'Um Homem Só', de Christopher Isherwood, é reeditado décadas após esquecimento - Aliás - Estadão

'Um Homem Só', de Christopher Isherwood, é reeditado décadas após esquecimento

24/10/2021 13:30:00

'Um Homem Só', de Christopher Isherwood, é reeditado décadas após esquecimento

Livro, que serviu de inspiração para o filme homônimo, estrelado por Colin Firth, virou referência

23 de outubro de 2021 | 15h00George Falconer é um típico inglês perfeccionista. Tamanho zelo se revela em suas abotoaduras, terno bem cortado e barba impecável. Da casa no Beco da Canforeira, onde mora há anos, ele observa o mundo exterior com a curiosidade de estrangeiro, mas não por ser forasteiro na ensolarada Los Angeles. Ele é um homem solitário de meia idade e homossexual, discreto, vivendo entre a casa e o trabalho. 

O baile de Lula em nova pesquisa | Matheus Leitão Todos os seis brasileiros que pegaram ômicron já tinham sido vacinados e têm sintomas leves Modelo descobre, aos 27 anos, que é filha biológica do homem que chamou de padrasto desde criança

Leia TambémJohn Le Carré deixou um romance inédito antes de morrer; 'Silverview' faz jus à sua obra?Embora tenha construído parte da vida onde está, a visão descortina para além dos olhos o típico sonho americano: crianças barulhentas e seus pais invasores daquele bolsão idílico. George precisa se levantar do trono, seu refúgio para refletir e espionar sem ser visto, começar o dia e ir para a ribalta, onde dará um discurso inspirador sobre medo e Aldous Huxley. O medo, segundo ele, é o instrumento de controle da sociedade americana. Não por acaso, o livro foi lançado nos EUA em 1964, década que vivia os efeitos colaterais do macarthismo e da crise dos mísseis. 

EmUm Homem Só, romance de Christopher Isherwood relançado depois de décadas no esquecimento, o leitor percorre um dia na vida desse professor de literatura, que foi interpretado no cinema pelo também inglês Colin Firth. Conhecido por retratar uma Berlim lendária, no período anterior à 2ª Guerra, Isherwood foi um escritor itinerante. Nascido há quase um século na Inglaterra, o escritor viveu parte da juventude na efervescente capital da República de Weimar, tendo retratado Berlim como centro do cosmopolitismo no velho continente. Ele acompanhou de perto a eclosão das vanguardas e a libertação sexual.  headtopics.com

O escritor perscrutou o submundo berlinense dos cabarés e bares intelectuais, tendo escrito, em 1939, Adeus a Berlim, romance tão bem-sucedido que inspirou o diretor Bob Fosse a realizar o clássico musical Cabaret. Nele transitavam mulheres e homens insinuantes, prostitutas e intelectuais. É essa atmosfera glamourosa que se lê no livro, adaptado nas telonas com Liza Minelli no papel da dançarina Sally Bowles e Michael York, como o alter ego do escritor.

Enquanto Adeus a Berlim diz muito sobre a juventude de Isherwood, o leitor que tem em mãos Um Homem Só, agora em tradução de Débora Landsberg, notará um escritor maduro que refinou o retrato do solitário, agora na meia idade. Ambientado em Los Angeles, onde Isherwood terminou seus dias nas montanhas de Santa Mônica, a história joga luz à autodestruição traiçoeira que a depressão provoca em George, após perder seu companheiro de anos. O périplo de um dia na vida do professor é um artífice recorrente na literatura, Isherwood, para os padrões da época, inova ao eleger um protagonista queer. Do autor, a Companhia das Letras também vai relançar em breve Adeus a Berlim. 

Isherwood inspirou contemporâneos a escrever sobre a homossexualidade de seu tempo, alguns deles seus amigos, como Stephen Spender, autor deO Templo, e o poeta W.H Auden. Mesmo hoje, escritores aclamados como Alan Hollinghurst ( Consulte Mais informação: Estadão »

O Assunto #591: Centrão-raiz - esteio de Bolsonaro para 2022

Depois de dois anos sem legenda, o presidente assinou a filiação ao Partido Liberal em uma cerimônia com presença de lideranças do Progressistas (PP) e do Republicanos - trio de siglas que pretende dar sustentação a sua campanha de reeleição, liderados pelo cacique do PL, o condenado Valdemar Costa Neto.

Ai Weiwei, memórias de um homem sem larEle transformou a arte em protesto e o ativismo em arte. Em Lisboa, onde se instalou há um ano, Ai Weiwei lembra os episódios mais duros de sua vida. “Tive uma infância muito difícil, mas sem ela não poderia ter me tornado quem sou”. Aos 64 anos, é um artista perseguido na China e apreciado no resto do mundo. Conversamos com ele sobre suas memórias Que história incrível tem esse artista. Sigo a muito tempo

Auxílio de R$ 400 cobre só 13% de um abastecimento, diz líder de caminhoneirosAjuda anunciada na quinta-feira (21) pelo presidente Jair Bolsonaro tem sido chamado de “esmola” por caminhoneiros. Olha, em parte 400 pila nessa inflação é troco de pinga mesmo E é, pois Paulo Guedes Ganhou: R$ 803.164,00, isso só essa manhã. Totalizando: R$ 54.265.974,00 de Lucro em sua Offshore. Quem não quiser é só não aceitar, ué?

Homem confunde acelerador com freio em uma Lamborghini e vai parar em lago - ISTOÉ IndependenteNa Áustria, o dono de uma Lamborghini acabou confundindo os pedais do acelerador com o do freio e foi parar em um lago com o carro. O homem, que tem 31 anos, sobreviveu ao acidente e só teve ferimentos leves. Lagoghini

Homem busca namoro usando carro de som e mobiliza Chapecó - ISTOÉ IndependenteUm morador de Chapecó, em Santa Catarina, está chamando a atenção da população pela forma inusitada encontrada para buscar uma nova namorada. De acordo com o portal UOL, o homem está usando um anúncio de rua em carro de som. Durante meia hora, o carro de propaganda ronda a cidade dizendo que o homem é […]

Vídeo: Homem agride uma transexual e registra toda a ação - ISTOÉ IndependenteA transexual Luara Silva foi agredida por um homem na madrugada desta quinta-feira (21), na cidade de Uberlândia, no Triângulo Mineiro. O agressor sai de um carro, a derruba no chão e foge do local. As informações são do portal O Tempo. No vídeo, o suspeito se aproxima de Luara e pergunta quanto é o […] O Ser Humano realmente anda desprezivel ... Logo Vão Colocar culpa nas Drogas, no Álcool, como se enxer a cara ou Fumar um baseado fosse mais Bonito que agredir uma pessoa. Verme imundo O cara que para o carro pra agredir outra pessoa com certeza ta incomodado ou infeliz com a própria vida em um nível bizarro. Pouca rola

Duas novas imagens de 'Homem-Aranha: Sem Volta' são divulgadas - ISTOÉ IndependenteNo último sábado (23), a revista Empire divulgou duas novas imagens do terceiro filme do Homem-Aranha ‘Homem-Aranha: Sem Volta’. Em uma das imagens, é possível ver o vilão Otto Octavius, o Doutor Octopus, interpretado por Alfred Molina, que incorporou o personagem em outros filmes da franquia mais de uma década atrás. Confira as imagens: Divulgação/Sony […]