Ronaldo Caiado: ‘Por que Guedes pode tudo e Mandetta não pode?’ - Política - Estadão

@EstadaoPolitica Ronaldo Caiado: ‘Por que Guedes pode tudo e Mandetta não pode?’

3/27/2020

EstadaoPolitica Ronaldo Caiado: ‘Por que Guedes pode tudo e Mandetta não pode?’

Governador de Goiás, que rompeu com Jair Bolsonaro, diz que presidente deveria a mesma autonomia do ministro da Economia ao chefe da pasta de Saúde

Em entrevista ao Estado , Caiado diz que decidiu romper o canal direto com o presidente porque ele “atrapalhou” o País e “gerou uma crise de governabilidade” depois questionar na TV medidas de isolamento. Médico e ruralista, o governador sugere que Bolsonaro “desative” o “ gabinete do ódio ”, como é conhecido o grupo de assessores ideológicos que o ajudaram a redigir o discurso do pronunciamento em cadeia nacional. Por que romper com Bolsonaro? Eu estava no meu gabinete e começou a pipocar no telefone aviso de que o presidente havia feito um pronunciamento à nação. Num primeiro momento achei que era fake news. Vem cá, eu sou aliado de primeira hora, sou médico, tenho um decreto em vigor... De repente, sem comunicar nada, consultar nada, um presidente da República vai para a rede nacional e diz ‘isso aí é besteira, é uma gripezinha, pode todo mundo voltar a trabalhar, voltar para a escola’. A partir daquela hora, as pessoas começaram a me ligar e perguntar ‘Vamos cumprir o seu decreto ou o do presidente? Então podemos abrir as lojas? O presidente tá falando, porque você está fazendo isso’. A consequência é uma crise de governabilidade. Você tem um desgaste maior porque as pessoas passam a jogar contra você a posição do presidente da República. Caiu a ficha. Eu sempre fui um aliado, nunca fui submisso. A única pessoa para quem já ajoelhei na vida foi para Deus. Fora isso não existe essa possibilidade minha. Como sou desautorizado pelo meu presidente sem nem sequer ter tido a oportunidade de falar? Então o tratamento comigo não é respeitoso. Ele se enganou, achou que eu pudesse estar incluído naqueles que estão para cumprir ordens. Eu não estou para cumprir ordens, sou homem para discutir e apoiar posições. Nos assuntos da Saúde, as ações do presidente não atingem o meu Estado. Não posso admitir que a minha autoridade seja quebrada sem poder argumentar. Eu não sou homem de ter pé em duas canoas, não é meu estilo, não sou híbrido. Eu sou meio aliado, sou de todo aliado. Então, o senhor agora é oposição? Não. Eu rompi de ser da sua base. Saberei tratar com total independência. Tratarei com o presidente na formalidade, no protocolo a partir de agora. Eu vou tratar como fui tratado. Aliado é aquele que você pega o telefone e diz ‘meu amigo, vem cá, corre aqui que vamos decidir, as coisas precisam ser resolvidas agora e tal’. Todos nós temos um tempo e nos submetemos a momentos de entender a sobrecarga, mas não passar para a desconsideração dos amigos. Há desconsideração com o ministro da Saúde? Mandetta que está sob a responsabilidade dele? Se for, ele ( Bolsonaro ) está cometendo um erro primário. Eu não esperava que isso pudesse acontecer. Toda entrevista da área econômica tem aquela máxima: ‘Chama o Paulo Guedes, ele que vai entender e achar a saída, solucionar’. Tudo é o Paulo Guedes. Por que tudo na área econômica é o Paulo Guedes e o Mandetta não é o que fala na área da Saúde? Ele tem o melhor cara, preparado, humilde, tem independência intelectual e credibilidade no meio médico, cidadão que conversa com o mundo