YouTube apaga live de Bolsonaro com fake news e suspende canal por uma semana - ISTOÉ Independente

Durante o período, ele ficará impossibilitado de publicar vídeos ou fazer transmissões ao vivo. Se em 90 dias o presidente voltar a propagar fake news, o período de suspensão será dobrado.

26/10/2021 06:43:00

Durante o período, ele ficará impossibilitado de publicar vídeos ou fazer transmissões ao vivo. Se em 90 dias o presidente voltar a propagar fake news, o período de suspensão será dobrado.

Presidente infringiu normas da empresa ao afirmar que vacinas contra Covid estão associadas ao desenvolvimento de aids. Bolsonaro não poderá postar vídeos por sete dias. Facebook e Instagram já haviam removido conteúdo.

ao risco de desenvolver aids. A plataforma também suspendeu o presidente por uma semana. Durante o período, ele ficará impossibilitado de publicar vídeos ou fazer transmissões ao vivo. Se em 90 dias o presidente voltar a propagar fake news, o período de suspensão será dobrado.

Reino Unido impõe testagem e isolamento pra todos os viajantes devido à variante ômicron Doria vence as prévias do PSDB e será o candidato do partido a presidente da República Vídeo mostra balsas usadas no garimpo ilegal sendo queimadas no rio Madeira

“Removemos um vídeo do canal de Jair Bolsonaro por violar as nossas diretrizes de desinformação médica sobre a COVID-19 ao alegar que as vacinas não reduzem o risco de contrair a doença e que causam outras doenças infecciosas. As nossas diretrizes estão de acordo com a orientação das autoridades de saúde locais e globais, e atualizamos as nossas políticas à medida que a orientação muda. Aplicamos as nossas políticas de forma consistente em toda a plataforma, independentemente de quem for o criador ou qual a sua opinião política”, disse o YouTube em comunicado.

No domingo, Facebook e Instagram já haviam deletado a live, afirmando que as políticas da plataforma “não permitem alegações de que as vacinas de covid-19 matam ou podem causar danos graves às pessoas.”Mentira sobre aidsNo vídeo da última quinta-feira, Bolsonaro leu um texto afirmando que vacinados com as duas doses contra a covid-19 estariam desenvolvendo a “síndrome da imunodeficiência adquirida” – o nome oficial da aids – “mais rápido do que o previsto” e que tal conclusão era supostamente apoiada em “relatórios oficiais do governo do Reino Unido”. headtopics.com

No entanto, não há estudos do governo do Reino Unido que mencionam tal risco. Entidades médicas e cientistas imediatamente desmentiram o presidente em redes sociais.A notícia falsa citada por Bolsonaro foi publicada originalmente pelos sites Stylo Urbano e Coletividade Evolutiva, este último um site antivacinas que já veiculou fake news ao longo da pandemia. Os dois sites se basearam numa página em inglês conhecida por espalhar teorias conspiratórias.

O site Aos Fatos apontou que os textos divulgados por Stylo Urbano e Coletividade Evolutiva inseriram de maneira fraudulenta uma tabela que não existia em documentos oficiais das autoridades sanitárias do Reino Unido.Notas de repúdioA Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) foi um dos grupos que desmentiu a fala de Bolsonaro que associou vacinas à aids. Em nota, a entidade repudiou “toda e qualquer notícia falsa que circule e faça menção a esta associação inexistente”. A nota foi endossada pela Associação Médica Brasileira (AMB).

No Twitter, a epidemiologista Denise Garrett, do Instituto de Vacinas Sabin (EUA), reiterou que nenhuma das vacinas para covid-19 aprovadas pela Food and Drug Administration (FDA) e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) causam HIV. Ela também chamou Bolsonaro de “inescrupuloso”, “mentiroso” e “criminoso”.

A microbiologista Natalia Pasternak também usou o Twitter para afirmar que nenhuma vacina faz com que as pessoas desenvolvam aids.Já o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) pediu à CPI da Pandemia que envie ao Supremo Tribunal Federal (STF) um requerimento com uma compilação das mentiras divulgadas por Bolsonaro na live semanal. O senador deseja que o documento seja anexado no inquérito das fake news que tramita no tribunal. headtopics.com

Mãe conclui ensino médio aos 45 anos e faz Enem 2021 na mesma sala que a filha em Teresina Porquinho amarrado com bandeira do Palmeiras no Rio é resgatado por protetores de animais Doria lembra nomes e bandeiras históricas do PSDB e ataca Lula e Bolsonaro | Maquiavel

O relator da CPI da Pandemia, senador Renan Calheiros (MDB-AL), afirmou que Bolsonaro faz “terrorismo de Estado”. “Isso não é apenas fake news, é mais do que uma simples mentira – isso é terrorismo de Estado. A Justiça precisa frear essa loucura”, escreveu o senador no Twitter.

Na semana passada, o relatório da CPI da Pandemia imputou nove crimes a Bolsonaro, inclusive o de “incitação ao crime” por espalhar sistematicamente notícias falsas e incitar o desrespeito às medidas contra a pandemia. O relatório também apontou que Bolsonaro comanda uma rede de fake news com a participação de seus filhos e blogueiros bolsonaristas.

Consulte Mais informação: Revista ISTOÉ »

Ponto de Vista: Lula pode desistir da corrida presidencial? | Clarissa Oliveira

Entre alguns adversários e até aliados, cresce a tese de que o petista poderia desistir e dar a vaga a Fernando Haddad, dependendo do cenário político

O jornalismo de hoje atua como o Departamento de Documentação: o Ministério da Verdade determina o que pode ser publicado e noticiado, e o que contraria a “verdade” deve ser alterado ou apagado, de forma que, o que não está registrado nunca existiu. profvalentimbr Isso é uma vergonha! Há outras redes sociais além do YouTube.

