apelar ao Governo de Boris Johnson para que os seus trabalhadores essenciais possam fazer testes diários em vez de se terem de se isolar por 10 dias, advertindo para os efeitos nefastos que estão a ser criados com a chamada “pingdemia” (rastreamento de pessoas que têm contacto com suspeitos, obrigando a que fiquem em isolamento).

Não há consenso claro sobre o assunto dentro do Governo britânico, havendo ministros que inicialmente disseram que haveria permissão limitada aos trabalhadores essenciais (cerca de 10 mil em 500 locais de distribuição de alimentos) de não terem de fazer quarentenas, optando em alternativa por testes rápidos. headtopics.com

A British Meat Processors Association defende que o governo inglês precisa de forma urgente de publicar mais informações e dar"uma orientação clara e inequívoca" sobre os locais e os cargos onde pode haver lugar a isenção de quarententenas e como as novas regras podem ser aplicadas.

"O nosso receio é que, se as infecções continuarem à taxa atual, haverá tantos trabalhadores não isentos retirados do sistema que, independentemente desses 'locais-chave' protegidos, o resto da cadeia de abastecimento ao redor começará a falhar", salientou Richard Harrow, presidente-executivo da British Frozen Food Federation, citado pelo The Guardian, descrevendo a confusão atual de regras como"pior do que inútil".

Escócia anuncia um esquema próprio para evitar a falta de trabalhadoresNo Reino Unido, várias empresas relatam que 15% a 20% dos seus funcionários estão ausentes porque estão obrigados a isolar-se por 10 dias devido a terem tido um contacto próximo com um caso confirmado de covid-19.

No país houve na semana passada - precisamente quando Boris Johnson oficializava o"Dia da Libertação", com o fim de várias restrições no país - mais de 800 mil infeções, e um volume superior a 600 mil pessoas em Inglaterra e no País de Gales tiveram de entrar em quarentena, por terem sido rastreadas através do aplicativo oficial. headtopics.com

Benfica não tinha um arranque de campeonato assim desde... 1982 «Desenganem-se se acham que nos vamos iludir ou deixar levar pelo canto da sereia» Limitação das margens de combustíveis pode levar ao fecho de empresas de menor dimensão

A Escócia anunciou esta sexta-feira o seu próprio esquema, que abre a possibilidade às empresas de solicitar permissão a que os seus trabalhadores-chave em áreas críticas não tenham de se auto-isolar, no objetivo da falta de pessoal não prejudicar serviços essenciais.

A falta de trabalhadores nas empresas, por terem de cumprir quarentenas devido a contacto com suspeitos, sente-se também ao nível em serviços como polícia, redes de metro, comboios ou outros transportes.No metro de Londres, as linhas Hammersmith e a City estão este fim de semana fechadas, porque mais de 300 funcionários estão sob a obrigação de cumprir quarentena. Empresas ferroviárias também já alertaram que o corte de serviços se pode agravar nas próximas semanas.

O 'mayor' (presidente da câmara) de Londres, Sadiq Khan, juntamente com vários líderes empresariais, instaram no final da semana passada o Governo britânico a acabar de forma imediata com o auto-isolamento obrigatório por dez dias no caso de pessoas totalmente vacinadas.

A interrupção de serviços com a chamada 'pingdemia' está a alargar-se de forma crescente no Reino Unido a bibliotecas, manutenção de parques e outras áreas além da alimentação e da saude, prevendo-se que venha a agravar-se nas próximas três semanas. headtopics.com

Consulte Mais informação: Expresso »

Com jeitinho e fazia se também os jogos olímpicos...com estádio cheio e sem máscara Logo agora que se pode fazer festas em Inglaterra, o pessoal não tem onde se abastecer... Que maçada.

Novos casos de covid-19 concentram-se entre os 20 e os 29 anosregista ou registam? (plural!)

Madeira tem mais 28 casos positivos e 16 recuperados de Covid-19A Madeira passou de 213 para 225 casos ativos de coronavírus, 85 são importados e 140 de transmissão local.

Covid-19: Retorno do turismo aos níveis pré-pandemia só em 2023O turismo só deverá voltar aos níveis anteriores à pandemia de covid-19 em 2023, de acordo com um relatório da consultora EY hoje divulgado, que salienta o apoio público ao setor.

Portugal com mais 16 mortes e 3.794 casos de covid-19 em 24 horasO último balanço da Direção-Geral da Saúde.

Covid-19: OMS e ECDC pedem mais esforços na Europa para evitar propagação da DeltaOrganismos pedem avanços na vacinação completa anticovid-19, pedindo nomeadamente a grupos prioritários como idosos, pessoas com doenças crónicas e profissionais de saúde a 'protegerem-se, e às pessoas vulneráveis com quem entram em contacto, de doenças graves'

Incidência volta a subir no segundo dia consecutivo com 16 óbitos por covid-19