todo, apaixonado pela medicina, sabe o que se deve fazer num momento como esse. O governo é uma constelação. Só pode dar certo se todo mundo puder brilhar em sua pasta. Agora, se só a estrela do presidente puder brilhar, ou do governador, aí você não governa. Por que o Paulo Guedes pode tudo e o Mandetta não pode? Se você levantar junto aos economistas do Brasil inteiro a conduta do Paulo Guedes, não sei se vai ter aí uns 80% de aprovação. Se puser a conduta do Mandetta vai ter 90%. Podem dizer que é o ‘estilo’ do presidente. Não é. Não é? O estilo do presidente é: ‘Economia quem fala é o Paulo Guedes’. Se Economia quem fala é o Paulo Guedes, porque a Saúde, que é muito mais delicado, quem fala não é o Mandetta? Ou ele não pode opinar sobre os temas e o presidente reproduzir o pensamento do seu médico e ministro da Saúde? Não é o que o presidente faz. Não é, mas por que ele faz com o Paulo Guedes? Por que tem todo esse lado com o Paulo Guedes e não tem com o Mandetta? Qual a diferença dos dois? Nesse momento todos devemos seguir o que o ministro Mandetta com seus quadros técnicos do ministério definir o que é o melhor caminho. Quando se trata de saúde pública, a decisão não é impetuosa, eleitoral. Ela é uma decisão embasada em dados que no decorrer do tempo você vai poder mostrar para pessoas que estava certo, mesmo discordando de você. É isso que o presidente não poderia ter perdido nesse momento. Ele jamais poderia ter vulgarizado a gravidade do coronavírus. Jamais. Ele jamais poderia dizer que ia encontrar com o Mandetta e propor a quarentena vertical. Jamais poderia dizer que cloroquina é bom porque está dando resultado. Isso não é posição de presidente. Ele poderia dar esse comunicado sendo um documento técnico, médico, para que pudesse reproduzir como resultado para a população. Mas não é isso, ainda não está confirmado. O Mandetta arrisca a biografia médica dele ao permanecer no governo? Isso é um problema nosso, de médico. Nós não fugimos da cabeceira do doente quando ele complica. Médico só sobrevive na profissão se na hora que o doente complica ele não bate em retirada. Isso para nós é mandamento número um, uma coisa sagrada. O Mandetta não vai sair do Ministério da Saúde. Ele só sai se for demitido ou se contrair o coronavírus e não tiver condições clínicas de estar à frente do ministério. Nesse ponto ele está correto, eu respaldo a atitude dele. Ao dizer que as decisões de Bolsonaro não alcançam Goiás, o sr não coloca em xeque a autoridade dele e funcionamento da federação? Eu não quebro regras democráticas. Jamais na minha vida preguei desobediência civil ou descumprimento de regras do sistema que jurei cumprir. Não existe essa hipótese. Está na Constituição, artigo 24. ‘Compete à União e aos Estados legislar concorrentemente sobre previdência social, proteção e defesa da saúde’. Ao baixar o decreto no Estado de Goiás, estou respaldado pela Constituição brasileira. Não estou usurpando de nenhuma ação respaldada constitucionalmente. Que efeito de risco, do ponto de vista médico, tem um pronunciamento oficial de um presidente da República, adorado pelos seus seguidores? No momento em que a estrutura fosse quebrada, em Goiás, eu perderia os primeiros 10 dias que tive em relação à quarentena. Perderia todos os parâmetros para poder, amanhã, calcular se poderia flexibilizar ou não o isolamento. Jair Bolsonaro deputado federal a repercussão é uma, Jair Bolsonaro presidente da República, a é repercussão outra. Por isso