Centros Comerciais Coronavírus Negócios Comércio

Centros Comerciais Coronavírus Negócios Comércio

Centros comerciais faturaram mais na reabertura do que antes da pandemia

23/04/2021 12:11:00

A reabertura dos centros comerciais na passada segunda-feira, 19 de abril, prevista na terceira fase do desconfinamento, gerou uma grande afluência de pessoas às lojas. Após três meses fechados, os centros comerciais faturaram mais nessa segunda-feira do que no período pré-covid.

Israel intensifica ataques no dia em que arrasou sede de “media” internacionais em Gaza Biden sinaliza necessidade de Hamas deixar de disparar contra Israel Alejandro Domínguez: «Dói-me dizer que fizemos um bom jogo e perdemos»

Segundo dados divulgados na quinta-feira pela Reduniq, a rede de aceitação de cartões de pagamento da Unicre, os centros comerciais faturaram mais 25% no dia de reabertura do que na média registada nas segundas-feiras de abril de 2019. Comparando com a segunda-feira anterior, 12 de abril, o aumento foi de 124%, "um aumento que se justifica pelo facto de na semana passada estes estabelecimentos estarem, na sua maioria, encerrados".

As lojas de artigos desportivos foram as que mais cresceram face ao período pré-pandemia, ao faturaram mais 116%. Seguiram-se as perfumarias (84%), as sapatarias (79%), os pronto a vestir (35%) e as ourivesarias (21%).Por outro lado, há setores que registaram quedas. Os cinemas faturaram menos 89%, os supermercados 11% e a restauração 7%. headtopics.com

Para Tiago Oom, diretor da Reduniq, a quebra dos restaurantes "poderá dever-se às limitações do número de pessoas nestes estabelecimentos, o que os impede de chegar a uma faturação normal".  Consulte Mais informação: Jornal SOL »