António Costa, Liberalismo

António Costa, Liberalismo

Costa: ″2020 ficará para História como o ano da derrota do pensamento liberal″

Costa: '2020 ficará para História como o ano da derrota do pensamento liberal'

12/05/2021 21:38:00

Costa: '2020 ficará para História como o ano da derrota do pensamento liberal'

O primeiro-ministro considerou, nesta quarta-feira, que o ano de 2020, marcado pela pandemia, ficará para a História como o ano da derrota do pensamento económico liberal e, num recado à sua esquerda, afirmou que se enganará quem julgar que escolherá a austeridade.

Na sua resposta, o líder do executivo começou por deixar uma farpa indireta para os partidos à esquerda do PS, afirmando que"alguns tiveram a ilusão de que o Governo responderia a esta crise com austeridade"."Aí teriam a oportunidade de dizer que cá está o PS a fazer a política da direita. Enganaram-se e vão continuar a enganar-se, porque já demonstrámos a partir de 2015 que a recuperação económica não se faz com austeridade, mas combatendo a austeridade. Isso é fundamental para a confiança dos agentes económicos, para sustentar o rendimento das famílias e para apoiar o emprego"

Um quarto da população portuguesa já completou a vacinação Bolsonaro gere crise pandémica com ajuda de um ministério-sombra Activista da Greenpeace cai no relvado antes do França-Alemanha

, defendeu o líder do executivo.Depois, dirigiu-se sobretudo ao deputado único e presidente da Iniciativa Liberal, João Cotrim Figueiredo, e declarou:"2020 é o ano que ficará para História pela covid-19, mas também como o ano da derrota histórica do pensamento liberal face à defesa do Estado social"

."Foi o ano em que o Serviço Nacional de Saúde, a escola pública e a Segurança Social responderam às necessidades efetivas das famílias e das empresas", disse, recebendo muitas palmas da bancada socialista.De acordo com António Costa, o ano passado, com a crise pandémica,"não foi de aumento de impostos, de corte das pensões ou das prestações sociais"."Foi o ano em que aumentou 12% a despesa com a Segurança Social. Se me perguntam se o país está bem, respondo que não, porque estamos a enfrentar uma dramática crise económica e social. Mas ninguém tem dúvidas que, se tivéssemos seguido a política da direita, então a situação seria muitíssimo pior", declarou. headtopics.com

Antes, o deputado socialista Tiago Barbosa Ribeiro defendera também a tese de que um"Estado mínimo" teria sido incapaz de enfrentar a crise provocada pela pandemia da covid-19 e sustentou que, desde o final de 2015, os governos do PS recusaram a via da austeridade, mostrando que"havia alternativa".

PUB"A governação do PS tem sido essencial para a viragem da política europeia ao mostrar que não é precisa a austeridade para se atingir bons resultados. Portugal recuperou a respeitabilidade europeia durante os anos que estava reduzido ao princípio da obediência ao mais forte", advogou ainda o presidente da concelhia do PS/Porto e coordenador da bancada socialista para as questões do trabalho.

Consulte Mais informação: Jornal de Notícias »

Claro, a liberdade e a democracia foram feridas pelo governo do PS e pelo PR, que escolheram o caminho mais fácil... Ganda 🤡abusador de poder e o Martelo a dormir esse fora de prazo Ficará para a história como ano em que experimentamos a dependência do regime comunista chinês. 2021 ficará para a história como o ano em que um 1º ministro socialista se revelou apoiante de um regime de apartheid

Mar 2020 com 52% de execução até abril e 5.591 projetos aprovadosEste programa tem uma dotação global de 508 milhões de euros, dos quais 116 milhões de euros correspondem à contrapartida pública nacional, que tem origem no Orçamento do Estado.

Carga fiscal atinge novo recorde de 34,8% em 2020, diz INEA carga fiscal que inclui receita de impostos e contribuições efetivas, aumentou em 2020 e atingiu os 34,8% do PIB, um novo recorde que fica acima dos 34,6% projetados pelo Governo, revelou esta terça-feira o Instituto Nacional de Estatística. A carga fiscal representou 70,4 mil milhões de euros no

INE confirma subida da carga fiscal para recorde de 34,8% em 2020Tal como já tinha sido antecipado, o INE confirmou agora uma subida da carga fiscal para valores recorde, apesar de, com a pandemia, os cofres do Estado terem amealhado menos do que no ano anterior.

Carga fiscal em 2020 representou 34,8% do PIB e foi a maior de sempre'Em 2020, a carga fiscal diminuiu 4,7% em termos nominais, atingindo 70,4 mil milhões de euros, o que corresponde a 34,8% do PIB (34,5% no ano anterior)', afirma o INE.

Carga fiscal em 2020 foi a maior de sempreA carga fiscal representou no ano passado 34,8% do Produto Interno Bruto.

ACT detetou 275 motoristas TVDE em situação irregular em 2020A Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) levantou no último ano 99 autos de contraordenação envolvendo motoristas da economia das plataformas. Foram ainda realizadas 95 participações ao Ministério Público.