Coronavírus, Covid-19, Prisão, Nova Iorque, Estados Unidos

Coronavírus, Covid-19

Covid-19: com as morgues cheias, Nova Iorque enterra os mortos não reclamados em valas comuns

Coronavírus: Covid-19: com as morgues cheias, Nova Iorque enterra os mortos não reclamados em valas comuns

10/04/2020 15:17:00

Coronavírus : Covid-19 : com as morgues cheias, Nova Iorque enterra os mortos não reclamados em valas comuns

A cidade de Nova Iorque já não guarda por 30 dias os corpos não reclamados por temerem a sobrelotação das morgues e estão a ser abertas valas comuns no cemitério da ilha de Hart. A cidade tem mais casos e mortes por coronavírus que a China.

De acordo com um relatório de 2008 redigido pelo médico legista da cidade de Nova Iorque na época, Charles Hitch, a ilha de Hart foi identificada como um potencial local para depositar corpos em contexto de uma pandemia com 2% de letalidade, matando entre 51 mil a 200 mil pessoas numa população de 8,2 milhões da cidade. Mas, avisou o documento, o cemitério teria “limitada capacidade de enterro” em semelhante contexto. 

Polícia ligado à morte de George Floyd detido e acusado de homicídio involuntário Ministro defende cursos superiores mais curtos e com menor carga horária semanal Paranoia,tirania, psicopatia. Bolsonaro segundo os psicanalistas

As autoridades nova-iorquinas costumavam guardar em câmaras frigoríficas os corpos não reclamados por 30 dias, mas, em contexto de pandemia, garantem que continuar a fazê-lo ameaça sobrecarregar as morgues, com capacidade para 800 a 900 corpos nas suas instalações e para outros quatro mil nos seus 40 camiões frigoríficos, estacionados na ilha de Randall, a sul da ilha de Hart. 

O estado de Nova Iorque registou na quinta-feira quase mais dez mil infecções, totalizando 159 mil (mais de 84 milsó na cidade de Nova Iorque), mais que Espanha ou Itália. Mais de sete mil pessoas morreram em todo o estado, das quais mais de quatro mil apenas na cidade de Nova Iorque. O estado é o centro da pandemia nos EUA, que, de acordo com a Universidade Johns Hopkins, tem 466 mil casos e 16.686 mortes confirmadas –

é o país com o maior número de infectados. Desde o século XIX que o cemitério da ilha de Hart, onde apenas se chega por barco, é o local privilegiado para se enterrar os corpos de mortos não reclamados ou quando os familiares não têm capacidade financeira para custear um funeral. Por semana, antes da pandemia, eram enterrados à volta de 25 corpos. Os trabalhos estavam a cargo dos presos de uma das prisões da ilha de Rikers, mas o risco da pandemia obrigou as autoridades a contratarem trabalhadores. 

Mas nem sempre foi assim. Num primeiro momento, a cidade de Nova Iorque ofereceu um salário de seis dólares por hora (valor elevado para o normal nas prisões) e toda a protecção individual aos reclusos de Rikers Island, das prisões com piores condições no estado de Nova Iorque, diz o Intercept. Apenas os reclusos já condenados receberam a proposta. 

“[Nas prisões de Rikers] os protocolos que estão a chegar do Centro de Controlo de Doenças não podem ser cumpridos: há lavatórios partidos, não há desinfectante para as mãos, as pessoas não têm acesso a sabão e, num momento em que lhes pedem distanciamento social, há um ambiente em que 100 pessoas dormem numa cela”, denunciou ao Intercept Justine Olderman, directora executiva da organização Bronx Defenders. 

O primeiro caso de coronavírus foi detectado em meados de Março na prisão de Rikers, num guarda prisional que morreu e outros da sua unidade apresentaram sintomas da doença (tosse), tendo entrado em contacto com reclusos. Desde esse primeiro caso, 287 presos e 441 funcionários do sistema de prisões nova-iorquino, no qual se incluem as prisões de Rikers, testaram positivo para coronavírus. 

“O racismo não está a piorar. Está a ser filmado”: os sufocados Trump assina ordem executiva para limitar as redes sociais Trump conversou com família de afro-americano morto pela polícia

O melhor do Público no emailSubscreva gratuitamente as newsletters e receba o melhor da actualidade e os trabalhos mais profundos do Público.Subscrever× Consulte Mais informação: Público »

Triste Trabalho feito por reclusos segundo o The Telegraph '. A cidade tem mais casos e mortes por coronavírus que a China.' 😆😆😆

Covid-19: Mais 799 mortes em Nova Iorque nas últimas 24 horasAutoridades dizem que a situação está a estabilizar.

Covid-19: governador de Nova Iorque vai registar mais agentes funerários para lidar com aumento de mortosAndrew Cuomo disse que os que existem não chegam para o número de mortos. O estado registou, pelo terceiro dia consecutivo, o maior aumento no número de mortos. Morreram mais 799 pessoas na quarta-feira, totalizando 7067 óbitos.

Covid-19. Estado de Nova Iorque tem mais casos do que qualquer país do mundoCom o trump sentado no lugar de presidente a América é grande em tudo...o que não deve. Toda a gente sabe qual é a politica de 'combate' do Costa...

Nova Iorque abre valas comuns para enterrar os mortos por coronavírusMundo - Nova Iorque abre valas comuns para enterrar os mortos por coronavírus Ainda ladram, seus pulhas asquerosos? RaUL_AMDERLAINE É pq NY não tem a educação do brasileiro e nem a pinga com mel e limão

Nova Iorque abre ″valas comuns″ para enterrar os mortos por coronavírusAs imagens mostram caixões a ser colocados lado a lado em enormes valas por funcionários de fato branco e máscaras de proteção em Hart Island, a leste do Bronx. Estado de Nova Iorque tem mais casos de covid-19 do que qualquer país no mundo. Hitler dava ordens na mesma direcção , bestaUSAmascara

Negros e latinos são quem mais morre por coronavírus em Nova IorqueNúmeros registam uma desproporcionalidade na população mais afetada pela Covid-19 . A porra da situação económica e social mata… junto com o vírus. Não tem nada haver com situação econômica mas sim com comportamentos