China investe nos Jogos Olímpicos de Inverno a pensar no turismo interno

Preparação arranca a 4 de fevereiro.

China, Desporto

29/01/2022 12:28:00

Desporto - China investe nos Jogos Olímpicos de Inverno a pensar no turismo interno

Preparação arranca a 4 de fevereiro.

Jogos Olímpicos de Inverno de 2022FOTO: ReutersA meta chinesa de desenvolver uma nova indústria de turismo no país centrada nos desportos de inverno, estabelecida pelo Presidente Xi Jinping, justificou o investimento de milhares de milhões de dólares na organização dos Jogos Olímpicos de Inverno.

A preparação para os Jogos, que arrancam em 4 de fevereiro e terminam 16 dias depois, acarretou a construção de linhas ferroviárias de alta velocidade, que vão levar os atletas a novas estâncias de esqui fora de Pequim.

Consulte Mais informação: Correio da Manhã »

China investe nos Jogos Olímpicos de Inverno a pensar no turismo internoGelo

Basquetebol: casos de covid-19 adiam dois jogos do SportingClube verde e branco vê adiados jogos ante o Lusitânia e o Oradea

Surto de Covid-19 adia próximos dois jogos do Sporting (Basquetebol)A BOLA, toda a informação desportiva. Acompanhe todas as notícias do seu clube ou modalidade preferida, para onde quer que vá.

Luiz Phellype na chegada ao OFI Creta: «Espero ajudar todos a ganhar jogos marcando golos»Sporting - Luiz Phellype na chegada ao OFI Creta: «Espero ajudar todos a ganhar jogos marcando golos»

Estoril x Arouca - Record Jogos em DiretoLiga Bwin - Estoril-Arouca, em direto

Jogos de Sporting e Benfica com horário atualizadoLiga Bwin - Jogos de Sporting e Benfica com horário atualizado

Lusa Jogos Olímpicos de Inverno de 2022 FOTO: Reuters A meta chinesa de desenvolver uma nova indústria de turismo no país centrada nos desportos de inverno, estabelecida pelo Presidente Xi Jinping, justificou o investimento de milhares de milhões de dólares na organização dos Jogos Olímpicos de Inverno. A preparação para os Jogos, que arrancam em 4 de fevereiro e terminam 16 dias depois, acarretou a construção de linhas ferroviárias de alta velocidade, que vão levar os atletas a novas estâncias de esqui fora de Pequim. Nas próximas décadas, estas mesmas ligações vão levar turistas chineses para as montanhas. Leia também