Relator reduz para fim de 2021 prorrogação de desoneração da folha para 17 setores - Economia - Estadão

@EstadaoEconomia Relator reduz para fim de 2021 prorrogação de desoneração da folha para 17 setores

29/05/2020 10:00:00

EstadaoEconomia Relator reduz para fim de 2021 prorrogação de desoneração da folha para 17 setores

Entre os setores beneficiados estão call centers, construção civil e indústria têxtil; mudança no programa enfrenta resistência por parte da equipe econômica do governo

BRASÍLIA - O aumento do custo fiscal com as mudanças introduzidas no parecer da Medida Provisória (MP) 936, que permite acordos para suspensão de contrato ou redução de jornada e salário na crise do novo coronavírus, pode dificultar a prorrogação do benefício concedido pelo governo aos trabalhadores para a manutenção do emprego durante a pandemia.

O jogo virou: México barra entrada de americanos devido à Covid-19 VÍDEO: Cobra Naja que picou estudante de veterinária é encontrada perto de shopping no DF Investigação aponta assessor de Bolsonaro como responsável de página de fake news derrubada pelo Facebook

Leia TambémContas do governo têm rombo de R$ 92,9 bi em abril, pior da históriaO ministro da Economia, Paulo Guedes, já sinalizou com a possibilidade de prorrogação do benefício, mas o parecer do relator da MP, deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), elevou o custo da MP para o Tesouro Nacional. 

Entre as mudanças, o item que mais pesa é alteração na forma de cálculo do benefício com custo adicional de R$ 23 bilhões, de acordo com cálculos do Ministério da Economia. O parecer de Orlando Silva autoriza a prorrogação do prazo máximo das medidas, a critério do Poder Executivo, para a redução de jornada e para a suspensão de contrato. Por isso, a expectativa do setor empresarial que  a prorrogação será feita. 

A avaliação de integrantes do governo é que o aumento de custo reduz o espaço para a prorrogação da vigência do benefício que preservou, pelos cálculos do governo, 8,1 milhões de trabalhadores. Um integrante da equipe econômica disse ao Estadão que, se essa mudança for aprovada, não haveria espaço para a prorrogação.

A votação da MP está prevista para esta quinta, 28. O diretor da consultoria CBPI Produtividade Institucional, Emerson Casali, disse que há pressa para a votação porque as empresas esperam a prorrogação das medidas. Segundo ele, a situação é mais crítica para as empresas que suspenderam os contratos logo no início da vigência da MP. Como a suspensão dura dois meses, o prazo do benefício está terminando.

“No início do mês começam a vencer as primeiras suspensões de contratos, feitas no início de abril. E tem muita atividade que não voltou ou está funcionando precariamente. Daí a urgência de fechar logo esta votação e correr no Senado”, explicou Casali, que está acompanhando as negociações no Congresso. 

Segundo ele, o ministro Paulo Guedes já sinalizou, durante encontro com representantes do setor de serviços, a possibilidade de prorrogação. “A visão do ministro é deixar do jeito que está e deixar por mais tempo, se necessário, o programa”, ressaltou Casali.

Alvo de ação do Facebook trabalha ao lado do presidente e integra ‘gabinete do ódio’ - Política - Estadão Brasil tem 1.187 mortes por coronavírus em 24 horas e passa de 1,7 milhão de infectados, mostra consórcio de veículos de imprensa Facebook aponta assessor do governo como responsável por rede de fake news

O parecer também adia por mais dois anos a vigência da desoneração da folha para 17 setores, medida que eleva em R$ 10,2 bilhões o gasto do governo por ano.O diretor da CBPI defendeu o adiamento do aumento da tributação para esses setores. Entre os setores que ainda são beneficiados pela desoneração da folha estão call centers, tecnologia da informação, construção civil, calçados, indústria têxtil e comunicação.  “Com um horizonte de aumento do custo direto, as decisões já começam a ser tomadas em relação à questão do próprio emprego”, alertou. A prorrogação de desoneração tem resistência da equipe econômica, mas alta mobilização dos setores e simpatia dos parlamentares.

Consulte Mais informação: Estadão »

Miller anunciado na equipe de fábrica da Ducati para 2021 - MotoGP - F1ManiaJack Miller mudará para a equipe de fábrica da Ducati em 2021, embora não tenha sido confirmado quem ele substituirá na fabricante italiana. Recentemente,

'Podemos pegar algumas datas de 2021 para jogar o Brasileiro', diz secretário-geral da CBF - Esportes - EstadãoWalter Feldman não estipula prazos para a volta do calendário e garante que pressão política não vai interferir no retorno do futebol Só pra lembrar, que o Estadão é um LIXO ForaAlexandreDeMoraes se adaptar ao calendario europeu pra parar de perder jogador no meio da temporada? nao bota umas datas em 2021 ta bom HelenoHeroiNacional

Câmara aprova MP que permite redução de jornada e salário durante a pandemiaRelator incluiu no parecer possibilidade de Executivo prorrogar programa, por meio de regulamento, e adiou fim da desoneração da folha de pagamento de 17 setores para fim de 2021. Texto segue para Senado. RodrigoMaia Vc é um frouxo! Vale para os políticos também? e os políticos?

‘Vamos ter de correr algum risco para gerar empregos’, diz fundador da construtora Tecnisa - Economia - EstadãoEmpresário do setor imobiliário diz que é necessário priorizar funcionamento de setores que mais movimentam a economia; ele participou da série ‘Economia na Quarentena’, do ‘Estadão’ Economia É muita cara de pau. Economia Ele fala isso pq não é ele que vai lá trabalhar Economia Empresário bolsominion.

Relator de socorro a Estados diz que ambiente é 'favorável' à manutenção de vetos de Bolsonaro - Economia - EstadãoAo Estadão, o relator disse que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, “está no jogo” para a manutenção dos vetos Economia Óbvio. Economia Traduzindo, o centrão já está satisfeito com as mamatas que o governo concedeu. Economia Acham que dinheiro brota do chão?

Miller anunciado na equipe de fábrica da Ducati para 2021 - MotoGP - F1ManiaJack Miller mudará para a equipe de fábrica da Ducati em 2021, embora não tenha sido confirmado quem ele substituirá na fabricante italiana. Recentemente,