Quem é Rayane Figliuzzi, a blogueira carioca que é procurada pela polícia por estelionato

Informações úteis para o seu dia a dia.

Rio

04/12/2021 01:30:00

Ela foi indiciada pelo Ministério Público de Santa Catarina e está com pedido de prisão preventiva em aberto g1 Rio

Informações úteis para o seu dia a dia.

Jovem, bonita e procurada por estelionato. As acusações de crime formam a faceta menos conhecida da carioca Rayane da Silva Figliuzzi, de 24 anos. Até o ano passado, Rayane Figliuzzi ou Ray, como também é chamada, era mais conhecida por ser atriz, modelo e blogueira com mais de 88 mil seguidores.

Mas, segundo a denúncia do MP de Santa Catarina, ao conhecer Alexandre Navarro Junior, o Juninho, de 28 anos, ela passou a ajudá-lo em sua quadrilha, especializada em aplicar o chamado “golpe do motoboy”, emprestando maquininha de cartão e fazendo de suas contas bancárias vias do dinheiro ilegal, que depois seria transferido para o noivo criminoso.

Esses detalhes constam em um inquérito policial aberto pela 5º Delegacia de Polícia da Capital, em Florianópolis – onde Juninho aplicava seus golpes -, e que serviu de base para a denúncia feita pelo Ministério Público de Santa Catarina em setembro desse ano. headtopics.com

A denúncia foi aceita pela Justiça catarinense, que determinou inclusive a prisão preventiva de toda a quadrilha de Juninho – formada por ele e mais 14 pessoas, incluindo Rayane e a irmã do criminoso, Yasmin Navarro.Rayane Figliuzzi — Foto: Reprodução/Redes sociais

De blogueira à procuradaFilha de uma família de classe média, moradora da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, Rayane começou a aparecer nas colunas sociais e na noite carioca entre 2016 e2017, quando começou a fazer o curso de interpretação na escola de atores do diretor Wolf Maya.

A partir daí, ela começou a investir fortemente em ficar famosa. Criou um canal no YouTube com uma amiga para dar dicas de moda, beleza e lifestyle.Rayane na época do canal "Contraste Feminino", que criou com uma amiga — Foto: Reprodução

Também em 2017, estrelou o clipe “Aquele Mina”, de MC Mateus, produzindo por Kondzilla. Trabalhou como modelo em eventos e catálogos.Em 2019, casou-se com um empresário carioca, chegou a ocupar um cargo como assessora em cargo comissionado da Fundação Centro Estadual de Estatística, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Estado do Rio de Janeiro — CEPERJ -, durante o governo de Wilson Wizel. Foi exonerada em fevereiro de 2020. headtopics.com

Antes disso, o nome de Rayane - que continuava fazendo seus trabalhos como modelo -, chegou a aparecer nos jornais e na internet como possível novo affair do cantor Saulo Pôncio.Rayane em cena do clipe "Aquela Mina" — Foto: Reprodução

Em janeiro de 2020 foi companhia constante do rapper norte-americano, Tyga, durante sua passagem pelo Brasil e ficando hospedada em uma mansão que ele alugou na Joatinga, na Zona Sul da cidade.Paralelamente a isso, a conta no Instagram crescia e os trabalhos como modelo ajudavam a turbinar a porção blogueira de Rayane. Ela anunciava roupas, produtos de beleza e linhas ligadas a bem-estar e saúde. Atualmente, ele tem 88 mil seguidores.

Empresa ajudou quadrilha do noivoEm outubro de 2020, ela abre a empresa Numance, comércio de vestuário e acessórios, e vínculo pelo qual a polícia chegou até o seu nome. Já que uma maquininha de cartão estava ligada ao seu CPF.

Além disso, o nome de Rayane aparece em conversas de Juninho, quando orientava membros de sua quadrilha a passarem cartões das vítimas na máquina de Ray ou de sua irmã, Yasmin, procurada no Rio de Janeiro pelo mesmo crime.Rayane Figliuzzi — Foto: Reprodução/Redes sociais headtopics.com

No inquérito policial, os investigadores destacam que os produtos negociados por Rayane em sua loja tinham baixo valor agregado, que ela tinha renda presumida de R$ 7 mil, mas que no período de um mês, em dezembro de 2020, chegou a movimentar mais de R$ 187 mil. Valores que depois foram repassados para a conta de Alexandre Navarro.

A polícia catarinense cita ainda diversas fotos do casal Rayane e Juninho em viagens em que provavelmente usufruíam do “dinheiro fruto de crimes praticados em face de pessoas idosas, na maioria das vezes.”Rayane Juninho tiveram um filho em 2021, e seguem procurados pela polícia.

Juninho e Rayane no chá de bebê do filho deles — Foto: ReproduçãoComo agia a quadrilha em Santa CatarinaAlexandre Navarro Júnior, de 28 anos, vulgo Juninho, praticava o chamado "golpe do motoboy", na capital catarinense, com outras 14 pessoas. Ele comandava uma quadrilha, chamada de “Família Errejota”, que incluía a noiva, a blogueira Rayane Figliuzzi, de 24 anos, e também a irmã Yasmin, de 25.

