'Balada para mi muerte'

28/11/2020 13:51:00

PartilharHá sempre uns tipos chatos, como moscas de verão caindo tontas nos copos de cerveja, que gostam de misturar números com poesia, e o homem que morreu no dia 25 de novembro, pelas três horas da tarde, no Bairro de Tigre, em Buenos Aires, era feito de poesia da cabeça aos pés sempre que uma bola resolvia fazer-lhe companhia.

Cotrim Figueiredo (Iniciativa Liberal) rejeita ser incluído em grupo prioritário de vacinação Governo prevê alta velocidade Lisboa-Madrid até final de 2023 Farense contesta arbitragem frente ao FC Porto e pede reunião urgente com o CA

Calcularam cientificamente os chatos que, desde que começou a correr, ainda no meio-campo da Argentina, atravessando ingleses como se caminhasse por uma planície de gipsofilas, até fazer suavemente o golo na baliza de Peter Shilton, demorou exatamente dez segundos. Mentira! Durou uma, duas, três, dez milhões de vidas. Tantas vidas quantas as dos que puderam assistir a esse momento sem paralelo que nunca ninguém conseguirá imitar num campeonato do Mundo.

Depois, os cabalísticos descobriram que esses dez segundos decorreram dentro do minuto dez da segunda parte. Mas o que os cabalísticos também não sabem, tal como os contabilistas, é que 10 não é um número, é uma forma de estar na vida. Por isso é que o homem cujo esquife percorreu as ruas de Buenos Aires rodeado dos descamisados que o amavam para além das suas tão particulares mediocridades era um deus tão terreno que não se eximia aos momentos de batota. Quatro minutos antes da cavalgada valquiriana, erguera a mão para um golo batoteiro. A mão de Deus, disse apenas. E nós, embasbacados com a revelação: nunca tínhamos desconfiado, desde os primórdios da humanidade, que Deus era canhoto. Foi preciso que um rapaz nascido em Vila Fiorito, entre barracas e fome, nos ensinasse a verdade sobre os caminhos ínvios desse ser que manda no céu e na terra, mas não manda na bola. «¿La mano de Dios? Les voy a explicar, les voy a explicar... El tiempo lo cura todo. Lo haría contra cualquier equipo del mundo, es mi forma de ser; siempre busco lo mejor para los míos». headtopics.com

Consulte Mais informação: Jornal SOL »

Eleições: Afluência às urnas até às 16h foi de 35,44%, abaixo de 2016

As urnas estarão abertas entre as 8h e as 19h (sem interrupção) em todo o território nacional.