precisamos nos acautelar ao máximo, porque nossas posições têm uma repercussão e abrangência ímpar. Se ele não fez nenhuma reflexão que tinha se excedido na dose (no pronunciamento), é porque ele estava convencido de que estava absolutamente certo. Não tomei nenhuma decisão emocional ou de bate pronto. Se até as 10h da manhã do dia seguinte ele acha que está vestido de toda razão, paciência, aí a posição dele é 100% discordante da minha. Como eu não tomei a minha por ímpeto pessoal, mas sim por base científica, eu continuo com a minha e sinto muito pela dele. O senhor tem algum arrependimento nesse processo de governar ao lado do Bolsonaro e agora de afastamento? Nenhum. Aprendi a não chorar leite derramado. O senhor teme ser discriminado no pedido dos governadores do Centro-Oeste de recomposição de perdas no ICMS, R$ 4,6 bilhões? Não acredito. Nunca fui nem sequer atendido nas condições mínimas que solicitei. Chegava lá tinha que enfrentar o Paulo Guedes e aquele tal de Waldery. Ele tem outra lá do Tesouro, a Priscila. Ave Maria! Aí meu, amigo, você sabe como é. Você sua a camisa, fala, fala... Eles olham pra você assim e dizem ‘Sinto muito, não posso, não tem jeito’. Não houve solidariedade? Pelo contrário. Paulo Guedes tem a visão dele. Chega ao cargo sem nunca ter experimentado o voto, então, às vezes a gente é obrigado a ficar escutando engenheiro de obra feita. Não é fácil continuar no dia a dia sem ter nenhuma contrapartida, principalmente da área econômica. Eu suportei isso 14 meses, cara, morrendo asfixiado. Se não fosse o Supremo ter me dado essas liminares não sei como teria chegado vivo. O pessoal da Economia nunca teve um gesto sequer para buscar uma alternativa para que pessoas que fizeram a tarefa de casa pudessem buscar crédito junto ao BNDES, ao Banco do Brasil, com aval. Coisa mais do que normal. Não teria nenhuma exceção. Tem aquela brincadeira que o Paulo Guedes colocou: ‘Daqui a pouco vamos tirar vocês do canudinho’. Até hoje estamos na mesma situação. Se eu tive condições de governabilidade, de poder quitar a folha de pagamento, de conseguir alguns avanços, foi porque o STF me concedeu liminares e eu consegui o cancelamento do pagamento da dívida com a União e bancos oficiais, mais economias e revisões contratuais que fiz. Comecei a botar a casa em ordem. Paguei 14 salários e meio. Só faltou eu mendigar em Brasília até dia 31 de dezembro até duas horas da tarde para que tivesse pelo menos um real de repasse do Ministério do Desenvolvimento Regional diante da calamidade das minhas rodovias. Tudo isso implorando algum socorro do governo para atender os casos mais emergenciais. Eu estava falando para o deserto. Mas tudo isso você vai acumulando. O governo demora em mostrar um plano de socorro aos trabalhadores que podem perder empregos? Muita teoria e pouca prática. Em termos de eficiência, não chegou nada. Vários governadores se distanciaram do presidente após a eleição. Ele está se isolando politicamente a ponto de sofrer um processo de impedimento? Não vejo isso. Esse momento é de crise, que será superada. Ele precisa ouvir pessoas qualificadas nos assuntos e ter a humildade de não querer posar de dono da verdade e muito menos de querer ensinar conduta médica ou de quarentena para nós médicos. Se ele der para a Saúde o mesmo tratamento que dá para o Paulo Guedes pode ter certeza que vamos sair maravilhosamente bem do processo. Pelas reações de seus colegas de partido, Consulte Mais informação: Estadão

