CFP preocupado com lacunas de informa\u00e7\u00e3o sobre a execu\u00e7\u00e3o or\u00e7amental de alguns munic\u00edpios

24/11/2020 16:29:00

CFP preocupado com lacunas de informação sobre a execução orçamental de alguns municípios

24 Novembro 2020, 13:26“Mais de um terço dos municípios encontra-se ainda em falta no que se refere à execução orçamental até ao final do 1.º semestre de 2020 e, no que se refere à aferição da situação de endividamento, encontram-se disponíveis os dados de cerca de metade dos municípios”, explica o Conselho de Finanças Públicas.

Twitter transfere contas oficiais do Governo dos EUA para Joe Biden Ventura acusa BE de ser responsável pelos protestos que tem enfrentado na campanha Reduzir poluição do ar pode evitar mais de 50 mil mortes anuais

Este é o OE que o país precisa? – Nazaré da Costa Cabral, presidente do Conselho de Finanças Públicas | Cristina BernardoO Conselho de Finanças Públicas (CFP) expressou esta terça-feira a sua preocupação tendo em conta aquilo que designa como “lacunas de informação no tocante à execução orçamental de alguns municípios”, algo que assume especial importância, de acordo com a entidade, tendo em conta que estamos num ano em que estes municípios se encontram a assumir novos compromissos de despesa relacionados com a pandemia, o que exigiria um maior escrutínio tempestivo que assim se encontra prejudicado”.

A nota do CFP foi efetuada na sequência da informação de que este Conselho não iria apresentar o relatório relativo à “Evolução Orçamental da Administração Local até junho de 2020”, cuja divulgação estava prevista para esta terça-feira, apontando como causa “a falta de informação necessária” por parte de alguns municípios. headtopics.com

“Mais de um terço dos municípios encontra-se ainda em falta no que se refere à execução orçamental até ao final do 1.º semestre de 2020 e, no que se refere à aferição da situação de endividamento, encontram-se disponíveis os dados de cerca de metade dos municípios. Acresce ainda que, quanto ao prazo médio de pagamentos (PMP) e pagamentos em atraso, os dados para 2020 não estão disponíveis”, explica o CFP.

No que diz respeito à divulgação de informação, o CFP lamenta que permaneçam “limitações substantivas quanto ao número de municípios com informação reportada com impacto relevante sobre a avaliação e as conclusões a apresentar no relatório, o que prejudica a credibilidade e a utilidade do mesmo.

Consulte Mais informação: Jornal Económico »