Theoneste Bagosora, um dos condenados pelo genocídio em Ruanda, morre na prisão

Theoneste Bagosora era chefe de gabinete no Ministério da Defesa de Ruanda em 1994 e foi condenado à prisão perpétua em 2008

26/09/2021 05:00:00

Theoneste Bagosora era chefe de gabinete no Ministério da Defesa de Ruanda em 1994 e foi condenado à prisão perpétua em 2008 g1

Theoneste Bagosora era chefe de gabinete no Ministério da Defesa de Ruanda em 1994 e foi condenado à prisão perpétua em 2008

O ex- coronel Theoneste Bagosora, uma das autoridades de mais alto nível de Ruanda condenada pela Justiça internacional por seu papel no genocídio de 1994, morreu neste sábado (25) no Mali, onde cumpria pena, informaram diferentes fontes.

Por que e como o ser humano perdeu o rabo na evolução? 'Dormi a um metro de um cadáver por 8 semanas e não tinha ideia', diz norte-americana em rede social Bissexualidade do novo Superman mostra que diversidade chegou nos quadrinhos para ficar - Internacional - Estadão

"Ele estava na clínica há algum tempo, mas era vigiado por agentes de segurança", declarou à AFP uma fonte da administração penitenciária do Mali.Por sua vez, um encarregado da clínica onde ele estava internado também confirmou sua morte, e assinalou que a mesma foi causada por "insuficiência cardíaca". Outra fonte que confirmou a morte de Bagosora à AFP foi um conselheiro do Ministério da Justiça do Mali.

Theoneste Bagosora, chefe de gabinete no Ministério da Defesa de Ruanda em 1994, foi condenado à prisão perpétua em 2008 pelo Tribunal Penal Internacional para Ruanda (TPIR) por genocídio, crimes contra a humanidade e crimes de guerra. Após um recurso apresentado em 2011, sua sentença foi reduzida para 35 anos de prisão. headtopics.com

Antes de ser internado, o antigo dirigente militar era mantido em uma prisão situada a cerca de 50 quilômetros de Bamaco.Ruanda lembra aniversário de 25 anos de genocídio — Foto: ReutersUm dos autores intelectuais do genocídio

Durante o seu processo, a acusação o apresentou como o "cérebro" do genocídio que causou a morte de 800 mil pessoas, sobretudo da minoria tutsi.Em 2019, os meios de comunicação franceses Mediapart e Radio France revelaram que um "documento do serviço de Inteligência francês" de setembro de 1994 afirmava que "dois extremistas do regime" hutu que governava a Ruanda naquela época foram "os principais autores intelectuais do atentado de 6 de abril de 1994" contra o avião do presidente Juvenal Habyarimana, que desencadeou o massacre contra os tutsi e hutus moderados. Um desses dois "extremistas" era Bagosora.

Em 2011, os juízes de apelação do TPIR anularam várias conclusões da câmara de primeira instância que condenou o ex-coronel. Contudo, mantiveram a conclusão central do julgamento, que afirmava que Bagosora era a autoridade militar máxima em Ruanda entre 6 e 9 de abril de 1994, nos primeiros dias do genocídio.

Vídeos: veja os últimos do g1 Consulte Mais informação: G1 »

O país que virou 'lixão' de roupas de má qualidade dos países ricos - BBC News Brasil

Todas as semanas, mais de 15 milhões de peças de roupas usadas chegam a Gana, mas apenas parte disso consegue ser reaproveitada.

País porreta onde a lei funciona Já foi tarde! O mais curioso neste genocídio é que alguns o atribuem a uma espécie de divisão do povo ruandês, supostamente promovida pelos ex-colonizadores belgas. Mais uma bobagem militante. Em breve um outro genocida deve seguir pelo mesmo caminho, na jaula até descer de tobogã pro inferno

Róger Guedes marca duas vezes e comanda vitória do Corinthians sobre o PalmeirasEm seu primeiro Dérbi com a camisa alvinegra, atacante faz um gol em cada tempo e decide em Itaquera; Gabriel Menino marcou pelo Alviverde 

Ciclista de 67 anos morre atropelada em Conchal durante pedal em grupo na área ruralNelide Rossi chegou a ser socorrida, mas não resistiu. Motorista de carro se apresentou à Polícia Civil cinco horas após o acidente e disse que pensou que seria assaltada. Li a matéria e até agora não entendi a razão dessa motorista achar que seria assaltada. Assaltada por quem? Pelos ciclistas? Assassinou a ciclista, disse que foi pq achava que ia ser assaltada e foi liberada. Inacreditável. Homicídio doloso.

“Por que não vêm nos ajudar?”: o drama dos haitianos retidos entre o México e o TexasAdultos e crianças cruzam o rio Grande à noite, com a correnteza pelo pescoço, em meio à pressão dos agentes de imigração dos EUA Seria interessante discutir seriamente qual é a política ideal pra lidar com as ondas de refugiados. Receber todo mundo seria impossível; barrar e ignorar é desumano; intervir no país em crise é retirar a autonomia. Parece que não tem saída...

Novak Djokovic é fotografado ao lado de ex-comandante acusado de genocídio na Bósnia - Esportes - EstadãoTenista sérvio esteve junto de Milan Jolovic, peça principal do massacre de Srebenica em 1995, reconhecido como genocídio por tribunais internacionais e que deixou mais de oito mil mortos Esporte XeuleBot Esporte Que pena, Djoko. Postura lamentável. Esporte esse sujeito é um fascista, e ñ faz questão de disfarça isso

Retorno de Meng Wanzhou à China e libertação de canadenses detidos põem fim ao ‘caso Huawei’O caso explodiu em 1º de dezembro de 2018, quando Meng, filha do fundador da Huawei, Ren Zhengfei, foi detida pelas autoridades canadenses a pedido dos Estados Unidos, enquanto fazia escala na cidade de Vancouver a caminho do México.

Piloto de moto de 15 anos morre em grave acidente na Espanha - ISTOÉ IndependenteROMA, 25 SET (ANSA) – O piloto de moto espanhol Dean Berta Viñales, 15 anos, morreu neste sábado (25) após um grave acidente durante a corrida 1 do Supersport 300, em Jerez, na Espanha. A colisão provocou também o cancelamento de todas as provas do dia do Mundial de Superbike. Viñales caiu da motocicleta na […] Quando eu tinha 15 anos, só caía de bicicleta!😳😳