Avaliar e medir para inovar

Avaliar e medir para inovar

05/08/2021 02:13:00

Avaliar e medir para inovar

Portugal caiu vários lugares no European Innovation Scoreboard, sendo assim reconduzido ao grupo dos Inovadores Moderadores. Prova de que esta é uma área nacional de intervenção prioritária.

Numa recente conversa, promovida pelaANI, com a participação de várias empresas nacionais (Hopecare, Iber-Oleff e INCM), ficou claro, como julgo que sabemos, mas nem sempre praticamos, que a inovação exige uma visão de longo prazo, partilhada entre múltiplos atores, transposta para uma estratégia e objetivos que enquadrem as atividades a desenvolver.

Derrotado pelo PS, Bernardino Soares diz que sai de Loures com 'obra feita' Movimento 'Benfica Bem Maior' recomenda o voto em Rui Costa Portugal vence Espanha e apura-se para as meias-finais do Mundial

Nas práticas de gestão de inovação, algumas delas consolidadas em guias ou normas nacionais e internacionais que orientam as organizações, dando-lhes pistas para a ação, a perspetiva de avaliação e medição ganha cada vez mais força. Importa conhecer, com base em evidências, as múltiplas dimensões que a inovação pode abranger e assim tornar mais robustos os processos de tomada de decisão nas organizações, sejam elas empresas privadas ou organizações públicas, amplificando a qualidade da gestão.

Em Portugal, desde 2007, as primeirasnormas sobre gestão da inovação, que podem ser utilizadas como base para reflexão, ou mesmo de ação, salientam a importância de avaliação dos resultados das atividades, incluindo projetos, de Investigação & Desenvolvimento & Inovação. Mencionam-se, por exemplo, aspetos que devem permitir avaliar e medir os contributos dessas atividades para a criação de vantagens competitivas, para o retorno financeiro, por exemplo através de novos produtos ou serviços comercializados tão necessários à alteração do padrão de especialização do país, ou para benefícios, nem sempre facilmente quantificáveis, como a colaboração ou a dinamização dos ecossistemas de inovação a que pertencem. headtopics.com

Mais recentemente, iniciativas internacionais, como as que decorrem no contexto daISO, em que vários peritos portugueses têm participado, alertam que as empresas devem definir as dimensões ou áreas que pretendem monitorizar e avaliar bem como identificar os indicadores e métricas que irão aplicar. Alguns exemplos têm vindo desde já a ser generalizados e agregam três principais categorias de indicadores:

Indicadores de ‘input’ que medem sobretudo o esforço da organização no desenvolvimento de atividades de inovação, como o número de pessoas afetas à I&D ou a percentagem de investimento em I&D e inovação face ao volume de negócios;

Indicadores de processo que possibilitam analisar o grau de eficácia ou a qualidade de alguns processos chave para a gestão da inovação, por exemplo a capacidade de aprendizagem, de experimentação ou de colaboração;

Indicadores de ‘output’, ou resultados, mais vulgarmente utilizados nas empresas e que visam, entre outros objetivos, medir o ROI da inovação, a atração e satisfação de clientes ou a entrada em novos mercados.A experiência das empresas nacionais em termos de gestão da inovação, frequentemente amadurecida através da sua participação em projetos e iniciativas internacionais, tem o mérito de mostrar os caminhos trilhados, mas sobretudo as necessidades de aceleração para que os seus resultados não fiquem aquém das suas capacidades. headtopics.com

Primeiro-ministro holandês na mira de gangue de tráfico de droga Presidente francês Emmanuel Macron atingido com um ovo na cabeça. Veja o momento “Ando há 20 anos a dizer que somos melhores do que eles”. Portugal ganhou à Espanha e está nas meias-finais do Mundial de futsal Consulte Mais informação: Jornal Económico »

▶ Vídeo: PSP está a ″avaliar″ atuação em que passageiro sem bilhete foi pontapeado por políciaA atuação da PSP numa situação em que um passageiro sem bilhete foi pontapeado nos genitais por uma polícia está 'a ser objeto de uma avaliação interna', confirmou esta terça-feira, ao JN, aquela força de segurança. Avaliar... O pontapé... Certo Talvez tenha sido. Se fosse eu Leva-se pontapè essa tipa nunca mais ia se esquecer de mim para resto da vida déla ate a familia delà iam ter supresa nos nossos dias descobrir onde mora é coisa facil eu mesmo fazia le justica para que essas pessoas que pensao ter uma farda achao superiores

Estatuto Verde das Espécies. Como avaliar se uma espécie está em vias de extinção ou em recuperaçãoDas 181 espécies já avaliadas, 60% foram consideradas “amplamente” ou “criticamente depauperadas” Quando não garante a reprodução

Força Aérea resgata homem após incêndio a bordo perto do cabo de São VicenteO indivíduo seguiu ventilado para Hospital de Santa Maria, Lisboa, para receber 'cuidados diferenciados'

Um saco para lavar roupa que evita o envio de microplásticos para oceanosO saco é produzido a partir de redes de pesca descartadas e plástico recolhidos na costa e praias portuguesas por pescadores locais.

″O Lula é que conta para o futuro, os outros foram para a galeria″A ida de Marcelo a São Paulo e Brasília é bem vista deste lado do Atlântico. O DN falou com deputados e com o embaixador Martins da Cruz que tem uma leitura mais política do seu encontro com os ex-presidentes brasileiros.

Fez 738 km em bicicleta para alertar para a saúde mental das criançasAntónio Pedro Santos, fotojornalista de 47 anos, percorreu 738 quilómetros de bicicleta da Nacional 2 com câmara fotográfica ao ombro para publicar um livro com a Associação Olhar e doar o dinheiro para os cuidados psicológicos das crianças. Os esquecidos da pandemia...