O problema é todo esse, veicular “mentiras” mesmo que seja dos outros fere as normas contratuais de uso do canal. Todo usuário sabe as consequências no caso de descumprimento dos termos de uso e deve ser aplicado a todos independentemente de quem seja. Mais um episódio da saga 'Todos contra Um'! Bem feito fanfarrão.

Ó...e o mundo do lacradores fuca como? Censura privada inaceitável. Presidente que mente comete crime e é passível de punição. Censura privada nunca. Vocês são um esgoto, é ainda acha brasileiro para apoiar, o que estão fazendo para destruir um país, sujos, imundos. A revista depois que o presidente falou, ela editou a matéria.

Bolsonaro ficará uma semana sem poder fazer live no YouTube | Radar EconômicoEmpresa do Google segue decisão do Facebook e Instagram porque presidente divulgou notícia comprovadamente falsa EconomicoRadar Uma semana sem corar a cara de tanta vergonha? Eita alivio, agora vai EconomicoRadar Deveria ficar o resto da sua vida medíocre. EconomicoRadar Kkkkkkkk... No you tube uma semana sem falar merda

Alguém suspende ele da presidência!!!! E há quem o defenda e observe como perseguição a atitude das plataformas. O problema não é o Bozo e sim o povo. Ele é o que o brasileiro é, por isso votaram nele. Deveria ser pra sempre só fala 💩 e espalha mentiras será que as pessoas ainda n se tocaram de que ele não espalhou fakenews e sim apenas mostrou por poucos segundos a notícia empresa em um papel, ele nem deu opinião sobre a notícia, e ele mesmo falou para pesquisar, me parece mais denuncia do que propagar fakenews.

me diga uma coisa,se eu espalhar por aí que o mito anda divulgando mentiras em outras plataformas, mesmo ele não fazendo isso é considerado LIBERDADE DE EXPRESSÃO? Só 90 dias? Tinha q suspender p sempre! Censura pura e simples. Não há palavras para está atitude. Eu só posso dizer: Há um louco governando o Brasil!!

Merecido! Se tivesse falado a verdade e dito o que a Lancet e a Science disseram, não teria acontecido isso. E o pior e mais hipócrita é que ele queria adquirir justamente a vacina que apresentava esse risco! 😃

Bolsonaro dá munição à oposição ao espalhar fake news e associar vacina e Aids, dizem aliadosBolsonaro dá munição à oposição ao espalhar fake news e associar vacina à Aids, dizem aliados g1 Bolsonaro Aids Tu votou num presidente que fala que vacina causa AIDS. Tu não fica com vergonha não? AcordaAlice AcordaBrasil vergonhamundial O CARA ESTÁ VELHO E NÃO TEM VERGONHA NA CARA DE MENTIR PARA O POVO BRASILEIRO TODOS OS DIAS, DIVULGA MENTIRAS TODA HORA, É SER MUITO CRIMINOSO 😪😪😪🤬🤬🤬🤬🤬

Que blz, essa semana não terá nenhum jumento falando m... Bolsa vai subir a semana toda. Deveria ser BANIDO para deixar de falar merda. Nunca vi tanta idiotice em uma única pessoa O mentiroso-mor da nação. Pelo que eu saiba ele divulgou informações que foram veiculadas por diversas revistas e jornais. O que irá acontecer com a 'Vexame' e 'Forbes' por exemplo?

Idiota completo este Bozo. Tem que banir igual fizeram com o Trump. Vergonhoso!!!

Oposição aciona Bolsonaro no STF por fake news sobre Aids e vacina | RadarO presidente leu uma notícia falsa na semana passada que citava supostos relatórios oficiais do governo do Reino Unido radaronline mas e a liberdade de expressaum radaronline Brasil de 8a pra 14a economia mundial, gasolina a R$ 7, fila do osso🦴, 15 milhões de desempregados, mais de 600 mil brasileiros mortos⚰ por coronavírus🦠... E esse ser vomita que vacina dá AIDS! BolsonaroNaCadeia radaronline Bolsonaro não devia ter falado desse assunto .. errou ... Mas não da pra fingir que tantas matérias não existem sobre o tema... na imprensa tradicional inclusive. .. A imprensa precisa ser responsabilizada também.

Barroso manda à PGR notícia-crime contra Bolsonaro por fake news sobre vacinasOs parlamentares que protocolaram a peça classificam a postura do ex-capitão como 'irresponsável, mentirosa e criminosa' GRANDE DIA! Mais uma vez... OPandamaria5 Esse Barroso e um cretino se o Bolsonaro tivesse bem nas pesquisas ele ñ ia nem abre a boca esse dai dança conforme a música.

Contarato pede inclusão de fake news de Bolsonaro sobre Aids no relatório | RadarSenador encaminhou ofício a Renan Calheiros para que o presidente seja indiciado pela conduta, que configuraria o crime de epidemia com resultado morte radaronline Quem.vota numa figura histérica dessas? radaronline Um bravo na CPI..CONTARATO,SENADOR, honrar o mandato ! Exemplo aos fracos! De noticias VEJA! radaronline Vai incluir a matéria da exame também?

Após fake news, Thiaguinho nega retorno do Exaltasamba: 'Não existe' - ISTOÉ IndependenteThiaguinho, de 38 anos, usou a rede social para desmentir uma fake news. Na noite de domingo (24), por meio do seu perfil no Twitter, após a grande repercussão dos fãs, o cantor negou que vá voltar a fazer uma turnê com o grupo Exaltasamba, como ficou subentendido durante resposta dada no programa “Altas Horas”, da […] istoelixo