Cimeira Social retoma trabalhos com relações entre Índia e União Europeia no topo da agenda

Cimeira Social retoma trabalhos com relações entre Índia e União Europeia no topo da agenda

08/05/2021 11:47:00

Cimeira Social retoma trabalhos com relações entre Índia e União Europeia no topo da agenda

'Hoje o foco será nas uma oportunidade para promover laços comerciais e de investimento entre estas duas nações', explicou Ursula von der Leyen aos jornalistas. 'A Índia é uma potência digital e isso abre muitas oportunidades para todos', acrescentou.

08 Maio 2021, 08:42“Hoje o foco será nas uma oportunidade para promover laços comerciais e de investimento entre estas duas nações”, explicou Ursula von der Leyen aos jornalistas. “A Índia é uma potência digital e isso abre muitas oportunidades para todos”, acrescentou.

Neemias Queta começa em grande o NBA Draft Combine: as melhores jogadas do poste português Estão a pedi-las…! Reentrada da Madeira na lista verde britânica é 'uma grande vitória', sublinha Miguel Albuquerque

Estela Silva/LusaO segundo e último dia da Cimeira Social europeia, que reúne todos os líderes políticos do bloco, terá hoje no topo da agenda as relações entre a Índia e a União Europeia. À chegada do Pavilhão Rosa Mota, este sábado, no Porto, a presidente da Comissão Europeia frisou que a relação entre os dois blocos é “próxima” mas que existe “muito potencial por explorar”.

“Hoje o foco será nas uma oportunidade para promover laços comerciais e de investimento entre estas duas nações”, explicou Ursula von der Leyen aos jornalistas. “A Índia é uma potência digital e isso abre muitas oportunidades para todos”, acrescentou, frisando que o combate à pandemia e o fornecimento de vacinas serão temas de debate. headtopics.com

Esta sexta-feira à noite, António Costa e Narendra Modi publicaram um texto no jornal “Politico” onde afirmam que a reunião de Líderes UE-Índia é uma oportunidade para promover laços comerciais e de investimento entre os dois “maiores espaços democráticos do mundo”.

publicado no Politico.“Devemos aproveitar esta oportunidade para aumentar as nossas relações, usando o enorme potencial de nossos espaços democráticos para promover os laços comerciais e de investimento e para apoiar o multilateralismo”, lê-se no texto conjunto dos primeiros-ministros português e indiano, publicado no magazine online Politico.

Os governantes referem que o encontro dos líderes da União Europeia (UE) e da Índia é “um momento de profundo significado geopolítico”, que visa “reforçar o diálogo entre os dois maiores espaços democráticos do mundo”, dando um “novo ímpeto” à parceria entre os dois blocos, com efeitos positivos no comércio e no investimento internacional.

O encontro, apontaram, é uma oportunidade para expandir a cooperação entre a UE e a Índia “em novas áreas de importância decisiva para o desenvolvimento das sociedades e economias contemporâneas”, como a transição digital, a conectividade, a mobilidade, a saúde, a transição energética e a ação climática. headtopics.com

Movimento Servir o Benfica garante que assembleia-geral extraordinária já não será a 3 de julho Fernando Santos confiante na vitória cita Pinto da Costa ''Se houver reações negativas, problema deles''

“É o momento certo para retomar as negociações para um acordo comercial ambicioso e equilibrado, capaz de atuar como um fator-chave para o crescimento sustentável e a criação de empregos, tanto para a Índia quanto para a Europa. Além disso, um acordo UE-Índia enviaria um sinal poderoso ao mundo de apoio aos benefícios da cooperação comercial internacional”, lê-se no texto.

Os governantes disseram que hoje serão abertos novos caminhos de cooperação, através, por exemplo, do lançamento de uma parceria que visa promover a colaboração em matéria de transportes, energia e transição digital.

A EU, lembraram, é o maior parceiro comercial da Índia e o segundo maior destino das exportações indianas, tendo o comércio entre os dois territórios aumentado 72% na última década.Atualmente há cerca de 6.000 empresas europeias presentes na Índia, responsáveis por 1,7 milhões de empregos diretos e 5 milhões indiretos.

Consulte Mais informação: Jornal Económico »

. Ui ! Tudo o que envolve a UE é um caos. Esperemos que os indianos não se envolvam muito com os tecnocratas europeistas, senão vão piorar

Cimeira Social de 'sucesso' abre portas a parceria estratégica e comercial entre UE e ÍndiaComo este senhor está sempre contente! Sempre, mesmo quando mente. Que classe 'Senhor Sorrisos'. UM CANALHA!! almoço foi uma sandes.não sabemos

Relações UE-Índia marcam último dia da Cimeira SocialOs chefes de Estado e de Governo da União Europeia reúnem-se hoje no Palácio de Cristal, no Porto, num Conselho informal que tem na agenda o Pilar Social e uma Reunião de Líderes UE-Índia.

Cimeira UE-Índia é oportunidade para promover laços comerciaisAntónio Costa e o primeiro-ministro indiano referem que o encontro dos líderes da União Europeia (UE) e da Índia visa 'reforçar o diálogo entre os dois maiores espaços democráticos do mundo'. Um mercado à nossa dimensão

Conselho informal e reunião de líderes da UE e Índia marcam agenda da Cimeira Social no PortoDebate do Conselho informal centrar-se-á na 'aplicação do Pilar Europeu dos Direitos Sociais a nível nacional e a nível da União Europeia'.

Covid-19: OMS classifica variante com origem na Índia como 'variante de preocupação'A Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou a variante do coronavírus SARS-CoV-2 identificada inicialmente na Índia como uma 'variante de preocupação ou de interesse global', por estudos indicarem ser mais contagiosa do que o vírus original.