Governo, Parlamento, Rui Rio, António Costa, Novo Banco, Jerónimo De Sousa

Governo, Parlamento

Costa sob fogo com desastre do Novo Banco, Rio avança com exposição à PGR

Esperava-se um ataque cerrado ao Governo por causa de Eduardo Cabrita e de Odemira, mas foi sob...

12/05/2021 17:51:00

Esperava-se um ataque cerrado ao Governo por causa de Eduardo Cabrita e de Odemira, mas foi sob...

Esperava-se um ataque cerrado ao Governo por causa de Eduardo Cabrita e de Odemira, mas foi sob ataque cerrado de PCP e PSD sobre o Novo Banco que o primeiro-ministro teve de responder no arranque do debate bimensal sobre política geral que decorre no Parlamento .

...As réplicas da auditoria do Tribunal de Contas ao Novo Banco fizeram-se sentir praticamente desde o início do debate parlamentar bimensal com o primeiro-ministro que tem lugar esta quarta-feira, na Assembleia da República. Já depois de criticar a resolução do Novo Banco feita pelo Governo de Passos Coelho, o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, voltou a questionar a decisão do Governo que"optou por entregar o NB a capital estrangeiro" e avisou que, além dos mais de 8 mil milhões de euros que a entidade que ficou com os ativos bons do antigo BES já custou aos cofres públicos, poderá ainda custar mais pois, como notou o TdC,"não existe qualquer controle da venda de ativos". 

Israel quebra cessar-fogo e lança ataques aéreos em Gaza 33 passes. O tiki-taka que deu origem ao terceiro golo de Portugal Ativista da Greenpeace sobrevoou e caiu no relvado antes do França-Alemanha

Tendo anteriormente esgotado o tempo de resposta ao PCP, o primeiro-ministro não pôde ripostar a Jerónimo, contudo Rui Rio insistiu no tema sublinhando que, assim, António Costa poderia esclarecer todas as dúvidas já levantadas e ainda as que o próprio levantaria de seguida. 

Leia TambémTdC: Custo público com NB "não está fechado" nos 3,89 mil milhões de eurosO presidente do PSD lembrou que o NB já custou 8,8 mil milhões de euros, o que dá"800 euros em média a cada português". Depois recordou que no ano passado, também no Parlamento, questionou o primeiro-ministro sobre se estava a verificar se a fatura apresentada pelo NB estava"correta" e se a instituição liderada por António Ramalho andava"a vender créditos e imóveis ao desbarato". headtopics.com

"Suspeitávamos que não mas com a auditoria do TdC sabemos que o Governo não verifica nada", atirou Rio para perguntar se agora o Executivo irá"desta vez verificar".António Costa voltou a imputar responsabilidades da resolução do NB ao Governo de Passos e a reiterar que as injeções via Fundo de Resolução consistem num"financiamento que provém das contribuições da banca"."Empréstimos não são donativos, é mesmo empréstimo", disse o primeiro-ministro assegurando que os contribuintes"vão recuperar" este dinheiro, ainda que no"longo prazo".

Leia Também"Contrato de venda do NB teve impacto nas contas públicas. É um facto", diz TdCFoi então que também Costa lembrou o debate parlamentar do verão passado para notar ter pedido à Procuradoria-Geral da República que abrisse um inquérito às acusações então feitas por Rio, tendo a PGR concluído que as mesmas"não tinham fundamento"."Nâo tenho mais nada para dizer", concluiu. 

Mas tinha. Isto porque Rui Rio insistiu na tecla do NB, garantindo que o dinheiro investido no banco só será recuperado quando"as galinhas tiverem dentes" e mostrando-se"espantado" com a"eficácia" demonstrada pela PGR pois"numa semana sabe que está tudo bem", tendo o TdC demorado uma"infinidade de tempo" para produzir a polémica auditoria. 

O líder social-democrata adiantou que o PSD vai apresentar uma"exposição mais detalhada à PGR para ser se é tão rápida" a concluir não haver gestão danosa do NB. É que para Rio a"auditoria trouxe uma surpresa", a de que o total de dinheiro público a injetar na instituição "já não é 8,8 mil milhões, mas 10,8 mil milhões de euros" -"mais de 80% daquilo que o Estado recebe anualmente de IRS".  headtopics.com

Rúben Amorim multado pelo Conselho de Disciplina da FPF Um quarto da população portuguesa já completou a vacinação Bolsonaro gere crise pandémica com ajuda de um ministério-sombra

Leia TambémBanco de Portugal arrasa reestruturação da dívida de Vieira no Novo BancoUma semana depois de os líderes dos maiores partidos nacionais terem trocado acusações num registo mais acintoso, António Costa ironizou, provocando risos por detrás da máscara de Rio, ao verificar"com alguma surpresa" que o presidente do PSD"confia mais na evolução fisiológica das galinhas do que na PGR", concluindo que"cada um tem as suas convicções". Rio tem sido muito crítico do Ministério Público e depois da leitura instrutória da Operação Marquês retomou o pedido de reforma da justiça. 