Politica Do que isso te interessa babaca traidor? Politica Caiado põe blitz dia 30 em goiania 8nteira pra esses idiotas se lascarem E ainda manda a borracha neles estão desrrepeitando o decreto Politica Cala a boca defunto politico Politica Pergunta pro lula iditomazelli Politica O Congresso avança a passo de cágado com o Plano Mansueto e o Pacto Federativo. PM já seria o alívio de q Caiado precisava. Guedes sempre disse q não queria prefeitos e governadores com pires na mão em Brasília. Ele deve ter apostado no empenho dos governadores junto ao Congresso

Politica Será que é pq ele é o Ministro da Economia? Politica O traíra se fufu Politica Parece uma criança mimada! Politica Boa! Politica CaiadoTraira Politica Caiado on fire

'Decisões do presidente na área de saúde não alcançarão Goiás', diz Caiado - ISTOÉ IndependenteEm resposta ao pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), afirmou nesta quarta-feira (25) que as decisões federais na área de saúde não alcançarão o Estado de Goiás. Nesta manhã, Bolsonaro voltou a criticar a recomendação de governantes pelo confinamento total das pessoas e defendeu que apenas pessoas no grupo … Vira casaca. Falso.

Politica Amigo voce deveria estar na cadeia comynista Politica Jornazistas... vão te catar Politica Antes tarde do que nunca, Caiado. Parabéns por despertar e abrir os olhos. Politica BolsonaroTemRazao Politica CAIADO ESTÁ MORTO POLITICAMENTE! Politica CAIADO É TRAÍRA..... Politica Imprensa e Governador canalhas

Politica Vai cuidar em liberar o comercio do teu estado, e deixa a vida dos outros, ja estais vendo o que a população esta fazendo né ? O povo quer voltar a trabalhar, e não ficar em casa, sem ter o que comer. Politica Tchau Caiado Politica Um dos maiores ladrões de Goiás, sempre fazendo política

Rompimento de Caiado com Bolsonaro amplia fogo cruzado contra Mandetta | MaquiavelAliado de primeira hora do governador de Goiás, o ministro da Saúde tem dito que só deixará o cargo se o presidente da República resolver demiti-lo O fogo cruzado começou apartir do momento que o ministro começou a se destacar. Solta logo o furo de reportagem dizendo que o Bolsonaro e a Michele estão com Corona Vírus. Sabemos que essa notícia estão com vocês, e vocês devem divulgar imediatamente. Cadê o exame ?

Politica BolsonaroTemRazão Politica O corporativismo do jornalismo militante não vai mostrar! BolsonaroTemRazao Politica Por que os dois sumiram Politica O governador de Goiás vai cair do cavalo e quebrar a cara. Há uma crescente insatisfação com seu governo e com as recentes medidas tomadas. Ele que não reveja sua linha, o povo de Goiás não vai se calar não.

Politica Eis o busílis da questão Politica Traira Politica Tanto Guedes quanto Mandetta, quanto Moro são cúmplices do Bolsonaro, capangas de miliciano. AcabouBolsonaro andre_luizviana Politica Goiás reagindo COMERCIANTES DE CALDAS NOVAS E POPULAÇÃO Estaremos participando de uma grande carreata nesta Sexta-Feira (27/03 - 16:00h) Saída da PRAÇA MESTRE ORLANDO Objetivo é a entrega do manifesto no gabinete do prefeito em apoio ao comércio local. BolsonaroTemRazao

Politica Porque a prioridade deste governo é o dinheiro, a economia. E por duas razões: 1. Os grandes banqueiros e empresários pressionam o governo; e, 2. Bolsonaro não quer que a sua popularidade e possibilidade re reeleição caia com a economia. Pessoas que se danem! Politica O vírus veio pra mostrar a bosta seca que é o bolsonaro até para os conservadores

Caiado virou alvo do gabinete do ódio tão logo rompeu com Bolsonaro | RadarMesmo com uma CPI fungando no cangote e com investigações avançadas no STF, a turma não toma jeito radaronline São nesses momentos que conhecemos os amigos. Tudo isso só está separando o joio do trigo. radaronline q bom ne radaronline Essa é a estratégia implantada por Olavo de Carvalho na política brasileira.

Politica sua hora vai chegar, Caído! Politica Cada um no seu quadrado

Caiado diz que rompeu com o governo; 'Não tem mais diálogo com esse homem'NatuzaNery Outro vagabundo que se elegeu à custa da imagem do Bolsonaro. Só tem canalhas e traidores governando os estados? NatuzaNery Vai falir o estado de Goiás NatuzaNery Foda-se ! Cada cachorro que lamba sua caceta!

