Autárquicas 2017

Autárquicas 2017

Contas do PAN nas autárquicas de 2017 foram as únicas sem irregularidades

Contas do PAN nas autárquicas de 2017 foram as únicas sem irregularidades

05/08/2021 00:59:00

Contas do PAN nas autárquicas de 2017 foram as únicas sem irregularidades

O PAN foi o único partido político com assento parlamentar a apresentar as contas das autárquicas de 2017 sem irregularidades, de acordo com as decisões publicadas pela Entidade das Contas e Financiamentos Políticos relativas à eleição.

A Entidade das Contas e Financiamentos Políticos (ECFP) observa, nas contas destes partidos,"limitações ao âmbito dos trabalhos de auditoria" e"erros e incumprimentos" e recorda que a lei impõe o dever de organização contabilística, entre outras exigências.

Catarina Martins garante que o Bloco de Esquerda não negoceia com a direita Moedas e mais câmaras dão a Rio o fôlego para enfrentar opositores Covid-19: Vacinação completa em Portugal continental chega a 83,89% da população

No seguimento destas decisões da ECFP, caberá ao Ministério Público promover a aplicação das coimas por violação da lei do financiamento dos partidos políticos e das campanhas eleitorais.A"incerteza quanto à natureza de despesas comuns e centrais de campanha" e possível subvalorização de despesas em algumas contas municipais e falta de registos bancários foram algumas irregularidades apontadas à conta do CDS-PP, que optou por não exercer o direito ao contraditório.

Nas contas do PSD, a ECFP considerou irregular a"utilização da conta de despesas comuns e centrais para o registo e pagamento de despesas relativas a outras candidaturas" (de base municipal) e"receitas inelegíveis" nas contas de campanha de alguns municípios, entre outras. headtopics.com

Também com irregularidades, as contas das autárquicas no PS apresentam, entre outras,"deficiências no processo de prestação de contas do município de Lisboa e Guimarães, pela não apresentação dos critérios de imputação das despesas comuns e centrais".

PUBNa conta da estrutura central, foram abertas duas contas bancárias associadas à conta de despesas comuns e centrais, ao invés de serem abertas contas específicas para as receitas e despesas das campanhas.Quanto à Coligação PCP/PEV (CDU), a ECFP apontou, entre outras irregularidades, a"não disponibilização da prova do encerramento da conta bancária associada à conta de despesas comuns e centrais".

Em contas de campanha relativas a municípios a que concorreu, a ECFP diz que não é possível concluir sobre a razoabilidade da valorização de algumas despesas" e"deficiências de suporte documental".Nas contas do BE foram verificadas"situações de incongruência detetadas em sede de circularização de dois fornecedores, nomeadamente quanto a algumas respostas discordantes".

Nas contas de campanha de vários municípios onde concorreu, a ECFP registou falta de"suporte documental" de despesas e a falta de elementos bancários, por exemplo.Quanto ao PAN, a ECFP concluiu que as contas foram prestadas sem irregularidades,"atentos os elementos recolhidos" e os esclarecimentos ulteriores prestados" pelo partido. headtopics.com

PSD volta a liderar autarquia de Lisboa 14 anos depois (com áudio) Margarida Martins perde Arroios Rui Rio diz que o PSD está ''em muito melhores condições de ganhar'' as legislativas

Os restantes partidos que se apresentaram às eleições autárquicas de 2017 apresentaram contas com irregularidades: PCTP-MRPP, PPM, Ergue-te, Partido da Terra, Partido Trabalhista Português, Partido Cidadania e Democracia Cristã, Movimento Alternativa Socialista, Juntos Pelo Povo, PDR, Nós, Cidadãos e PURP.

Quanto às contas de base municipal, exceto em dois casos, (coligação PS/BE/JPP/PDR e NC ao município do Funchal e coligação PS/JPP ao concelho da Maia), as contas das restantes 34 coligações a municípios apresentaram irregularidades.

Consulte Mais informação: Jornal de Notícias »

Contas do PAN nas autárquicas de 2017 foram as únicas sem irregularidades - ECFPO PAN foi o único partido político com assento parlamentar a apresentar as contas das autárquicas de 2017 sem irregularidades, de acordo com as decisões publicadas pela Entidade das Contas e Financiamentos Políticos

Maioria dos movimentos que concorreu às autárquicas de 2017 com irregularidades nas contasPolítica - Maioria dos movimentos que concorreu às autárquicas de 2017 com irregularidades nas contas

Maioria dos movimentos que concorreram às autárquicas de 2017 apresentaram irregularidades nas contasO Tribunal Constitucional irá agora notificar os grupos de cidadãos das decisões da Entidade das Contas e Financiamentos Políticos, bem o Ministério Público para que este possa promover a aplicação das respetivas coimas

Fantasma da falta de “chips” pairou nas contas da Apple e MicrosoftTecnológicas como a Apple ou a Microsoft não ficaram imunes à crise global dos semicondutores neste segundo trimestre do ano.

Para imitar 1992 e acertar contas com 2000, Espanha apura-se para a final do torneio olímpico de futebolEspanha volta a precisar de um prolongamento para superar desta vez o Japão, com golo de David Asensio, garantindo assim a segunda vaga para a final olímpica. Pedri iguala Bruno Fernandes com 72 jogos na temporada

Madeira: PAN compreende decisão de abater árvores no Largo da Fonte face à 'ansiedade vivida' pelos habitantesO partido considerou que em paralelo com o abate de árvores no Largo da Fonte, 'devem ser plantadas novas árvores que devolvam a envolvente ao largo, mas já sem problemas de segurança'.