Chega. Líder do Porto demite-se por retirada de confiança política

Chega. Líder do Porto demite-se por retirada de confiança política

01/04/2020 15:53:00

Chega. Líder do Porto demite-se por retirada de confiança política

Convidado por André Ventura para presidir à Distrital do Porto, Jorge Pires apresentou a demissão após moção de censura da Comissão Política local. Vice José Lourenço critica inércia e gestão autocrática do líder ainda em funções

JornalistaDois meses depois de ter sido eleito presidente do Chega no Porto, Jorge Pires optou por sair de cena, agastado com “a sede de palco” de alguns militantes, numa altura em que o partido “está a crescer”. O presidente da Associação Pediátrica Oncológica do Hospital de São João já comunicou demissão a André Ventura, com quem, assegura, continua a “identificar-se nas ideias e na prática política” e que considera “um grande líder”. Sem citar nomes - “a chicana política política não me interessa”, - Jorge Pires afirma “não se rever nas ideias nem na forma de fazer política” da maioria da Comissão Política do Chega a nível distrital. Para já, vai manter a filiação no Chega, por acreditar e confiar no projeto de Ventura.

MNE está a acompanhar caso de navio português que devolveu migrantes à Líbia Ryanair retoma em 1 de julho voos diários do Norte da Europa para Portugal Costa Rica reconhece a partir desta terça-feira casamento entre pessoas do mesmo sexo

“Sou uma homem de causas, não sou político, não estou agarrado ao cargo nem nunca pretendi utilizar o partido para me promover”, afirma ao Expresso, recordando que foi “pessoalmente convidado por André Ventura” por ser conhecido pelo seu empenho na intervenção cívica, ser de direita, conservador, sem qualquer filiação política até ao início deste ano. Em gestão corrente até novas eleições - ainda sem data devido ao estado de emergência nacional - Jorge Pires diz ter deixado de se “rever no rumo que a Distrital está a seguir” na escolha de alguns dirigentes locais.

A moção de censura, aprovada por maioria, em reunião da Distrital no passado dia 23 de março, surgiu um mês depois da votação de uma moção de confiança a Jorge Pires, que já comunicou a demissão a André Ventura. Ao Expresso, o vice-presidente da Comissão Política do Porto assume que será candidato a líder, vontade já transmitida à direção nacional.

Questionado se tem a confiança do líder do Chega para avançar, José Lourenço opta por citar os estatutos e a autonomia das estruturas locais. O vice do Chega no Porto e conselheiro do Cônsul Honorário de Portugal na Florida e empresário Caeser DePaço garante que irá avançar a pedido “de muitos militantes da Distrital”, apesar de estar frequentemente fora do país, entre os EUA e o Brasil.

Na base da moção de censura a Jorge Pires esteve, segundo o anunciado candidato a sucessor,"inexperiência política" de Jorge Pires. “É boa pessoa, mas politicamente e juridicamente é uma nulidade”, diz, sublinhando que os membros da direção local"cansaram-se da sua omissão e visão política".

“O partido precisa de ação e não de inércia num partido que está a crescer. O comandante de um batalhão tem de ser reconhecido pelas suas tropas e não de alguém autocrático ou que dá sinais de um certo autismo seletivo na organização das estruturas de base”, adverte José Lourenço

Consulte Mais informação: Expresso »

Não se perde nada. Deviam demitir-se todos. Chega de incompetentes e populistas!

Ações da SAD do FC Porto caíram quase metade do valorTítulos registaram quebra de 46 por cento e terminaram o dia a 43 cêntimos Falidos 😂 Roubaram tão..to dinheiro falidos miséria vergonha em competes

Câmara do Porto não reconhece autoridade à DGS e rejeita cerco sanitário devido ao coronavírusDiretora-geral da Saúde anunciou hoje que medida está a ser equacionada entre as autoridades de saúde regionais. CMPorto não reconhece autoridade... 😆😆😆😆😆😆😆😆😆😆 Volta Salazar!!! Lol ele baixa a bola e que remédio tem ele de ficar como as ovelhas dentro da cerca. Kkk

Primavera Sound do Porto adiado para 03 a 05 de setembroO festival Primavera Sound no Porto, que estava previsto para os dias entre 11 e 13 de junho, foi adiado para 03, 04 e 05 de setembro, anunciou hoje a organização, dias após o adiamento do festival de Barcelona.

Cordão sanitário no Porto: “Será tomada hoje uma decisão”, admite DGS“Vamos ter de prolongar as medidas” do estado de emergência, diz Costa, no dia em que número de mortos em Portugal subiu para 140. Reino Unido prevê confinamento durante seis meses. Há 6398 novos casos e 812 mortos em Espanha. Trump prolonga isolame O Rui Moreira quer independência. Kkk e o vrdd ... Desgraça Freitas sempre a pontuar. Tem mais casos montem o cerco ao porto. Se fosse no passado não temiam. Agora como e mais mouros que portugueses lá temem claro o cerco. Talvez porque os relatórios tenham múltiplos erros do relatório diário de hoje. O aumento no Porto +524 casos. A soma dos aumentos em todas as regiões +646. O valor oficial é de +446 casos... Parece despropositado

Câmara do Porto critica cerco sanitário ao Porto. E questiona “autoridade” da directora-geral da SaúdeAutarca diz que medida é “absurda” e ineficaz já que “a situação epidemiológica nos concelhos limítrofes é em tudo igual”. E atribui declarações de Graça Freitas a “cansaço”. OPovinho vais ter cerca ? Kk Este semhor,está mais preocupado com a sua eleição no próximo ano e os negocios da família. A ser verdade, CMPorto muito mal!

Câmara do Porto não aceita cerca sanitária: “Seria inútil e extemporâneo”, avisa Rui MoreiraCâmara do Porto não aceita certa sanitária: “Seria inútil e extemporâneo”, avisa Rui Moreira