A “solidariedade não é facultativa, é um dever”: esta frase que Jorge Sampaio escreveu no seu último artigo é celebrada esta segunda na ONU

Redirecting to full article in 5 second(s)...

“A melhor homenagem que nós podemos prestar a estadistas é continuar a trabalhar na direção que eles abriram”