Como a seca em Portugal se agravou (muito) nos últimos 25 dias: há 17 anos que não existia tão pouca água no inverno

28/01/2022 04:10:00

CNN Portugal. O canal de informação, com uma cultura multiplataforma, que acompanha, em tempo real e em diversos meios, os acontecimentos que marcam o país e o mundo.

PUBDesde 2005 que Portugal não tinha tantas regiões em seca  severa e extrema em pleno inverno. Os dados agora atualizados pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) confirmam que o problema piorou muito desde o final de dezembro e já deixa todo o Continente em situação de seca.

A 31 de dezembro os dados do IPMA revelavam que 57,7% do território continental do país estava em seca fraca. A percentagem caiu para 1% até 25 de janeiro, mas à custa do aumento de situações mais graves de seca.  PUB

Consulte Mais informação: CNN Portugal »

O vosso Jornalista Pedro Bello Moraes não tem um pingo de isenção. É triste haver jornalistas assim. Depois de uma peça sobre a campanha do PartidoCHEGA ele diz: ' políticos e as suas promessas á caça de votos'. Ele fez o mesmo aos outros partidos?

«Bernal muito dificilmente disputará uma grande Volta como antes» (Ciclismo)A BOLA, toda a informação desportiva. Acompanhe todas as notícias do seu clube ou modalidade preferida, para onde quer que vá.

Daniela Thomas: ”Era-nos muito cara a ideia do exílio como busca da identidade”Veio a Lisboa na mesma altura em que cá se estreou, 26 anos depois, Terra Estrangeira, que rodou a meias com Walter Salles. Recordou memórias da Lisboa pré-Expo 98, pré-gentrificação, e de como se materializou o encontro das personagens, dois brasil

Os Club Makumba são música de resistência, dança como libertaçãoTó Trips e João Doce, “homens do rock”, juntaram-se a Gonçalo Prazeres e Gonçalo Leonardo, “pessoal do jazz”. Desenharam um mapa à volta do Mediterrâneo, inspiraram-se n’A Jangada da Medusa de Gericault e criaram a música que traduzisse ambos. Club

Como transformar o conhecimento em coesão e crescimentoO tema do débil crescimento económico de Portugal, e de como virar a página de uma realidade que nos acompanha há muitos anos, tem estado muito presente nas últimas semanas. E por motivos válidos: por mais imaginosas teorias que alguns insistam em defender, é um facto que estamos a perder terreno no conjunto dos países da União Europeia, é um facto que estamos a ser ultrapassados por várias economias, nomeadamente do Leste da Europa, e é um facto que a grande maioria dos portugueses continuam a sentir na pele um contexto de baixos salários e escassas oportunidades.

Regionalizar: porquê e como?A descentralização, por si só, não tem impacto no desenvolvimento económico ou social das regiões mais pobres; excepto em contextos em que a qualidade das instituições públicas é alta.

Como uma criança de 12 anos desafiou os trolls das redes sociais e uniu o desportoO mundo do râguebi, da Nova Zelândia à África do Sul, rendeu um forte tributo a um menino de um zona rural do País de Gales, que foi acusado de não ser saudável para jogar. «Faz parte do râguebi defender intransigentemente os seus valores», explicam.

Não há previsão de chuva até pelo menos 15 de fevereiro PUB Desde 2005 que Portugal não tinha tantas regiões em seca  severa e extrema em pleno inverno.Por Redação Depois de ter sofrido um acidente em que chocou contra um autocarro, Egan Bernal já terá acordado das várias cirurgias a que foi submetido, tendo inclusive conseguido já mexer alguns membros.Receber alertas Foto Daniela Thomas veio a Lisboa na mesma altura em que cá se estreia, 26 anos depois (é um filme de 1996) , o seu primeiro filme, rodado a meias com Walter Salles .Foto Vitorino Coragem Entramos pelo terreiro que é esta música dentro e não demoramos a perceber, ou melhor, a sentir, onde chegamos.

Os dados agora atualizados pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) confirmam que o problema piorou muito desde o final de dezembro e já deixa todo o Continente em situação de seca. A 31 de dezembro os dados do IPMA revelavam que 57,7% do território continental do país estava em seca fraca. «A primeira conclusão que podemos tirar é que esta não é uma lesão que possa ser tratada como uma lesão desportiva. A percentagem caiu para 1% até 25 de janeiro, mas à custa do aumento de situações mais graves de seca. Falou também do que mudou ao longo destes anos todos, por exemplo em Lisboa: “Dá vontade de perguntar ‘para onde foram os negros’?”.   PUB O ano de 2021 tinha terminado com 27% do país em seca moderada, número que duplicou para 54% em menos de um mês. Está dentro da categoria dos acidentes de trânsito, afetando vários elementos fundamentais do sistema musculoesquelético do atleta, com várias fraturas na perna e na coluna. Na seca severa a subida foi ainda maior: de 9% para 34%.

Por outro lado, os dados oficiais do IPMA também revelam que surgiu uma nova classe de seca mais complicada: a seca extrema, que a 31 de dezembro não existia no mapa, atinge agora 11% do território. Mas tantos meses sem treinar e competir…vai ser difícil voltar à alta competição.   Vanda Cabrinha, climatologista do IPMA, adianta à TVI/CNN Portugal que desde 2005 que não se via tantas zonas do país em seca grave nesta altura do ano. PUB PUB PUB "A seca de 2005 foi a que teve maior percentagem de territórios nas classes de seca severa e extrema, mas a atual (em 2022) já está muito próxima da de 2005. Ainda de acordo com o médico, Egan Bernal terá principais dificuldades em recuperar das lesões sofridas nas costas, dada a seriedade da cirurgia a que foi submetido nessa zona. Mesmo na seca de 2012, que teve uma situação complicada, não estivemos numa situação tão grave como agora", detalha a especialista que acompanha estes temas no IPMA. Sem previsão de chuva até pelo menos 15 de fevereiro No mapa de Portugal, a seca extrema atinge hoje grande parte do Algarve e do Alentejo, enquanto a seca severa já se estende de parte do Algarve e do Alentejo aos distritos de Setúbal, Lisboa, Santarém e Leiria, afetando igualmente boa parte de Castelo Branco. Ler Mais.

Para Norte, quase todo o resto do país está em seca moderada, restando apenas 1% do território, no Parque Nacional da Peneda-Gerês, classificado como estando numa situação de seca fraca.     Para compensar tanta falta de água é preciso que chova muito nos próximos meses, mas as previsões que existem só chegam até meio de fevereiro e a probabilidade de chuva, até lá, segundo o IPMA, é muito escassa. PUB .