Opinião, Governo, Orçamento Do Estado, Parlamento, Eleições, Democracia

Opinião, Governo

Coreografia orçamental

Opinião: Coreografia orçamental

16/10/2021 08:16:00

Opinião : Coreografia orçamental

O que está em causa numa discussão sobre o Orçamento? Uma percentagem reduzida da despesa e da receita. A parte flexível ou folga é mínima. Muito mais de 90% estão comprometidos.

Receber alertasO debate orçamental, anualmente coreografado, é de reduzida importância nacional. O orçamento é importante, com certeza, mas o debate não. Pouco ou nada se explica à população, a não ser com intuitos demagógicos. Há sessões das comissões onde alguma coisa interessante se passa, às vezes. Há documentos produzidos pela UTAO (Unidade Técnica de Apoio Orçamental) que são de real utilidade. Pouco mais do que isso. O hemiciclo destina-se a encenações ridículas, à berraria habitual, a poses para a televisão e a frases para os jornais. Realmente, pouco se passa.

Viagra reduz risco de ter Alzheimer Portugal no “pódio” europeu do crescimento do PIB no terceiro trimestre Jornal espanhol diz que João Félix pode deixar o Atlético Madrid já em janeiro Consulte Mais informação: Público »

O Futuro do PSD

Escolhemos seis questões que determinam o futuro do PSD e sobre elas questionámos os dois candidatos a presidente do partido, que será eleito a 27 de Novembro

Gritaria orçamentalMais crise política, menos crise política, vamos continuar a ter um processo orçamental que é um insulto aos nosso direitos de cidadania.

G20. Ministros das Finanças e banqueiros centrais comprometem-se a manter apoios à economia'Vamos continuar a apoiar a recuperação, evitando toda a retirada prematura das medidas de apoio, ao mesmo tempo que preservamos a estabilidade financeira e a viabilidade orçamental a longo prazo'

Orçamento do Estado pode resolver-se... fora do OrçamentoO jogo da negociação do OE2022 faz-se afinal em mais do que um tabuleiro. Será na própria proposta orçamental mas também no Código do Trabalho.

Como o FMI vê Portugal daqui a cinco anos? A convergir com a zona euro e a sair do grupo dos mais endividadosEm 2026, a economia portuguesa estará a crescer acima da média da zona euro e mais do que os seus três principais clientes, alcançará um excedente orçamental primário e terá saído do grupo dos cinco com maior nível de endividamento público. São as projeções do Fundo Monetário Internacional divulgadas esta semana RemindMe_OfThis in 5 years, thanks. Olhe que eu de liberal na economia tenho pouco. Então isto é uma grande notícia: “Segundo as projeções do FMI, Portugal estará a crescer 1,8% em 2026, um ritmo bastante acima da zona euro (1,4%)? Com o PS?