'Seria ótimo uma Copa na América do Sul', diz presidente da Fifa na Argentina - ISTOÉ Independente

Infantino está visitando diversos países da América do Sul e apoiou a possível candidatura do continente para a edição de 2030

18/10/2021 23:24:00

Infantino está visitando diversos países da América do Sul e apoiou a possível candidatura do continente para a edição de 2030

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, não desistirá tão fácil da ideia de organizar Copas do Mundo a cada dois anos. O dirigente segue tour mundial em busca de apoio para a proposta e, na Argentina, em encontro com Claudio Tapia, presidente da AFA, disse que “seria ótimo organizar uma Copa do Mundo na América […]

Presidente da Fifa, Gianni InfantinoEstadão Conteúdo18/10/21 - 15h45 - Atualizado em 18/10/21 - 17h22O presidente da Fifa, Gianni Infantino, não desistirá tão fácil da ideia de organizar Copas do Mundo a cada dois anos. O dirigente segue tour mundial em busca de apoio para a proposta e, na Argentina, em encontro com Claudio Tapia, presidente da AFA, disse que “seria ótimo organizar uma Copa do Mundo na América do Sul.”

Infantino está visitando diversos países da América do Sul e apoiou a possível candidatura do continente para a edição de 2030 dividida entre quatro países, dentre os quais, Argentina e Chile. Ele garante que está na hora da volta da competição para cá e tenta convencer dirigentes a apoiarem sua proposta de redução dos quatro para dois anos de intervalo em cada edição.

Consulte Mais informação: Revista ISTOÉ »

Em cartaz com a peça 'Pós-F', Maria Ribeiro fala sobre o legado de Fernanda Young

No Estúdio CBN desta quinta-feira, Tatiana Vasconcellos recebe a atriz Maria Ribeiro, que está em cartaz com a peça 'Pós-F', baseada no livro homônimo de Fernanda Young. A atriz explica que a obra, escrita em 2018, é um tratado sobre ser feminina e masculina em um momento em que 'grande parte das mulheres começaram a perder o medo de se dizerem feministas'. 'Quando eu li uma matéria sobre o 'Pós-F', eu estava incomodada com este discurso muito puro do feminismo, como se não tivéssemos, ainda, resquícios do machismo. Eu achei que a Fernanda trazer uma semente do contrário era mais feminista do que dizer que estava tudo bem', afirma. Consulte Mais informação >>

Globo perde exclusividade da Copa do Mundo em plataformas digitais - ISTOÉ IndependenteA Fifa já procurou grandes mídias que atuam no Brasil, como Facebook, Tik Tok e Youtube para que seja feita uma proposta para a obtenção dos direitos de internet do torneio

Para Milton Neves, realizar a Copa do Mundo de dois em dois anos 'será tiro no pé': 'Acaba a magia'Jornalista acredita que possível alteração nas datas da Copa do Mundo, estudada pela Fifa, acabaria com encantamento do evento, realizado a cada quatro anos É quadribol para ter magia ou é futebol

Bill Clinton deixa hospital na Califórnia após uma semana de internaçãoEx-presidente dos EUA foi internado na terça-feira (12) para tratar uma infecção urinária g1 EUA BillClinton Eu li no New York que é sepse que ele tem. 🤔 DST é fogo, dizem! Que ele fica bom logo.

Para Milton Neves, realizar a Copa do Mundo de dois em dois anos 'será tiro no pé': 'Acaba a magia'Jornalista acredita que possível alteração nas datas da Copa do Mundo, estudada pela Fifa, acabaria com encantamento do evento, realizado a cada quatro anos É quadribol para ter magia ou é futebol

Deputado cobra celeridade para PL que tipifica crime para invasões - ISTOÉ IndependenteAção de vandalismo na sede da Aprosoja poderia ser classificada como terrorismo, diz parlamentar. Leia a Coluna do Mazzini e a bomba na embaixada da china? O agronegócio destruindo nossos biomas e quem é “terrorista” é quem protesta pixando umas portinhas de aço? 🤦🏻‍♂️ Reacionarismo é que deveria ser proibido.

Gil do Vigor fica chocado ao ver homens pelados nas ruas dos Estados Unidos - ISTOÉ IndependenteO ex-BBB Gil do Vigor está morando em São Francisco, na Califórnia, nos Estados Unidos, para cursar o seu PhD em economia. No entanto, ele está tendo que enfrentar alguns choques culturais no país. Recentemente, ele relatou que ainda não se acostumou a ver homens pelados nas ruas do local. Por meio de seu perfil […]

‘Seria ótimo uma Copa na América do Sul’, diz presidente da Fifa na Argentina Presidente da Fifa, Gianni Infantino Estadão Conteúdo 18/10/21 - 15h45 - Atualizado em 18/10/21 - 17h22 O presidente da Fifa, Gianni Infantino, não desistirá tão fácil da ideia de organizar Copas do Mundo a cada dois anos. O dirigente segue tour mundial em busca de apoio para a proposta e, na Argentina, em encontro com Claudio Tapia, presidente da AFA, disse que “seria ótimo organizar uma Copa do Mundo na América do Sul.” Infantino está visitando diversos países da América do Sul e apoiou a possível candidatura do continente para a edição de 2030 dividida entre quatro países, dentre os quais, Argentina e Chile. Ele garante que está na hora da volta da competição para cá e tenta convencer dirigentes a apoiarem sua proposta de redução dos quatro para dois anos de intervalo em cada edição. “Uma candidatura sul-americana seria muito forte. Na América do Sul o futebol é vivido de uma forma incrível, o coração do futebol está aqui. Seria fantástico pensar em uma Copa do Mundo na América do Sul”, afirmou Infantino em coletiva de imprensa com o presidente da Associação Argentina de Futebol (AFA), Claudio Tapia, nesta segunda-feira. No país desde domingo, o dirigente revelou que “há muito interesse em organizar Copas do Mundo”, apesar da “perda de confiança” do órgão nos últimos anos devido a vários escândalos de corrupção. “Acredito que este é um testemunho do trabalho que estamos fazendo e a garantia que vamos dar a todos os candidatos um processo de candidatura e decisão limpo e correto”, garantiu. “Acho que é um aspecto fundamental.” Tapia não escondeu que a Argentina está melhorando seus estádios já pensando no Mundial de 2030, porém não se motivou com a ideia de apoiar a Fifa a realizar a competição a cada dois anos. O argentino prefere o modelo atual, a cada quatro anos. Infantino vai na linha que a competição com menos espera traria “competitividade de alto nível, mais esperança e emoção e mais possibilidades para o mundo também organizar uma Copa”. “Senão, antes que uma Copa volte a um continente, 24 anos se passam se quisermos fazer um rodízio real, e 24 anos é mais que uma geração de pessoas”, argumentou Infantino. O presidente da Fifa pressiona, mas vai buscar um consenso e algo benéfico a todos. “Todas as ideias são bem-vindas, já começamos a mudar a proposta que está sobre a mesa. Não colocamos sobre a mesa uma proposta de ‘sim ou não’, mas dizendo que falamos sobre isso e veremos como podemos melhorar.” Saiba mais