Boeing recupera encomendas em 2021 mas ainda longe dos níveis pré-pandemia - SIC Notícias

12/01/2022 03:56:00

Boeing recupera encomendas em 2021 mas ainda longe dos níveis pré-pandemia

Boeing recupera encomendas em 2021 mas ainda longe dos níveis pré-pandemia

Os resultados de 2021 registam uma melhoria acentuada em relação aos dois anos anteriores, quando a Boeing teve mais cancelamentos que pedidos.

A Boeing foi atingida, num primeiro momento, pela imobilização do 737 MAX, que ficou parado em todo o mundo, em março de 2019, após dois acidentes que causaram a morte a 346 pessoas.Depois, a diminuição do tráfego aéreo, com o início da pandemia, afetou fortemente as finanças das companhias aéreas e levou ao adiamento das entregas e à limitação, ou cancelamento, de pedidos.

Apesar de uma situação financeira deteriorada pelapandemia de covid-19, as companhias aéreas continuam a encomendar novos aviões porque necessitam de reduzir as suas emissões de CO2 [dióxido de carbono] através de aeronaves mais económicas, mas também para garantirem que estão preparadas para o forte aumento de tráfego esperado a longo prazo.

Consulte Mais informação:
SIC Notícias »

Calor acumulado nos oceanos bateu novos recordes em 2021 - SIC NotíciasOs oceanos absorvem atualmente entre 20% e 30% das emissões de dióxido de carbono produzidas pela humanidade, levando à acidificação dos oceanos.

Cinemas portugueses com aumentos de mais de 40% em audiência e receitas em 2021 - SIC NotíciasApesar do aumento, o Instituto do Cinema e Audiovisual diz que a exibição cinematográfica continuou afetada pela pandemia.

Calor acumulado nos oceanos bateu novos recordes em 2021Estudo alerta que foi o sexto ano consecutivo em que se bateram recordes

Calor acumulado nos oceanos bateu novos recordes em 2021No último ano, os investigadores calcularam que os primeiros 2.000 metros de profundidade em todos os oceanos absorveram mais 14 zettajoules de energia sob a forma de calor do que em 2020, o equivalente a 145 vezes a produção mundial de eletricidade em 2020.

Calor acumulado nos oceanos bateu novos recordes em 2021, alerta estudoKkkkkkkkkkk as que antes eram o aquecimento global, agora são mudanças climáticas… mas se aquecer pode voltar a ser aquecimento, mas se nevar são mudanças…. Clima o novo vírus.

Quase 200 mil migrantes chegaram à UE em 2021 - Frontex

Mas os números continuam longe dos 893 pedidos líquidos registados em 2018, noticia a agência AFP.O calor acumulado nos oceanos bateu novos recordes pelo sexto ano consecutivo, indica uma investigação com dados revista científica “Advances in Atmospheric Sciences” .Lusa Segundo dados provisórios do ICA sobre a exibição de cinema em Portugal, em 2021 as salas de cinema acolheram 5.e receba as informações em primeira mão.

A Boeing foi atingida, num primeiro momento, pela imobilização do 737 MAX, que ficou parado em todo o mundo, em março de 2019, após dois acidentes que causaram a morte a 346 pessoas. Depois, a diminuição do tráfego aéreo, com o início da pandemia, afetou fortemente as finanças das companhias aéreas e levou ao adiamento das entregas e à limitação, ou cancelamento, de pedidos. O relatório resume dois conjuntos de dados internacionais, do Instituto de Física Atmosférica (IAP, na sigla original), da Academia Chinesa de Ciências, e dos Centros Nacionais de Informação Ambiental, da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA, na sigla original), dos Estados Unidos, que analisam observações sobre o calor nos oceanos e o seu impacto desde a década de 1950. Apesar de uma situação financeira deteriorada pela pandemia de covid-19 , as companhias aéreas continuam a encomendar novos aviões porque necessitam de reduzir as suas emissões de CO2 [dióxido de carbono] através de aeronaves mais económicas, mas também para garantirem que estão preparadas para o forte aumento de tráfego esperado a longo prazo.666. No frente a frente entre Boeing e Airbus, os norte-americanos receberam mais pedidos líquidos (535), face aos 507 dos europeus, embora os métodos de cálculo das encomendas líquidas sejam diferentes entre os dois fabricantes. No último ano, os investigadores calcularam que os primeiros 2. A Boeing integrou nas suas contas 56 encomendas retiradas em 2020 devido, nomeadamente, à saúde financeira dos seus clientes. Além de calor, os oceanos absorvem atualmente entre 20% e 30% das emissões de dióxido de carbono produzidas pela humanidade, levando à acidificação dos oceanos , disse Lijing Cheng (IAP), acrescentando que"o aquecimento dos oceanos reduz a eficiência da absorção de carbono e deixa mais dióxido de carbono no ar".

Sem esse ajuste, as suas encomendas líquidas seriam de 479 aeronaves e, portanto, atrás das da Airbus. Toda a energia que os seres humanos utilizam em todo o mundo num único ano é cerca de metade de um zettajoule (um zettajoule é um joule, unidade para medir energia, seguido de 21 zeros). Apesar da subida registada, e da ligeira recuperação face a 2019, o ICA considera que os dados devem ser lidos “à luz de um ano marcado por profundos constrangimentos” na exibição cinematográfica, decorrentes das “medidas excecionais” impostas pelo governo para conter a propagação da Covid-19, nomeadamente o período de confinamento decretado no começo de 2021. A concorrência entre os dois fabricantes continua feroz, principalmente nas aeronaves de corredor único, mas adequadas à atual situação de recuperação do volume do tráfego aéreo, com mais voos domésticos ou de curta duração. As duas empresas fecharam recentemente com clientes de longa data, com a Airbus a receber grandes encomendas da Air France-KLM e Qantas em dezembro, enquanto a Boeing anunciou na semana passada que chegou com a Allegiant Air, que atualmente opera apenas com Airbus. Os investigadores também avaliaram o papel de diferentes variações naturais, tais como as fases de aquecimento e arrefecimento conhecidas como “El Niño” e “La Niña”, que afetam grandemente as mudanças de temperatura regionais. Em 2021, a Airbus manteve uma vantagem no mercado dos aviões de corredor único , com 575 pedidos líquidos, contra os 395 pedidos para os 737 MAX. De acordo com os dados estatísticos do ICA, em 2021 o circuito de exibição contava com 543 salas de cinema, o que significa que 18 salas estiveram sem qualquer atividade. Nas entregas, que constituem um barómetro determinante para a faturação das fabricantes, pois as companhias pagam normalmente quando recebem a aeronave, os resultados foram mistos para a Boeing, com 340 entregas em 2021, mais do dobro do ano anterior. De acordo com Lijing Cheng o estudo mostra também que o padrão de aquecimento dos oceanos é o resultado de mudanças na composição atmosférica relacionadas com a atividade humana. Os oceanos mais quentes também sobrecarregam os sistemas climáticos, criando tempestades e furacões mais poderosos, bem como aumentando a precipitação e o risco de inundações", alertou.

No entanto, continuam longe das 806 aeronaves enviadas para os clientes em 2018, antes que os contratempos do 737 MAX e a desaceleração acentuada do tráfego aéreo devido à pandemia de covid-19. Os números são também inferiores aos 611 aviões entregues pela Airbus no ano passado. Os oceanos mais quentes também sobrecarregam os sistemas climáticos, criando tempestades e furacões mais poderosos, bem como aumentando a precipitação e o risco de inundações”, alertou. Em média, cada sessão de cinema realizada em 2021 contou com 16,5 espectadores. .