Restos mortais de 29 pessoas enterradas há mais de mil anos são achados no Peru - ISTOÉ Independente

Ossadas correspondem à era Wari e à cultura Mochica.

24/10/2021 23:18:00

Ossadas correspondem à era Wari e à cultura Mochica.

Uma descoberta arqueológica na Huaca Santa Rosa de Pucala, no Peru, revelou as ossadas de 29 pessoas que teriam sido enterradas há mais de mil anos. Entre elas, três restos mortais de crianças que podem ter feito parte da história da civilização Wari, império peruano que antecedeu os Incas. A informação é do site Observador.

, revelou as ossadas de 29 pessoas que teriam sido enterradas há mais de mil anos. Entre elas, três restos mortais de crianças que podem ter feito parte da história da civilização Wari, império peruano que antecedeu os Incas. A informação é do site Observador.

Os restos mortais foram achados a 750 quilômetros da capital Lima. Entre as ossadas, 28 representam corpos inteiros, enquanto uma está incompleta. A maioria dos restos mortais são da era Mochica. Eles foram achados em túmulos de barro e em câmaras mortuárias.

Apenas quatro ossadas fazem parte da civilização Wari, segundo Edgar Bracamonte, líder da equipe de arqueólogos. Eles correspondem a três crianças e um adolescente que, ao que tudo indica, teriam feito parte de sacrifícios humanos, algo corriqueiro na cultura dessa civilização. headtopics.com

“Essas descobertas nos permitem repensar a história da região Lambayeque, especialmente as ligações à presença das civilizações Wari e Mochica na região”, comentou Bracamonte em entrevista à AFP. Consulte Mais informação: Revista ISTOÉ »

Após receber medalha, Bolsonaro é vaiado e chamado de genocida na Câmara

Sob protestos de deputados da oposição, presidente foi condecorado por Arthur Lira (PP-AL)

Arqueólogos descobrem restos mortais com mais de mil anos de 29 pessoas no Peru; veja FOTOSCorpos estavam em templo construído pela civilização wari, anterior aos incas, na região de Lambayeque, no norte do país como 29 mil anos se o mundo so tem 2021? midia sensacionalista! Se depender da elite brasileira, não encontrarão nem pó da gente, daqui 50 anos. Analfabetos também são redatores? Tentando compreender a frase... 'Esqueletos foram encontrados 750 km...' O termo que falta pode ter apenas uma letra, mas as regras gramaticais exigem a presença dele pra garantir a construção CORRETA da frase. '...encontrados A 750...'

Empresário de 29 anos morre após mergulhar no Rio Tietê; vítima estava em uma lanchaSegundo os bombeiros, Vinícius Sterzk Di Iório mergulhou no rio e não retornou para a lacha, onde estava com amigos. Corpo foi encontrado na manhã deste sábado (23). g1 A matéria não diz qual foi a causa mortis Hummm lacha kkkkkk Lacha?

Vídeo mostra amigos à procura de empresário de 29 anos que morreu após mergulho no Rio TietêNas imagens, é possível ver que duas mulheres e dois rapazes começam a olhar o rio e jogam uma corda. O corpo da vítima foi achado no sábado (23) pelos bombeiros a 8 metros de profundidade. qual o sentido do homem ter rotulado no Rio Tietê pra dar um mergulho? Não entendi XeuleBot

Arqueólogos descobrem restos mortais com mais de mil anos de 29 pessoas no Peru; veja FOTOSCorpos estavam em templo construído pela civilização wari, anterior aos incas, na região de Lambayeque, no norte do país como 29 mil anos se o mundo so tem 2021? midia sensacionalista! Se depender da elite brasileira, não encontrarão nem pó da gente, daqui 50 anos. Analfabetos também são redatores? Tentando compreender a frase... 'Esqueletos foram encontrados 750 km...' O termo que falta pode ter apenas uma letra, mas as regras gramaticais exigem a presença dele pra garantir a construção CORRETA da frase. '...encontrados A 750...'

O mistério dos neandertais - ISTOÉ IndependentePesquisa em câmara fechada há 40 mil anos revela mais características sobre a espécie humanoide e muda a percepção de que eram apenas trogloditas violentos Que caverna mais style. Super faria uma Rave ai dentro.

Famílias esperam por horas em fila na Ceagesp para ter o que comer - ISTOÉ IndependenteFamílias estão enfrentando filas gigantescas, de pelo menos três horas de espera, para receber uma cesta de alimentos doados pela Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo). De acordo com reportagem da Record TV, são cinco mil famílias que dependem da distribuição de alimentos que acontece de graça na Ceagesp há pelo […] Fica em cada, né? Faz a quarentena gourmet que dá certo