Blinken defende 'via diplomática' para encerrar crise entre Rússia e Ucrânia - SIC Notícias

18/01/2022 18:56:00

Blinken defende “via diplomática” para encerrar crise entre Rússia e Ucrânia

Blinken defende “via diplomática” para encerrar crise entre Rússia e Ucrânia

Secretário de Estado norte-americano vai reunir com o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, em Kiev.

O secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, defendeu esta terça-feira uma “via diplomática” para encerrar a crise entre a Rússia e a Ucrânia, durante um telefonema com o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov.

De acordo com o Departamento de Estado norte-americano, nesse telefonema, Antony Blinken – que está de partida para uma visita oficial a Kiev –“sublinhou a importância de procurar uma via diplomática para aliviar as tensões decorrentes da concentração profundamente perturbadora de tropas russas na Ucrânia”

Consulte Mais informação: SIC Notícias »

Sol da Caparica na RTP | Extra | RTP

Os artigos da TV e da Rádio no entretenimento, música, comédia, ficção, artes e espetáculo no universo RTP Consulte Mais informação >>

Ucrânia: MNE alemã diz não haver alternativa a relações estáveis com RússiaA Alemanha já foi tomada pelo comunismo há tempos.

Tensão Rússia-Ucrânia. EUA prometem armas aos ucranianos

Ucrânia. Scholz e Sánchez pedem à Rússia que alivie tensão

Da Ucrânia ao Cazaquistão com a Rússia pelo meio. Ouça o podcast 'A Arte da Guerra' com Francisco Seixas da CostaDa Ucrânia ao Cazaquistão passando pelos Balcãs: uma edição toda ela movimentada em torno das zonas de influência da antiga União Soviética e que conta com a análise do embaixador Francisco Seixas da Costa.

Ministra dos Negócios Estrangeiros da Alemanha diz que “cada acção da Rússia” na Ucrânia terá um preçoAnnalena Baerbock visitou Kiev antes de ida a Moscovo nesta terça-feira, onde vai tentar um regresso a conversações entre a Rússia, Ucrânia, Alemanha e França.

Seixas da Costa: 'Ucrânia? Ninguém espera que haja um acordo entre a Rússia e os EUA''Nestas negociações, os russos terão decidido utilizar a Ucrânia para suscitar a grande questão do equilíbrio saído do final da Guerra Fria e do final da União Soviética', destacou Francisco Seixas da Costa no programa 'A Arte da Guerra', da plataforma multimédia JE TV. Tefal? Silampos? Alumínio da feira? Tachos para todos os gostos!

Lusa O secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, defendeu esta terça-feira uma “via diplomática” para encerrar a crise entre a Rússia e a Ucrânia, durante um telefonema com o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov.O conteúdo completo está disponível apenas para Subscritores.por RTP cancelar Foto: Sergey Pivovarov - Reuters (arquivo) Os Estados Unidos mantêm o apoio à Ucrânia.por RTP cancelar Foto: Susana Vera - Reuters O chanceler alemão Olaf Scholz reuniu-se segunda-feira com o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, no âmbito de uma visita a Espanha.

De acordo com o Departamento de Estado norte-americano, nesse telefonema, Antony Blinken – que está de partida para uma visita oficial a Kiev – “sublinhou a importância de procurar uma via diplomática para aliviar as tensões decorrentes da concentração profundamente perturbadora de tropas russas na Ucrânia” . Blinken – que vai reunir com o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, em Kiev – deverá “reforçar o compromisso dos Estados Unidos com a soberania e a integridade territorial da Ucrânia” , de acordo com o porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price. Durante uma conferência de imprensa conjunta com a sua homóloga alemã Annalena Baerbock, Serguei Lavrov disse que Moscovo continua a aguardar por respostas dos países ocidentais às exigências feitas pela Rússia, que insiste em que a NATO não aceite a inclusão da Ucrânia na Aliança Atlântica e que não fortaleça a posição das suas forças militares junto às fronteiras russas . .