PCP: “Não estamos a pensar em eleições nem a trabalhar para eleições, mas se houver eleições não é isso que nos amedronta”

Redirecting to full article in 5 second(s)...

O líder do grupo parlamentar do PCP diz em entrevista ao Polígrafo / SIC que não se sente enganado na negociação do OE 2022 porque “não temos ilusões em relação às opções do Governo e do PS”. Ainda assim, João Oliveira sublinha que este é o momento para se construir soluções de forma a “melhorar o OE” mas também deixa claro que isso depende da disponibilidade do Governo. “O ponto que fazemos é o mesmo de há uma semana: constatamos grande resistência do Governo. E o que se faz perante essa resistência? Desistimos ou vamos embora e o país fica entregue a quem quer que seja? Ou insistimos para que as soluções sejam construídas? Se o Governo quiser Orçamento tem de dar respostas ao que pedimos.” Quanta à hipótese de legislativas antecipadas, esclarece a posição do partido: “Não estamos a pensar em eleições nem estamos a trabalhar para eleições, mas se houver eleições não é isso que nos amedronta. A questão essencial é que não estamos no momento de discutir isso. Houve declarações que precipitaram essa discussão mas o que está em causa é encontrar soluções para o país. As nossas propostas não criam crise, dão é resposta aos problemas do país”.E a seguir nomeou em três linhas o que o PCP quer para aprovar o OE