Antonoaldo Neves: “A TAP vai voltar a voar”

01/04/2020 22:51:00
Antonoaldo Neves: “A TAP vai voltar a voar”

Antonoaldo Neves: “A TAP vai voltar a voar”

01 Abril 2020, 20:49Com uma frota de 105 aviões que cumpriam mais de três mil voos por semana e um universo de cerca de 10 mil trabalhadores, o CEO da TAP, Antonoaldo Neves, enviou esta mensagem a motivar todos os colaboradores para o objetivo da transportadora “voltar a voar”

Antonoaldo Neves, CEO da TAP, enviou esta mensagem aos cerca de 10 mil trabalhadores da companhia, apelando à motivação de todos, sempre com o foco operacional de que “a TAP vai voltar a voar”. Atualmente a quase totalidade dos 105 aviões da transportadora estão estacionados nos aeroportos. Mas esta situação promete ser temporária.

Consulte Mais informação: Jornal Económico »

Futebolista Rúben Neves oferece dois ventiladores ao hospital da FeiraO equipamento doado pelo médio português permite garantir suporte ventilatório a doentes em cuidados intensivos no Hospital de Santa Maria da Feira. O donativo surgiu por 'iniciativa espontânea' do jogador.

TAP passa a voar apenas para Açores e MadeiraA partir de quarta-feira e até 4 de maio, a TAP voa apenas para o Funchal, Ponta Delgada e Terceira, garantido apenas cinco voos semanais.

TAP vai avançar para o lay-off e nenhuma classe de trabalhadores vai ficar de foraPrimeiro a companhia começou por não renovar o contrato com os trabalhadores cujo vinculo está a terminar, agora vai avançar para o lay-off simplificado. Nenhuma classe profissional vai ficar de fora. Já há quase 500 trabalhadores com licença sem vencimento

TAP vai colocar trabalhadores de todas as categorias em lay-off

TAP vai avançar com 'lay off' para pilotos

TAP vai avançar com 'lay off' para pilotosMedida surge devido ao cancelamento de todos os voos para o mês de abril. corruptos.. tirem os milhoes de premios da administraçao, nao chega pagarem o type rating?! chulos

TAP também vai avançar com pedido de layoff

TAP também vai avançar com pedido de layoffMantendo apenas voos para as Regiões Autónomas, companhia vai recorrer a medida de exceção prevista pelo governo. Epá... Já estragaram a narrativa aos camaradas que andam por aí a vociferar contra os capitalistas 🤣🤣🤣 e os premios de milhoes para a administraçao? Agora sim, todos nós somos chamado a 'pagar e a continuar a pagar' os ditos prémios milionários a gestores e administradores.

João Palma Ferreira 01 Abril 2020, 20:49 Com uma frota de 105 aviões que cumpriam mais de três mil voos por semana e um universo de cerca de 10 mil trabalhadores, o CEO da TAP, Antonoaldo Neves, enviou esta mensagem a motivar todos os colaboradores para o objetivo da transportadora “voltar a voar” Antonoaldo Neves, CEO da TAP, enviou esta mensagem aos cerca de 10 mil trabalhadores da companhia, apelando à motivação de todos, sempre com o foco operacional de que “a TAP vai voltar a voar”.e receba as informações em primeira mão.140 mortos e 6.Com a atividade reduzida ao mínimo, a TAP vai avançar para o lay-of f.

Atualmente a quase totalidade dos 105 aviões da transportadora estão estacionados nos aeroportos. Mas esta situação promete ser temporária." O administrador do centro hospitalar, que tutela o Hospital da Feira, mas também os de São João da Madeira e Oliveira de Azeméis - realçou, nesse contexto, que o donativo do médio português tem especial significado por ter surgido"da iniciativa espontânea" do jogador. Depois de ter comunicado aos trabalhadores as orientações que a administração vai desenvolver para compensar o atual momento de inexistência de atividade e de cancelamentos dos mais de 3 mil voos semanais que habitualmente efetuava, a companhia já comunicou à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), que avança com o processo de lay-off, como medida de salvaguarda contra os efeitos da pandemia da Covid-19. Mais 21 óbitos e 446 casos em relação a ontem, o que representa um aumento de 7,5% no número de casos. Esta decisão visa garantir “a manutenção dos postos de trabalho do seu universo de colaboradores e a melhor salvaguarda do futuro da empresa”, segundo refere. A área de influência do Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga tem sido uma das mais afetadas pela covid-19, uma vez que, enquanto hospital de referência da região, acolhe os casos mais graves de municípios como Santa Maria da Feira (que segunda-feira à noite contabilizava 152 infetados), Oliveira de Azeméis (que registava já 70) e mesmo Ovar (concelho em estado de calamidade pública onde já se ultrapassam os 260 diagnósticos positivos). No comunicado enviado à CMVM, a TAP refere que “serão adotadas medidas de suspensão temporária da prestação do trabalho para cerca de 90% dos colaboradores da TAP e de redução do período normal de trabalho e redução proporcional da remuneração, em 20%, para os restantes colaboradores da TAP que permanecem em serviço, entrando esta medida em vigor a 2 de abril de 2020, por 30 dias, podendo este período vir a ser estendido nos termos do Decreto-Lei que regula esta matéria”. Com a frota de 105 aviões praticamente toda em terra por causa das restrições provocadas pela pandemia do novo coronavírus, a TAP vai avançar com o l ay-off já esta semana.

E “todos os colaboradores serão informados individualmente, antes da implementação, sobre a modalidade que lhes será aplicada”, adianta o mesmo comunicado, explicando que “estas medidas têm por objetivo reduzir os custos fixos da TAP, por forma a compensar parcialmente a perda de receita neste novo cenário”. Siga aqui ao minuto as últimas informações sobre a pandemia. Segundo a companhia aérea, “os custos com pessoal representam o principal custo fixo da TAP, ascendendo a aproximadamente 20% dos custos operacionais totais”. Com base na melhor informação disponível à data de hoje, a implementação das medidas excecionais e temporárias descritas pela TAP à CMVM devem permitir uma “redução da rubrica de custos com pessoal correspondente a cerca de 45%, durante o mencionado período aplicável”. Além do lay-off, a TAP tem efetuado o controlo e a redução de custos, o adiamento e suspensão de investimentos, a renegociação de contratos, a suspensão das contratações de novos trabalhadores e a implementação de programas de licenças sem vencimento temporárias. + Lidas + Partilhadas . O número de trabalhadores cujo contrato cessou está na ordem das centenas.