AICEP: Agregador agroalimentar na Alibaba vai permitir 'exportar muito mais'

AICEP: Agregador agroalimentar na Alibaba vai permitir 'exportar muito mais'

27/10/2021 15:52:00

AICEP: Agregador agroalimentar na Alibaba vai permitir 'exportar muito mais'

O presidente da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) afirmou hoje que o agregador de produtos agroalimentar portugueses na Alibaba.com vai permitir 'exportar muito mais através desta plataforma'.Luís Castro Henriques falava no lançamento pela AICEP do agregador de p

27 Outubro 2021, 11:33O presidente da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) afirmou hoje que o agregador de produtos agroalimentar portugueses na Alibaba.com vai permitir “exportar muito mais através desta plataforma”.Luís Castro Henriques falava no lançamento pela AICEP do agregador de produtos agroalimentares portugueses no ‘marketplace’ chinês Alibaba.com, uma montra de produtos portugueses naquela que é considerada a gigante do comércio eletrónico, numa transmissão ‘online’.Este projeto, considerado “inovador à escala nacional”, junta produtos de várias empresas do agroalimentar portuguesas numa página de Internet comum na Alibaba, propriedade da AICEP, que terá a gestão comercial e de marketing conjunta.“Vamos exportar muito mais através desta plataforma que nós sabemos que é de facto um ponto de consumo muito relevante para o mercado chinês, tivemos mais de 70 candidaturas” de empresas “a participar neste agregador”, adiantou Luís Castro Henriques.Do total de candidaturas, foram selecionadas 15.“Mas isto também não quer dizer que as outras não se possam continuar a candidatar e depois não possam participar noutras iniciativas, mas demonstra como isto tem de ser um processo exigente”, salientou o presidente da AICEP.Por sua vez, o secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, recordou que o setor agroalimentar foi durante muitos anos um dos défices estruturais da balança comercial portuguesa, mas “isso tem vindo a mudar na última década”.“Neste momento tão crítico que vivemos, que é um momento de recuperação pós-pandemia temos de ter a perfeita consciência que o país precisa de mais exportações”, obviamente precisa também de investimento direto estrangeiro (IDE), mas precisa “de exportar mais para conseguir garantir as melhores condições de vida ao conjunto da população e ao conjunto dos cidadãos”, acrescentou o governante.“As exportações não são para um país fortemente endividado como o nosso (…) um capricho político, são uma opção, provavelmente a única opção razoável que temos para criar melhores” condições de crescimento e de oportunidades, salientou.E a Alibaba “é um excelente parceiro”, rematou.O “Diagnóstico ecommerce do setor agroalimentar português” conclui que as opções com mais potencial para o agregador são, por ordem, o cabaz agroalimentar para o mercado europeu da plataforma Alibaba, o produto vinho para o mercado do Reino Unido através desta plataforma, o produto vinho para o mercado da China através da plataforma 1688 (que não sendo Alibaba, é do grupo), o produto fruta para o mercado alemão e o produto azeite para o mercado dos Estados Unidos, ambos na Alibaba.

TV estatal da Venezuela transmite “Super Bigode”, um super-herói inspirado em Maduro Trotinetes, mupis e buracos: as armadilhas que os deficientes enfrentam Futebol português são 9 contra 11 e, no fim, ganha a estupidez

Chance Chan / ReutersO presidente da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) afirmou hoje que o agregador de produtos agroalimentar portugueses na Alibaba.com vai permitir “exportar muito mais através desta plataforma”.

Luís Castro Henriques falava no lançamento pela AICEP do agregador de produtos agroalimentares portugueses no ‘marketplace’ chinês Alibaba.com, uma montra de produtos portugueses naquela que é considerada a gigante do comércio eletrónico, numa transmissão ‘online’. headtopics.com

Este projeto, considerado “inovador à escala nacional”, junta produtos de várias empresas do agroalimentar portuguesas numa página de Internet comum na Alibaba, propriedade da AICEP, que terá a gestão comercial e de marketing conjunta.

“Vamos exportar muito mais através desta plataforma que nós sabemos que é de facto um ponto de consumo muito relevante para o mercado chinês, tivemos mais de 70 candidaturas” de empresas “a participar neste agregador”, adiantou Luís Castro Henriques.

Do total de candidaturas, foram selecionadas 15.“Mas isto também não quer dizer que as outras não se possam continuar a candidatar e depois não possam participar noutras iniciativas, mas demonstra como isto tem de ser um processo exigente”, salientou o presidente da AICEP.

Por sua vez, o secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, recordou que o setor agroalimentar foi durante muitos anos um dos défices estruturais da balança comercial portuguesa, mas “isso tem vindo a mudar na última década”. headtopics.com

Mutações do coronavírus podem obrigar a vacinação anual Novas tabelas do IRS isentam de imposto salários e pensões até 710 euros Hospital de Almada sem novos casos de Covid entre os profissionais de saúde

“Neste momento tão crítico que vivemos, que é um momento de recuperação pós-pandemia temos de ter a perfeita consciência que o país precisa de mais exportações”, obviamente precisa também de investimento direto estrangeiro (IDE), mas precisa “de exportar mais para conseguir garantir as melhores condições de vida ao conjunto da população e ao conjunto dos cidadãos”, acrescentou o governante.

“As exportações não são para um país fortemente endividado como o nosso (…) um capricho político, são uma opção, provavelmente a única opção razoável que temos para criar melhores” condições de crescimento e de oportunidades, salientou.

E a Alibaba “é um excelente parceiro”, rematou. Consulte Mais informação: Jornal Económico »

O Futuro do PSD

Escolhemos seis questões que determinam o futuro do PSD e sobre elas questionámos os dois candidatos a presidente do partido, que será eleito a 27 de Novembro

Uma crise inadiávelMais do que negociar, dois partidos que mirraram nas autárquicas e caem nas sondagens querem governar. Este careca PàFista está ansioso pela geringonça da extrema-direita neoliberal PSD-CDS-IL-Chega! Como é possível que o BE se junte ao Chega ; IL, PSD e CDS para deitar um governo abaixo. Bandalhos vocês são piores que os fascistas

Opus Dei em Portugal com um ″empurrão″ da irmã LúciaOpus Dei comemora 75 anos de presença em Portugal e vai preparar a participação na Jornada Mundial da Juventude, que vai decorrer em Lisboa, entre 1 e 6 de agosto de 2023.

Governo afasta demissão de Costa em caso de chumbo do OEO primeiro-ministro não vai demitir-se de funções caso a proposta do Governo para o Orçamento do Estado para 2022 seja chumbada na quarta-feira na generalidade. Costa afasta demissão de Costa. Já ontem era tarde ,o dinheiro da bazuca é só pra qu não precisa quem mais precisa só leva migalhas.ladrões!! Agarrados ao poder

Um golpe de UFC na Major League Soccer que faria inveja a muitos lutadoresVídeos - Um golpe de UFC na Major League Soccer que faria inveja a muitos lutadores

O selo postal mais histórico de sempre (o primeiro de todos) vai ser leiloado em dezembroO leilão ajuda a lembrar a importância que estes 'diamantes de papel' (como alguém lhes chamou) tiveram na forma como o mundo comunica

Polícia belga detém mais de 60 pessoas por tráfico de drogaMais de mil agentes participaram na operação. E pk nao dizem a nacionalidade dos criminosos