Para o social-democrata a não resposta de Costa significa que"ainda podem ir mais 2 mil milhões para o NB", até porque a gestão do banco está a ser feita de forma a"otimizar os prejuízos", o que mereceu mesmo prémios à administração executiva. Situação que acontece porque"o contribuinte português paga".

"Está capaz de dizer que a venda do NB não é um completo desastre para Portugal", questionou Rio depois de, numa aproximação ao PCP, ter admitido que a melhor opção teria sido mesmo manter o NB na esfera pública para só entretanto realizar a venda da instituição, garantindo desta forma que eventuais mais-valias ficariam para o Estado e não para a Lone Star.

"A venda do NB evitou um desastre para Portugal", reagiu o tamnbém líder do PS, acenando com os riscos sistémicos para o setor financeiro decorrentes de uma venda não finalizada. António Costa recorreu a um gráfico de 2017 que mostra a descida dos juros da dívida pública lusa na sequência da venda do NB à Lone Star. headtopics.com

Costa rejeita compromisso exigido pelo BlocoA coordenadora do Bloco de Esquerda não deixou cair o tema, com Catarina Martins a sinalizar"dois pontos essenciais de desacordo" em relação ao NB. O Bloco considera que os fundos injetados via Fundo de Resolução"vão ao défice" e"recaem sobre os contirubintes", desde logo pelo custo de contexto dado tratarem-se de"impostos" que podiam"servir para outros serviços públicos". Por seu turno, Costa insistiu que se trata de um empréstimo que será reembolsado.

Considerando"completamente inaceitável" a"passividade do Governo face a algo que onera o Estado e os contribuintes", Catarina Martins lembrou que o Orçamento do Estado para 2021, após iniciativa bloquista, prevê que o Parlamento tenha de aprovar novas injeções para o NB, o que levou a líder do Bloco a desafiar Costa a comprometer-se a não realizar mais nenhuma injeção sem autorização dos deputados

Activista da Greenpeace cai no relvado antes do França-Alemanha Sport TV perde em três meses 12,24 milhões Portugal fez 33 passes certeiros até chegar ao terceiro golo

"Nunca assumirei um compromisso de violação das obrigações contratuais. Portugal tem de manter a credibilidade enquanto Estado de direito porque os contratos são para cumprir", vincou o primeiro-ministro.  Consulte Mais informação: Jornal de Negócios »

Presidente da Nani Holdings ajudou Banco de Portugal a vender Novo Banco em 2017Evgeny Kazarez está na Nani Holdings, a sociedade que assumiu a posição da Lone Star no Novo Banco , desde 2019. Antes, fez parte da equipa que assessorou o Banco de Portugal na venda do banco.

'Rei dos frangos' comprou dívida de Vieira após Novo Banco vender com desconto de 90%Luís Filipe Vieira revelou na CPI do Novo Banco que a dívida da Imosteps, que o Novo Banco vendeu em 2019 a um fundo-abutre por 10% do seu valor, acabou nas mãos de José António dos Santos, seu sócio em duas empresas imobiliárias e maior acionista individual da Benfica SAD Vão ver que ainda vai parar tudo outra vez às mãos do Vieira Só nós é que vamos pagar a fatura na totalidade! 😱 o vosso amigo Luís? Naoooo😱

'Não trouxemos as respostas todas': Luís Filipe Vieira sobre dívidas ao Novo BancoPresidente do Benfica e da Promovalor respondeu às perguntas dos deputados durante a comissão de inquérito sobre o Novo Banco .

Novo Banco: 'É cómodo' mas falso colarem-me às perdas imputadas aos contribuintes, diz Vieira

Vieira nega incumprimento com o Novo Banco: ″Se não fosse presidente do Benfica não estava cá″O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, foi esta segunda-feira ouvido na comissão de inquérito ao Novo Banco , enquanto figura central da Promovalor, no âmbito das audições que os deputados estão a fazer aos grandes devedores do banco. Pois não estavas. Estavas preso!! Por acaso foi a frase mais importante de todas, obrigado JN pelo excelente titulo de notícia. Verdade: já estaria preso!!

Novo Banco vai tornar-se acionista da Promovalor por conversão das VMOC de Luís Filipe Vieira'As VMOCs vão ser convertidas em capital da Promovalor, e é por essa via que o banco vai receber tudo', disse o presidente da Promovalor. Depois do reembolso do fundo todo o remanescente vai para a Promovalor e o Novo Banco vai ser acionista da Promovalor. Ótimo nem tudo se perde...quem deve tem de pagar..!