A partir da prisão de um integrante e da investigação realizada pela 5º Delegacia de Polícia da Capital, em Florianópolis, a polícia chegou ao nome de Juninho, entendeu todo o esquema realizado pelo grupo e fez o indiciamento dele.

O Ministério Público de Santa Catarina transformou o caso em denúncia, que foi aceita pela Justiça catarinense em setembro desse ano. As prisões preventivas da Família Errejota foram decretadas no dia 7 de novembro de 2021, e o caso segue em segredo de Justiça.

Juninho e Yasmin Navarro: mesmo golpe em estados diferentes — Foto: ReproduçãoForagida duas vezesAlém de ajudar o irmão a montar sua organização criminosa em Santa Catarina, Yasmin Navarro decidiu montar sua própria célula criminosa no Rio de Janeiro. Com a ajuda de amigas e blogueiras influentes nas redes sociais, ela alugou um apartamento no Recreio, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, e transformou em uma central de golpes.

Era de lá que ela, Anna Carolina de Sousa Santos, Mariana Serrano de Oliveira, Rayane Silva Sousa e Gabriela Silva Vieira ligavam para vítimas, em geral idosas, se passavam por agentes bancárias, comunicavam uma compra suspeita, pediam para as vítimas digitar a senha do cartão no telefone, conseguiam captar a mesma e informavam que um motoboy iria recolher o cartão para ser descartado.

VÍDEO: Saiba como agia a quadrilha da ‘blogueira estelionatária’De posse do cartão e da senha das vítimas, elas faziam compras e débitos nas contas das mesmas. Mesmo modo operacional usado pelo irmão de Yasmin em Santa Catarina.

O braço carioca da organização foi desfeito no dia 7 de julho, quando policiais da 40ª DP, de Honório Gurgel, prendeu o grupo em flagrante.Elas tiveram a prisão preventiva decretada, ficaram 20 dias presas no Complexo Prisional de Bangu, e conseguiram o relaxamento da prisão.

No entanto, um vídeo nas redes sociais, em que uma das rés, Rayane Silva Sousa, debochava da Justiça, fez com que o Marcello Rubioli, da 1ª Vara Criminal Especializada, voltasse atrás e decretasse novo pedido de prisão. VÍDEO: Blogueira é solta e recebida com festa, champanhe e caipirinha

Apenas Anna Carolina de Sousa Santos e Rayane Silva Sousa se entregaram e aguardam audiência de instrução e julgamento presas.Yasmin Navarro segue com dois mandados de prisão em aberto, o do Rio, datado de 12 de agosto, e o de Santa Catarina, emitido em novembro.

Consulte Mais informação: G1 »

O Assunto #628: Vida e obra de Elza Soares, por Ruy Castro

Neste episódio especial, antecipado para homenagear uma de nossas maiores cantoras, O Assunto recebe o jornalista e escritor, profundo estudioso da música brasileira. Ele conduz o ouvinte por marcos da trajetória de Elza, que morreu na quinta-feira aos 91 anos.

O importante e que ela e bonita Nunca ficará presa

Grêmio afasta sete jogadores na reta final do Brasileirão: veja quem são eles - LANCE!

A crise da meia-idade, quem diria, foi uma conquista feminina - Cultura - Estadãolucianagarbin A crise da meia-idade, quem diria, foi uma conquista feminina lucianagarbin nós mulheres até hoje só servimos pra esticar o tapete pro homens ... ás vezes até coisa pior que isso..a culpa é mais nossa que deles.

A inflação corrói a renda dos brasileiros, mas ela é mais cruel com quem tem menosAlta dos preços acumula 10,7% em 12 meses, mas o impacto nos menos favorecidos é dois pontos porcentuais maior do que para os privilegiados. Por naiaragg naiaragg O comunismo cristão pode ser a solução. naiaragg Fome, desemprego, inflação e corrupção. Viva o talibã miliciano gospel militar.

Tramontina lança cooktop com internet para quem não sabe cozinhar - Revista MenuBatizado de Guru, trata-se de um cooktop por indução conectado à internet que guia os cozinheiros durante o preparo das receitas e garante a segurança e eficiência na execução dos pratos. A FARSA MUNDIAL que está aí sendo usada como desculpa para a instalação de um sistema ditatorial e induzir muitos para as 'espetadas' malditas, é obra deles... Acorde!

Eleição Flamengo - Quem são os candidatos à presidência do clube e quais são as principais propostasSábado, na Gávea, sócios do Flamengo elegerão o presidente para o triênio 2022/24. Marco Aurélio Asseff, Ricardo Hinrichsen, Rodolfo Landim e Walter Monteiro são os candidatos

Dino deixa para 2022 a decisão sobre quem apoiar no Maranhão | RadarBase aliada do governador do PSB está dividida entre o atual vice, que é do PSDB, e o senador do PDT Weverton Rocha radaronline bunda mole!