Caiado diz que vai escalonar fim da quarentena em Goiás e ironiza comparação da Covid-19 a uma 'gripezinha'Caiado ironiza quem minimiza o coronavírus: 'Todos que considerarem isso [Covid] como uma 'gripezinha' podem se candidatar como voluntários. Estou precisando. Em uma semana, vamos treinar para auxiliar as pessoas no hospital' G1 Bravateiro ! Chamou o atleta corredor de debate na xinxa É só criticar o Bolsonaro que ganha manchete! 🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣

Governador de Goiás rompe com Bolsonaro: 'a ignorância não é uma virtude' - CartaCapitalO governador Ronaldo Caiado afirma que o Estado não seguirá as determinações do presidente em relação ao combate ao coronavírus. Seria compactuar com um criminoso. Parabéns governador, por manter a segurança de sua gente, lhes agradecerão em um futuro bem próximo ronaldocaiado Início do fim! Não gosto dele mais tem q ter início o fogo no circo! ImpeachmentdoBolsonaroURGENTE



Idosa de 104 anos ganha parabéns da janela em Porto Alegre: 'Uma coisa como esta, nunca pensei que ia passar'

Brasil tem 299 mortes e 7.910 casos confirmados de coronavírus, diz ministério

Autor de vídeo compartilhado por Bolsonaro pode pegar seis meses de prisão - Política - Estadão

Cantor Paulynho Paixão morre após sofrer dois acidentes em menos de 3 horas no Piauí

Juiz manda Bolsonaro excluir igrejas da lista de serviços essenciais

Villas Bôas: ‘Ninguém tutela o Bolsonaro’ - Política - Estadão

Câmeras de segurança mostram galpão da Ceasa com mercadorias no mesmo dia em que vídeo postado por Bolsonaro foi gravado

Escrever Comentário

Thank you for your comment.
Please try again later.

Últimas Notícias

Notícia

26 março 2020, quinta-feira Notícia

Notícias anteriores

Câmara aprova R$ 600 por mês para informais e pessoas na fila de espera do BPC - Economia - Estadão

Próxima notícia

Internações por problemas respiratórios disparam no Brasil em meio à epidemia de coronavírus - Saúde - Estadão
Twitter apaga publicações de Silas Malafaia que infringiam regras sobre coronavírus Está na hora de começarmos a falar sobre Mourão - ISTOÉ Independente Atacado por Bolsonaro, Mandetta se aconselha com Alcolumbre e Maia | Radar A postura equivocada de Bolsonaro diminui o país aos olhos do mundo Maia diz que falta de compreensão em partes do governo sobre coronavírus 'atrasa' planejamento da Saúde Governo Bolsonaro tem 42% de avaliação 'ruim' ou 'péssima' em abril, diz pesquisa - Política - Estadão Chega de inveja, minha gente: deixem a Maju trabalhar | Tela Plana Facebook, Instagram e Youtube apagam vídeo de Silas Malafaia - CartaCapital Juristas denunciam Bolsonaro no Tribunal Penal Internacional por crime contra a humanidade - CartaCapital Cemitério em São Paulo. A foto que jamais gostaríamos de publicar MEC abre cadastro para estudantes de medicina, enfermagem, farmácia e fisioterapia atuarem no combate ao coronavírus Antes de 'canetada', Bolsonaro tentará mais uma vez discutir fim de isolamento com Congresso e STF - Política - Estadão
Idosa de 104 anos ganha parabéns da janela em Porto Alegre: 'Uma coisa como esta, nunca pensei que ia passar' Brasil tem 299 mortes e 7.910 casos confirmados de coronavírus, diz ministério Autor de vídeo compartilhado por Bolsonaro pode pegar seis meses de prisão - Política - Estadão Cantor Paulynho Paixão morre após sofrer dois acidentes em menos de 3 horas no Piauí Juiz manda Bolsonaro excluir igrejas da lista de serviços essenciais Villas Bôas: ‘Ninguém tutela o Bolsonaro’ - Política - Estadão Câmeras de segurança mostram galpão da Ceasa com mercadorias no mesmo dia em que vídeo postado por Bolsonaro foi gravado Técnico de enfermagem morre infectado pelo coronavírus, diz Secretaria de Saúde; número de mortos chega a três no RN Ministério da Saúde divulga manual para fazer máscara caseira Padrasto é preso suspeito de abusar sexualmente da enteada após ela filmar o crime; vídeo Coronavírus: governo pode usar dados de celulares para localizar aglomeração de pessoas Marta Suplicy filia-se ao Solidariedade e pode concorrer nas eleições municipais - ISTOÉ Independente