Amazon castiga Wall Street na última sessão de mais um mês de ganhos

Amazon castiga Wall Street na última sessão de mais um mês de ganhos

30/07/2021 23:52:00

Amazon castiga Wall Street na última sessão de mais um mês de ganhos

O dia terminou com quedas nos três índices, com o sector tecnológico a sofrer com os resultados aquém do esperado da Amazon. A gigante tecnológica ultrapassou os 100 mil milhões de dólares de receita pelo terceiro trimestre consecutivo, mas não chegou aos 115 mil milhões antecipados pelos analistas.

Wall Street fechou a sessão desta sexta-feira com os três principais índices no vermelho, com o sector tecnológico a ser castigado pelos resultados abaixo das expectativas da Amazon no segundo trimestre do ano. Ainda assim, julho termina com ganhos mensais nas três praças nova-iorquinas.

Ministra da Saúde admite testes obrigatórios em contexto laboral para não vacinados Afeganistão à beira do colapso económico e social Parlamento autoriza deslocação de Marcelo Rebelo de Sousa a São Tomé e Príncipe

O Dow Jones encerrou com menos 150 pontos, caindo 0,42% para os 34,935.47, enquanto o Nasdaq recuou 0,71%, ou 105 pontos, para os 14,672.7.Já o S&P 500 perdeu 0,48%, fechando com 4,397.80 pontos, mas conseguiu terminar o mês de julho com ganhos, assinalando o sexto mês consecutivo no verde do índice. Também o Dow e Nasdaq assinalaram ganhos em julho, apesar das perdas na derradeira sessão do mês.

A Amazon perdeu 7,50% depois de anunciar 113 mil milhões de dólares (95,26 mil milhões de euros) de receita no segundo trimestre, atingindo o terceiro trimestre consecutivo acima da barreira dos 100 mil milhões de dólares (84,30 mil milhões de euros) de faturação e um crescimento homólogo de 27%. No entanto, a expectativa do mercado estava cifrada nos 115 mil milhões (96,95 mil milhões de euros), pelo que a gigante tecnológica ficou aquém das estimativas dos analistas pela primeira vez em três anos. headtopics.com

Tal facto castigou consideravelmente o restante sector, com as principais cotadas a encerrarem maioritariamente no vermelho. Facebook, Microsoft e Alphabet acompanharam as perdas, recuando 0,51%, 0,49% e 0,76%, respetivamente, enquanto Apple e Netflix avançaram 0,15% e 0,68% cada uma.

Consulte Mais informação: Jornal Económico »

Autárquicas 2021 | Eleições Autárquicas 2021 | Notícias | RTP Notícias

Eleições Autárquicas 2021 Acompanhe aqui toda a informação sobre as eleições Autárquicas 2021

Amazon cai mais 7% na abertura da sessão em Wall StreetNa última sessão da semana, os investidores em Wall Street negoceiam em terreno negativo num dia marcado pelo rendimento pessoal nos EUA que aumentou inesperadamente em junho e a despesa pessoal cresceu mais que o previsto.

Robinhood vai estrear-se em Wall Street com um preço de 38 dólares por açãoA empresa começa a sua caminhada no mercado de ações com o valor mais baixo do intervalo definido no prospeto deste IPO. Fica avaliada em 32 mil milhões de dólares.

Crescimento do PIB nos EUA anima investidores em Wall StreetPrevisões de crescimento de 6,5% do PIB norte-americano, no segundo trimestre deste ano, animaram o arranque das negociações em Nova Iorque.

Wall Street encera 'mista' depois da Reserva Federal anunciar que manterá taxas de juro inalteradasO S&P 500 perde 0,01% para os 4.401,00 pontos. O índice industrial Dow Jones encerra o dia a desvalorizar 0,36% para 34.930,80 pontos. O tecnológico Nasdaq é o único em terreno positivo, e encerra a sessão a subir 0,70% para 14.762,6 pontos.

Crescimento da economia sustenta desempenho de Wall StreetO S&P 500 e o Dow Jones bateram recordes esta quinta-feira, impulsionados pelas previsões robustas da economia: já está acima do seu nível pré-pandemia.

Wall Street cai com Amazon a pressionar. Mas S&P 500 sobe pelo sexto mês, o que não acontecia desde 1918As bolsas do outro lado do Atlântico fecharam a última sessão da semana no vermelho, com a queda de mais de 7% da Amazon a pesar na tendência.